Bistro Ethiopia em Frankfurt

Na minha última passagem por Frankfurt era um dia lindo e quente de verão e perfeito para ir até o centro da cidade aproveitar o ar livre (amamos vida ao ar livre após horas dentro do avião e presos dentro de casa durante o verão em Dubai). Um dos pilotos conhecia um restaurante e nos levou lá. Geralmente optamos por pratos típicos do local que visitamos, e essa foi a primeira vez que experimentei algo completamente diferente. Comida da Etiópia em Frankfurt é no mínimo inesperado e foi um jantar memorável e sensacional!

Estávamos em sete pessoas e seis diferentes nacionalidades: Brasil, Síria, Bélgica, Quênia, Índia e Itália. O restaurante Bistro Ethiopia era comandado e frequentado basicamente por Etíopes. Como o menu era em alemão e etíope, falamos para eles trazerem algo típico para todos. O prato que trouxeram era um combo de picadinhos de carne – incluindo carne crua – e saladas, servidos em cima de um tipo de massinha de panqueca chamado Injera. Comia-se tudo com a mão, onde a massinha fazia o papel do garfo para pegar a comida. Aliás, depois que você aprende a comer com a mão, garfo e faca se tornam necessidades chatas e caretas.

Eu gosto de pimenta, mas bem de leve, e o prato era BEM apimentado. Para os indianos e o sírio estava tudo perfeitamente ao gosto deles, enquanto eu já começava a suar. A foto não está muito boa, mas dá pra ver uns chillis verdes ali. Pois bem, um deles passou despercebido e entrou clandestinamente na minha boca. Comecei a sentir os efeitos instantaneamente e por uns bons 5 minutos parecia que meu corpo tinha ingerido algum tipo de entorpecente! Minha boca paralisou, meus lábios e língua incharam, formigaram, gritaram socorro e me senti como um dragão soltando fogo pela boca. Meus olhos lacrimejaram e minha testa e cabelo suaram. Comi o pãozinho, salada, coca cola, virei um copo de cerveja, mas não adianta. Tem que esperar passar mesmo, e fiquei ali sentindo cada sintoma daquela pedacinho aparentemente inofensivo de pimenta. É um daqueles momentos que você se sente viva, pois teu corpo está reagindoa algo e você começa a sentir cada efeito daquilo.

Apesar do sofrimento, amei a experiência, a comida e o atendimento do lugar. Depois de várias cervejas pra apagar o fogo, tive a cara de pau de pedir o potinho que eles trouxeram a conta como souvenir. Melhor do que colocar na bolsa, né? O garçom me levou lá na cozinha pra falar com a dona, que estava cortando um frango inteiro, e ela não fez uma cara muito boa. Aí falou com um outro cara que finalmente me deu o potinho. É um artesanato parecido com os que temos no Brasil, mas achei tão fofo e uma ótima lembrança desse jantar tão memorável.

O potinho para a conta que se tornou souvenir e a tripulação animada que fez a estadia em Frankfurt ser muito mais divertida.

Comentários

comments

1 Comment on Bistro Ethiopia em Frankfurt

  1. Fabio
    27 de setembro de 2013 at 11:24 (4 anos ago)

    Com certeza uma das minhas favoritas! A culinária etiope é sensacional! Variedade de veggies e temperos é enorme. Se não curte muito comida condimentadas e apimentadas, va de Shiro, um dos pratos mais simples e tipicos (mesmo assim um dos melhores)!

    Responder

Leave a Reply