Cerâmicas turcas

Lembram que contei que visitamos uma fábrica de tapetes turcos? Então, também pudemos visitar uma fábrica de cerâmicas turcas. Quando você chegar na Turquia vai dar de cara com zilhões de mini pratinhos coloridos de cerâmica, esses:

cerâmica turca

Pois bem, na Capadócia tem uma fábrica visitável e a visita começa estilo Ghost.

Brincadeiras a parte, a visita começa assim mesmo. Primeiro entramos em uma salinha e eles mostram como fazem os vasos e pratinhos. É muito rápido e a técnica muito antiga. Dali vamos passando por várias salas com os diferentes processos de fabricação, mais ou menos como na fábrica dos tapetes que contei.

cerâmica turca

Depois desse primeiro contato, seguimos para a sala onde eles queimam os produtos e dão polimento. Fica tudo branquinho.

cerâmica turca

Na sequência vem os desenhos. Agora aqui uma grande pausa, é impressionante! Os detalhes, as cores, o trabalho minucioso e que exige um talento extremo desses artistas. Uma peça mais linda que a outra, em vários formatos, não só pratinhos pequenos.

cerâmica turca

O que achei legal é que ali é uma escola de cerâmica, então tem peças com trabalhos mais simples e que são mais baratas, pois são de alunos. Veja bem, não é porque são de alunos que é algo mal feito e tosco. Pelo contrário, é tudo muito bem feito e eu inclusive comprei várias peças deles. As peças dos profissionais são maiores e muito, mas muuuito cheias de detalhes.

cerâmica turca

Os preços variam entre 10 liras até 20 mil liras, e olha, esse trabalho vale, viu? E também tem peças com tintas que brilham no escuro! Fantástico demais!

Pra trazer pro Brasil, você pode pedir pra embalarem bem que não tem problema algum. As minhas chegaram intactas, mas eu ainda coloquei umas meias em volta e tudo isso no meio de blusas de lã bem fofinhas. Todo cuidado é pouco.

Quem for comprar peças maiores, não vai dar pra despachar na mala, mas eles também despacham sua compra direto pro Brasil, assim como o pessoal dos tapetes. A coisa boa é que tem gente na fábrica falando português e isso facilita as negociações e todo o procedimento.

Outro ponto importante é que nessa fábrica as peças são um tiquinho mais caras (coisa de 5-10 liras) de diferença com algumas peças dos bazares. É que né, ali elas não são made in china e também tem outro detalhe, as dos bazares não tem laminação com vidro, então com o tempo de uso elas podem descascar e perder o brilho. Já essas são feitas com mais cuidado e materiais melhores, então duram eternamente, é só não deixar cair, hehe.

Na minha opinião, dá pra comprar uma peça que tenha se apaixonado muito aqui, tendo certeza que o produto é de qualidade e tudo o mais, e se for comprar mais pra decorar e coisinhas menores, comprar no bazar. Um é investimento, outro é souvenir.

Outros posts sobre a Turquia:

– Turquia; dicas práticas de turismo

Posts de Istambul

– Roteiro Istambul para 2 dias de inverno

– Como são as estradas na Turquia

Ankara e o Mausoléu de Ataturk

– Capadocia: dicas práticas de turismo

- As cidades subterrâneas da Capadocia

Chaminés de Fadas e o Vale de Dervent na Capadócia

– O museu a céu aberto de Goreme

– Tudo o que você precisa saber sobre os tapetes turcos e como trazer pra casa

Show de danças turcas na Capadócia

– Museu Mevlana e os Dervixes em Konya

– Kervansaray: um passeio no meio da estrada na Turquia

Pamukkale e as piscinas de calcário

A Casa de Virgem Maria

Éfeso, a segunda maior cidade do Império Romano

– Bursa, parada estratégica com muito frio!

Comentários

comments

Leave a Reply