Carta Verde, seguro obrigatório para dirigir na América do Sul

Viajar e transitar pela América do Sul é bem tranqüilo para os países do Mercosul. É realmente mais fácil tanto de avião quanto de carro ou ônibus. Como é maravilhoso não precisar de visto e nem ser super interrogada na imigração né? Bem, mas ainda assim tem algumas regras e alguns documentos necessários, nada de oba-oba não.

Eu já entrei várias vezes na Argentina de avião. Algumas vezes foi com passaporte e outras só com o RG. Assim como lá, no Uruguai e Chile também, sempre fácil. Dessa vez vou entrar de carro e claro, ainda preciso levar RG, passaporte (mais pra garantir qualquer coisa) e CNH. Além disso, para transitar por lá precisa ter um seguro especial válido para os países do Mercosul, a Carta Verde. É só um papelzinho simples com as infos do carro e do seguro pago, bem simples.

O que é:

Não precisa se preocupar, a coisa é simples e você contrata como um seguro normal de viagens. O valor é por veículo e por dias de estadia em cada país. Aí é aquilo, passar todas as infos do carro como placa, titular, chassi, ano e modelo e também seus dados completos com endereço, CNH, CPF…

A Carta Verde cobre danos materiais por veículo (o seu e ainda algum terceiro) e danos pessoais. Sim, é bom ter!

Onde fazer:

– Algumas agências bancárias ainda fazem

– Corretores de Seguro – que foi o meu caso. Achei mais fácil ligar pro meu corretor. Ele resolveu tudo, me mandou as coberturas que eu queria, escolhi e depois só veio boleto. Bem simples e nem precisei sair do trabalho pra resolver isso.

– Fronteiras – não indico muito esse, pois já me falaram que pode demorar um pouco e aí já viu né, é tempo de férias perdido.

Quanto custa:

Aí varia bem de acordo com seu tempo de viagem e países por onde vai passar. Para uma viagem de 7 dias, pode custar só R$ 87 por exemplo. A nossa vai ser de 14 dias e passando por 2 países diferentes. A opção mais básica foi de R$ 146,00/carro.

Aqui embaixo uma tabelinha:

Duração da Viagem até (em dias)
Plano A – R$
Plano BR$
3
48,00
76,00
5
69,00
112,00
7
87,00
144,00
10
112,00
189,00
15
146,00
251,00
30
216,00
378,00

Existem opções para ficar mais tempo. A Carta Verde pode valer de 3 meses a 1 ano, verifique qual é a melhor opção para uma viagem mais longa! E não esqueça de fazer pelo menos 1 mês antes da viagem, para garantir que tenha a documentação em mãos.

Mais um adendo: caso o carro não seja seu, é necessário emitir uma permissão assinada pelo dono do carro e com carimbo e liberação do consulado geral, lá em Brasília. Isso leva mais tempo então peça com antecedência. Se o dono do veículo estiver no carro não precisa de todo esse trâmite, ele pode estar apenas de passageiro (que vai ser o nosso caso porque eu não dirijo em estrada).

Pra saber mais da viagem, tem post aqui já!

Comentários

comments

3 Comments on Carta Verde, seguro obrigatório para dirigir na América do Sul

  1. Avatar
    Doido
    12 de novembro de 2013 at 10:20 (6 anos ago)

    São informações úteis, obrigado! Mas, por favor, nunca deixe publicamente na Internet um documento com seu nome completo, CPF, CEP e modelo de carro claramente visíveis! Tem muito babaca no mundo que pode usar essa informação pra te prejudicar no futuro..

    Responder
  2. Avatar
    Joana
    27 de novembro de 2014 at 15:21 (5 anos ago)

    Boa tarde! Será que me podem ajudar? Sou portuguesa, estou trabalhando no Brasil durante uns meses e vou viajar em Dezembro pelo Uruguai, Argentina e (talvez) Chile. O problema é que queria alugar um carro mas não tenho como tirar a carteira internacional de condução por não estar em Portugal.. Já souberam de alguém com o mesmo problema? Será mesmo obrigatório para nós?
    Obrigada 🙂

    Responder
    • Anna
      Anna
      28 de novembro de 2014 at 8:26 (5 anos ago)

      Olá Joana.

      Olha, eu sou brasileira, então não sei como funciona pra quem não é daqui.
      De qualquer forma, eu fui pra lá sem carteira internacional, apenas com a minha normal aqui do Brasil. Porém como há um acordo entre esses países, o Mercosul, não sei se é por isso que não precisamos da internacional pra viajar.
      Acho que o ideal é você entrar em contato com o Consulado (argentino e uruguaio) pra ter certeza do que você precisa levar e não ter nenhuma surpresa na viagem
      Realmente não sei te dizer como funciona pra quem não é daqui.

      Até mais!

      Responder

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.