Aguas Dulces

Nossa primeira parada para dormir no Uruguai era Punta del Diablo. A ideia era ficar ancorado lá e visitar a região. Só-que essa área bomba muito no verão e mesmo procurando pousada/hostel em setembro, não tinham muitas opções. Aí encontramos uma opção relativamente barata em Aguas Dulces, uma praia logo na sequência de Punta. Beleza, dava na mesma e fomos pra lá.

Antes de tudo, nem vou citar a pousada pra vocês de tão ruim que era. O preço mediano virou caríssimo pelo lugar que era. O pior de tudo não era a limpeza duvidosa, o chuveiro apertado com 7 filetes de água saindo ou a porta difícil de abrir… mas sim o colchão, que fazia um S com a coluna. Sério, foi f** dormir lá, não dava pra se mexer pra não estragar mais a coluna. (50ão/pessoa/noite = caro pra isso).

ENFIM, chegamos em Aguas Dulces abaixo de chuva (vide passeio na Fortaleza de Santa Teresa) e foi difícil encontrar os nomes das ruas, mesmo sendo a cidade apenas uma rua principal e outras 10 ruazinhas cruzando. (números não precisos, mas é algo assim)

Bom com chuva não tinha o que fazer senão ficar na pousada até passar, e por sorte 1h depois passou e fomos dar uma volta. A cidade é bem pequenininha, um balneário de verão mesmo do tipo ir apenas pra fazer nada. Fiz um video da rua de entrada/saída:

A praia é meio “méééé” né?

No centro de informações turísticas tem vários mapas da região, separados por cada uma das praias, e isso é bem bom porque é prático de usar e se achar. Não se preocupe em ter que baixar mapas no celular ou imprimir.

A boa notícia é que tem lugares bons e baratos para comer por lá, logo na primeira rua transversal à praia. Ali está o agito com lojinhas, bares e restaurantes. Vou falar dos que comemos e aprovamos:

Barba Negra

Esse foi o primeiro que paramos. Parecia ajeitadinho e tinha bom preço. Pedimos um hamburguer e uma mini pizza individual. Isso porque eu não quis pegar a opção combo de refri + 2 pizzas porque né, nem sabia se era boa.

Bom, era MUITO boa e as as duas pizzas são pra dividir com alguém porque são grandes. Algo diferenciado: cardápio das pizzas no Uruguai. São pouquissimos sabores e um dia perguntamos se tinha margherita e eles não sabiam que sabor era esse. Contentem-se com muzzarela, palmito e calabresa nessas cidades menores.

O jantar todo para 2 saiu em torno de R$ 25.

El Chivito Veloz

Esse restô fomos depois do passeio ao Bosque de Ombués (que vou falar na sequência da viagem). O lugar fica bem próximo aos outros, mas não é tão lanchonete, ele é restaurante mesmo.

O lugar é bem grande e como não tem ar condicionado, fica bem quente! O almoço estava muito bom, pratos muitos bem servidos e foi cerca de R$ 68 para os dois. Bom preço, até porque era muita comida. Eu pedi o clássico frango a milanesa com purê.

el chivito veloz

Teve mais uma pizza que comemos por lá, mas não lembro/não fotografei o nome do lugar. Dica: ao lado do Barba Negra. A pizza para duas pessoas + refri saiu por R$ 35.

pizza aguas dulces

Uma coisa que achei muito interessante é a quantidade de livrarias, sebos e até uma biblioteca em uma praia tão pequena como essa. A cada canto uma propaganda de preço de livros. Bacana né?

Ah, no inverno esqueça esse ponto. Tudo fecha e segundo algumas pessoas que nos atenderam lá, nem eles ficam na praia nessa época!

Mais uma coisa, vários lugares – pra não dizer todos – aceitam reais e a conversão vale a pena. Pode ser uma boa levar, além dos pesos, um pouco de real. =D

Comentários

comments

Leave a Reply