Castrolanda: um pedacinho da Holanda em Castro

A gente resolveu rodar o Paraná, e nessa história precisávamos dormir em algum lugar e tentar juntar com algo a mais, e não só dormir por dormir. Aquela coisa de máximo aproveitamento, e também sem colocar trechos gigantescos de estrada, porque cansa né. Com essa premissa, a parada escolhida foi Castro. Motivo: Castrolanda, que eu só descobri na minha pesquisa de lugares no Paraná. Até então não sabia que existia!

castrolanda

E vou dizer, que gafe não saber desse lugar! É lindo demais e fiquei feliz de ter escolhido uma parada ali. Assim como Carambeí, Castrolanda é uma colônia de imigrantes. Aqui são os holandeses que tomaram conta, em uma colônia extremamente organizada e perfeita.

Saindo do centrinho de Castro, são cerca de 10 minutinhos pra Castrolanda, a coisa é que precisa prestar atenção nas placas, porque a entrada é meio mau sinalizada. Antes de tudo você vai ver os tanques enormes da cooperativa e um monte de caminhões, e é ali, um pouquinho antes a entrada. Tô contando isso porque a gente passou direto, hehe.

Como falei, a colônia é perfeita. Tudo lindo, limpo, organizado, casas gracinha e tudo sem muros e cercas. Parece outro país, outro mundo!

De longe já dá pra avistar o grande moinho, a maior atração do local, criado em 2001 em homenagem aos 50 anos da imigração. O moinho é uma réplica em tamanho original do moinho “Woldzigt”, que fica no norte da Holanda. A visitação custa R$ 12 e com isso você pode entrar no moinho, subir todo ele e também visitar o novíssimo museu Casa do Imigrante, que conto em seguida.

castrolandaA escada de acesso pro topo do moinho é HIPER tensa e ingrime. Cuidado!

O moinho tem 4 andares pra visitação, e lá tem um pouco da história do povo, conta sobre os moinhos e tem tudo como se fosse um moinho em produção. Além disso, tem tamancos para fotos (tirei várias, óbvio) e também um realejo, que você pode pedir pra tocar. Ele é original, e é realmente bem bacana!

castrolanda-realejoIsso é um realejo, e ele é bem grandão

Na sequência você pode seguir pro museu que falei. Ele abriu agora, no começo de Dezembro e está lindíssimo. É toda uma réplica das casas dos imigrantes, cheia de utensílios históricos. É muito bacana conversar com a guia do local, super simpática e com muitas informações complementares!

castrolandaMoinho, foto lá em cima no moinho e a vista pro museu

Eu não vou contar tooooda a história do local aqui pra não estragar a visita de vocês. Afinal, faz tudo parte desse passeio. Eles estão abertos de terça a domingo e feriados, das 13h às 18h.

castrolanda-museu

ONDE FICAR 

Castro fica a mais ou menos 2h de Curitiba, e super dá pra fazer um bate-volta sim! Mas caso você queira ficar hospedado e passar o final de semana nessa cidade que achei uma gracinha, indico o Buganville Palace Hotel, que fica bem no centro e de fácil acesso.

buganville

Além do hotel ser bem localizado, ter quartos amplos e um ótimo café da manhã, eles tem uma atração a parte: uma coleção grande de antiguidades espalhadas pelo hotel! Quem acompanhou o stories no nosso Instagram já viu, mas cada andar tem uma coleção. Um é de máquinas de escrever, outro de máquinas de costura e outro de malas antigas. Ainda, em cima da recepção tem mais um “mini museu” com rádios, vitrolas e etc. É realmente bem bacana!

Pra complementar, ele fica super próximo da saída pra visitar Castrolanda. Coisa rapidíssima mesmo e muito fácil de encontrar o caminho, mesmo sem GPS.

ONDE COMER 

Logo na praça em frente ao hotel tem um restaurante/bar chamado Sete Gatos. Adoramos o lugar! É super bonitinho, também tem uma decoração meio vintage e a comida é uma delícia, além de várias opções de cerveja. Realmente gostamos muito, e a praça é bem tranquila com outros bares ao lado. Em dias de verão: apropriadíssimo!

Ah, e se tiver calor, vá de sorvete. Lá os preços são muuuito amigáveis e tem diversas sorveterias na cidade.

O QUE VER EM CASTRO

Já que está na cidade, por que não dar uma voltinha? Na mesma rua do hotel, tudo bem próximo, fica a Catedral da cidade, o museu do tropeiro e, um pouco mais pra frente, o parque da cidade. É tudo bem pertinho e fácil!

barra

Comentários

comments

4 Comments on Castrolanda: um pedacinho da Holanda em Castro

    • Anna
      Anna
      23 de janeiro de 2017 at 17:32 (5 meses ago)

      Vem pra cá Rafaaaa!

      Responder
  1. Rachel Salomons
    14 de abril de 2017 at 20:48 (3 meses ago)

    Olá Anna,

    Ficamos muito felizes que você tenha gostado do seu passeio na Castrolanda.
    Gostaria de indicar, além do Buganville, um hotel e uma pousada que ficam EM Castrolanda.

    O Hotel Borgen
    http://www.borgen.com.br/

    E a Pousada Oosterhuis
    http://www.oosterhuisturismo.com.br/

    Espero que possa voltar para a Castrolanda e se hospedar em um desses lugares!
    Para visitar, ainda tem a Fazenda Capão Alto, um casarão no estilo colonial repleto de História
    http://fazendacapaoalto.com.br/

    Abraços

    Responder
    • Anna
      Anna
      17 de abril de 2017 at 8:16 (2 meses ago)

      Oi Rachel, tudo bem?

      Obrigada pelas dicas. Deixo elas aqui nos comentários para que os leitores vejam e pesquisem também.
      Nós só postamos mesmo dos locais em que estivemos. Na próxima a gente testa esses sim. =D

      Beijos!

      Responder

Leave a Reply