Amazônia: dicas práticas de turismo

Não é só porque o dólar está altissimo que vou dizer aqui que você DEVE conhecer nossa Amazônia! Eu fui pra lá neste carnaval e foi, sem dúvida, a melhor escolha que fiz. Ha algum tempo queria visitar a região, e quando encontrei passagens com milhas e uns dias livres, não pensei duas vezes!

Uma parte essencial desse país, tão única, tão importante, tão brasileira, tão… todo mundo tem que ver pra entender a imensidão desse país!!

encontro das águas amazôniaPensa em um fenômeno maravilhoso de ver. É esse.

Neste post vou contar o básico pra quem quer ir até Manaus conhecer um pedaço da nossa floresta. Como ir e se locomover, clima e outras coisinhas a mais. Partiu Amazônia então?

1. Como é

Antes de mais nada, gente não tem macaco no meio da rua em Manaus, tá? hehe. Na verdade confesso que me surpreendi bastante. A cidade de Manaus é enorme, tem um polo industrial em expansão e muito a oferecer. É verdade que a cidade é bem antiga e precisa ser revitalizada em alguns pontos, mas no mais, não deixa a desejar em nada.

preguiçaUma preguicinha nenê dando um alô em um dos passeios.

A cidade é grande e os rios mais ainda. É impressionante a água que tem nesse lugar, do tipo que não acaba mais e até um choque pra quem está sofrendo com as secas. Lá é abundante, muito mais do que você imagina!

Tem muito o que fazer. Muitos prédios históricos interessantes no centro (e vou falar desse roteiro mais pra frente), muita coisa no meio da mata, cidades vizinhas e passeios completamente diferentes.

manaus

Ah, outra coisa importante de se dizer: não é necessário acampar, dormir na selva, escalar árvores e toda essa coisa meio “roots” assim que você imaginou aí. É claro que existem esses passeios pra fazer, mas você faz por pura opção e não obrigação. E pra falar a verdade, achei o clima nos Lençóis Maranhenses muuuuito mais natureza e roots do que Amazônia. Segura essa gente! Manaus chocando!

2. Como chegar

É, não tem jeito, é de avião mesmo ou de barco/navio/canoa. Pra quem é do sul como eu, é aéreo mesmo. A viagem não é tão longa assim. Nós fizemos uma paradinha rápida no Rio e de lá direto pra Manaus. Um total de 7h contando o tempo de espera.

Os preços são meio salgados, mas como falei acima, as vezes rola uma promo com milhas. Eu consegui fazer ida e volta com uma parada no Acre (ele existe!) por 12 mil milhas, incrível!

Por terra é bem complicado chegar, pois a região é toda alagada, são pouquíssimas estradas e que ligam outras poucas áreas. Uma coisa meio isolada assim.

museu do seringal amazônia

3. Como se locomover 

A cidade é enorme, e os trechos são bem grandes claramente. O que me surpreendeu foi o preço do táxi, caríssimo!! Fiquei assustada, principalmente os que levam e saem do aeroporto.

Aliás, falando em aeroporto, ele é bem afastado do centro. Uma pequena viagem de uns 40 minutos, isso de táxi. De ônibus pode demorar bem mais! Na certa é mais barato, o bilhete custa R$ 3. Já no táxi, tem um combinado de que, independente da área que você vá, os taxistas cobram R$ 65. Isso é péssimo porque por exemplo, nosso hotel ficava a 9km do aeroporto, e tivemos que pagar esse valor altíssimo. Nada legal.

Na cidade em si, o táxi roda com taxímetro e é um preço justo. Infelizmente é tudo muito longe então os valores ficam mais altos. Nós usamos muito ônibus local, e do hotel pro centro era 1h de viagem. Cansativo, mas muito mais barato!

Ah, os ônibus são bem caidinhos, mas tem bastante opção pelo menos. Vão por tudo. Achei tranquilaço andar de ônibus lá.

Para os passeios, eu recomendo pegar empresas locais sim. São estradas diferentes, muitos trajetos em barcos, algumas áreas precisam de autorização e realmente é uma boa fechar um pacote de serviços. Nós fizemos tudo com a Amazon Explorers, mas falo melhor dela e dos passeios na sequência de posts.

tribo indígena amazôniaVai uma formiguinha aí?

4. Quanto economizar para a viagem

Não vou mentir, é uma viagem um pouco cara. As passagens são mais caras, o táxi é caro como vimos acima e os passeios são bem pagos. Eu vou especificar tudo em um post bem completo, mas você pode calcular – tirando as passagens – R$ 2.000 para 4 ou 5 dias por lá.

A comida não é cara, e é MUITO boa, mas o restante é caro sim. Nenhum passeio sai por menos de R$ 150/pessoa, porém todos incluem transporte, passeios em si e almoço.

tribo indígena amazônia

5. Quantos dias ficar

Com 4 dias inteiros em Manaus, dá pra ver tudo de mais importante e essencial. Eu fiquei 6 dias lá, sendo que o primeiro só relaxamos no hotel depois da longa viagem – saímos de Curitiba as 4h da manhã! – e fiquei ainda 5 dias inteiros. Foi além do suficiente. Pudemos passear com calma, sem atropelos, sem cansar loucamente de tanto andar.

6. clima

Quente. E podia parar por aqui. É quente, bastante. Manaus e toda essa região tem um clima levemente diferente. O inverno é agora e o verão é pro meio do ano, ao contrário aqui do sul. A diferença maior é que o verão é MUITO quente, e no inverno também é muito quente, só que com chuvas.

Para nós do sul, estava na base do insuportável de calor, e pegamos poucos dias de chuva. Aquela coisa mais passageira e que não atrapalhou em nada a viagem. Mas foi sorte, porque é uma época que chove direto, e sabemos que chuva atrapalha turismo, né?

amazônia

7. O que não deixar de levar

Já sabemos que não é um lugar “roots” pra acampar e viver na selva, mas é essencial levar um repelente. Eu sou sempre devorada por insetos, e mesmo praticamente tomando banho com repelente, fui atacada. Até formiga me picou. Nada grave, mas é um pouco chato ficar com a coceira da picada, sem contar que pode pegar alguma doença. Melhor prevenir.

tribo indígena amazônia

Outro item essencial se for na mesma época que eu, inverno, é o guarda chuva, vide item acima. Protetor solar é obrigatório também, é muito quente e tem sim muito sol!

Leve roupas leves, roupa de banho porque em vários passeios é possível entrar na água e leve tênis também. Em alguns momentos é preciso andar na mata, e de chinelo é um pouco chato e até perigoso pra ser picado por algum inseto.

Pra quem quer ficar conectado ou usar o celular pra fotos, é ideal levar um carregador portátil. Gente, estamos falando de passeios no meio da Amazônia, então não, não vai ter dezenas de opções pra carregar aparelhos eletrônicos. Outra coisa importante: leve espaço na câmera ou vários memory cards. Porque você vai tirar MUITA foto.

amazônia

No mais, posso te dizer que é uma viagem incrível e que não tem como não se encantar. Já viajei muito por aí, e nunca vi nada igual ao que vi na Amazônia. Valeu o investimento, sem dúvida!

Comentários

comments

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.