A louca dos programas de fidelidade

Eu assumo, meu olho brilha quando vejo um cartão fidelidade. Quem inventou isso merecia um prêmio!

Acho que todo entra no mundo da fidelidade por causa do disk-pizza. Que atire o primeiro pedaço de pizza quatro queijos quem nunca juntou 10 selos da tampa da caixa para trocar por uma pizza de mussarela de 8 fatias.

Pois é, eu tenho cartão fidelidade espalhado por vários lugares, desde o carrinho de cachorro quente vegetariano até grandes empresas que oferecem o mesmo tipo de benefício, mas daí eu parei e resolvi analisar meus programas de fidelidade. Vamos abstrair o fato de que a maioria desses programas de fidelidade é de comida (cof cof) e vamos ao que interessa: viagem. Foi aí que me decepcionei. Eu não sei se existem poucos programas de fidelização para viajantes ou se eu que estou muito desinformada, por isso resolvi escrever esse post aqui e propor uma troca: eu conto para vocês de quais programas eu participo e vocês me contam de quais vocês participam, fechado? Então tá, eu começo.

programas fidelidade viagem

Desde que eu me cadastrei no TAM fidelidade, nunca voei para fora do Brasil com outra companhia aérea. Nunca. Já voei com outras companhias, lógico, mas só nos trechos que não eram operados pela TAM e, ainda assim, escolhi outras que também são membros da Star Alliance. Uma viagem internacional pra Europa, por exemplo, já rende pelo menos mais uma viagem nacional.

Não vou entrar aqui nos detalhes sobre pontuações e tudo mais, pois explica tudo no site deles e quem quiser é só dar uma olhadinha por lá, pois o objetivo aqui é só contar para vocês de quais programas eu participo e não aprofundar sobre eles.

As vantagens da fidelização da TAM são muitas e, acreditem, por mais que eu já tenha quebrado o barraco com a TAM no twitter e no Facebook, a dor de cabeça para dar baixa nas milhas e emitir novas passagens sempre acaba valendo a pena.

programas fidelidade viagem

Confesso que demorei para entrar no programa Smiles da Gol. Quanto tempo perdido!

A Gol é ótima para trechos nacionais e em voos de última hora sempre possui preços mais atrativos que a TAM, mas demorei para me cadastrar porque essa coisa de fidelização é algo sério para mim. FIEL é uma palavra que pesa bastante e eu ficava relutante em trair a TAM. Sério. Hahaha. Mas com o crescimento do programa Smiles comecei a ver vantagem e agora estamos aí.

Sou fiel às duas companhias, mas sou mais fiel ao meu bolso, que tende a escolher a mais barata na maioria das vezes. Digo na maioria das vezes porque já comprei passagens mais caras com a TAM só para ganhar mais pontos.

O KM de Vantagens da rede Ipiranga acho que é o mais polêmico de todos. Há quem diga que o nome deveria ser KM de DESvantagens, mas eu discordo. Eu acho que o grande problema é que as pessoas às vezes esperam demais dos programas de fidelidade e programa de fidelidade não é algo fácil de se lidar. Tem que ter paciência (MUITA) e existem milhões de coisas chatas, 87 tipos de senhas, de confirmações… mas não é o fim do mundo. O grande problema que eu vejo dos KM de vantagens e que realmente acho terrível é para utilizar a pontuação com outros produtos. Quando o produto é viagem, vale a pena na maioria das vezes. Veja bem, eu disse “na maioria”, pois como é preciso pagar taxas para transferir os pontos, às vezes pode sair o mesmo preço da passagem, ou até mais caro. Vai do bom senso do viajante em saber a hora certa de usar os pontos provenientes desse programa de fidelidade.

Desde que criaram esse programa eu abasteço o meu carro e os da empresa somente nos postos Ipiranga e não me arrependo nem mesmo quando eu pago mais caro pelo combustível. Já viajei muito só com esses pontos.

programas fidelidade viagem

Depois de notar que nas minhas últimas 4 viagens me hospedei somente nos hotéis da rede Accor, decidi me cadastrar no programa de fidelidade deles também. Viu como a gente perde tempo e, principalmente, pontos enquanto fica se enrolando para fazer os cadastros?! Pode ser a maior chatice do mundo fazer esses cadastros, mas quem quiser viajar mais gastando menos deve dedicar alguns minutinhos de vida para isso.

MAS ATENÇÃO: o hotel Ibis Budget não pontua no programa. Faz sentido que não seja pontuado, já que é o mais barato da rede, mas o tele-atendimento deles ainda tem muito o que aprender em como fornecer essa informação ao cliente. Quando eu fiz o cadastro eu não li tooooodas as regras e liguei para me certificar sobre a pontuação desse hotel. A atendente falou: “não pontua porque é um hotel de categoria SUPER econômica, NÉ”. Só faltou ela completar com um “sua pobre” no final da frase. Sabe aquele tom de destrato? Foi isso que aconteceu e isso é uma coisa que me deixa extremamente chateada porque o cliente Budget é tão cliente quanto o cliente Mercure e merece ser tratado com a mesma educação.

programas fidelidade viagem

Ah, esse é o melhor de todos, né. Posso comprar em milhões de estabelecimentos e depois jogar tudo na conta multiplus e passar para a TAM. É a fidelização que te faz ficar mais fidelizado ainda às outras fidelizações. Ufa.

Acaba tudo virando um grande ciclo e é por isso que eu digo que quem inventou esses programas é um gênio!

Dicas importantes:

– tenha paciência, afinal de contas os programas estão aí para te ajudar a economizar e não para pagar suas viagens. Espere menos em troca que você vai aproveitar melhor;

– anote todos os números de todos programas e distribua cópias na carteira, computador de casa, computador do escritório, e-mail e celular, pois você nunca sabe onde você vai estar quando precisar desses números;

– seja “fiel” a todos, mas não seja FIEL a nenhum! Como assim, Mariana? Lembra quando eu disse que relutei para cadastrar no Smiles por causa da TAM? Pois é, me arrependi um pouco, pois hoje eu poderia ter mais pontos no Smiles. Então a questão é a seguinte: tenha o cadastro em todos, mas faça o que for melhor para você na hora que for comprar. Se tiver com dinheiro sobrando e achar que vale a pena gastar um pouco mais para juntar mais pontos no programa X, ok. Se não, vai no mais barato sem medo de sentir que está cometendo um crime por trair a outra fidelidade.

Acho que é isso, pessoal. Esses são os programas de fidelidade de viagem que eu participo.

Agora estou esperando as dicas de vocês 😉

UPDATE

Recentemente descobri que outro programa de fidelidade no qual eu participo também está apresentando vantagens para nós que gostamos tanto de viajar: o Clube Angeloni.

programas fidelidade viagem

No Clube Angeloni você junta pontos cada vez que faz uma compra em algum mercado da rede utilizando o cartão deles. Eu nunca dei muita importância para esse programa porque não acumulo muitos pontos lá, mas como agora tenho uma quantidade bacana de pontos, resolvi dar uma olhada na revista e, para a minha surpresa, encontrei algumas coisas bastante interessantes para nós: dá para transferir os pontos Angeloni para o Smiles, dá para trocar os pontos também por ingressos para o Beto Carrero, diária em pousada de turismo rural em Urupema em Santa Catarina, diária em hotel em Florianópolis, ingresso para o Parque Unipraias e ingresso para o barco Príncipe de Joinville.
O Angeloni não é o mercado que compro com frequência porque é muito caro e não tem nenhum muito perto da minha casa, mas às vezes tem boas promoções e acumular mais uns pontinhos é sempre bom. Sem contar que lá tem uma boa variedade de produtos importados e queijos e sempre que bate uma vontade de comer uma coisinha diferente, é lá que eu procuro, porque ainda assim é mais barato do que produtos importados nas lojas especializadas.

Update do update: Clube Angeloni foi remanejado para o Dotz, que também tem sido uma ótima opção para quem curte viajar. Assim que eu tiver testado bem o Dotz, volto aqui para contar para vocês.

Comentários

comments

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.