Dicas de Prudentópolis: como ir, onde ficar e onde comer

Vocês já devem ter reparado que a Mari ama muito Carambeí e sempre fala de lá aqui, né? Então, eu estou nesse nível de amor com Prudentópolis, que conheci esse ano durante minha viagem pelo Paraná.

Eu já tinha ouvido falar, minha tia já tinha ido e amado, é bem perto de Curitiba e nunca tinha conseguido ir. Agora tudo o que eu quero fazer é voltar para conhecer mais e mais cachoeiras! Acredite, lá tem mais de 100 (que foram encontradas né, porque tem muito mais, #boatos)

A cidade fica a mais ou menos 3h de Curitiba pela BR 277 e é bem próxima a Guarapuava. A coisa chata é que tem bastante pedágio nesse trecho todo, e é um fator meio desanimador de fato. Mas chegando lá é tudo tão maravilhoso que a gente nem lembra desse detalhe.

PrudentópolisCachoeiras no Ninho do Corvo e Mlot

Prudentópolis é uma cidade pequena e de colonização ucraniana. Tem muitas chácaras e lá o turismo é rural e de aventura, basicamente. Não que a cidade em si, o centrinho, não seja bacana – porque é sim! – mas o principal são os passeios naturais, que vou falar tudo bem certinho em outro post (porque fizemos muita coisa e tenho muita coisa pra falar de cada lugar). Neste post quero trazer algumas coisas práticas pra você começar a planejar sua viagem pra lá.

COMO IR E SE LOCOMOVER POR LÁ

É ideal ir pra lá de carro. Não apenas pela praticidade do trajeto todo, mas porque lá você vai precisar estar motorizado pra poder chegar em todas as cachoeiras. Pelo que observei, Prudentópolis não tem ônibus turísticos ou ônibus que levem turistas desavisados para os pontos, e acredite, é tudo bem longe.

Tem ônibus que leva até aqui e ali, mas demora uma vida! Não vale a pena. Também tenho certeza que tem algumas empresas locais e hotéis que oferecem o serviço de traslado, mas se você estiver de carro sua vida ficará mais fácil e barata com certeza.

Também tenha em mente que Prudentópolis é um destino SUPER natural, pouco explorado e bastante “novo”, digamos. Então as estradas são de terra, são difíceis e mau sinalizadas. Não é nada “ai meu deus me perdi totalmente”, só é um pouco inexplorado. Se você tiver aí um 4×4, meu amigo, vai com fé e seja feliz, haha! (mas ó, a gente foi com um Logan e deu tudo certíssimo, então sem grilo com o modelo do carro).

prudentópolis

Se você quiser ir de bike pra cá e pra lá, não vou dizer que não dá, porém é… talvez seja um tanto sofrido. São rotas longas e depois precisa ter energia pra aproveitar cada cachoeira e suas trilhas que não são leves.

Outra opção legal é pegar uma viagem tipo excursão pra lá. Eu sei que a agência Dnipró Gold (que é aqui de Curitiba) tem um roteiro super legal e diferente pra Prudentópolis. Seria legal falar com eles também e ver as opções. Eu fui sozinha diretamente, conheci eles depois da viagem, mas o roteiro que eles me contaram achei realmente bem interessante.

É possível ir de ônibus saindo de Curitiba. Aqui tem todos os dias e horários. As passagens custam em torno de R$ 60.

ONDE FICAR

Nós nos hospedamos no melhor hotel da cidade, o Elite Palace Hotel. Ele fica bem pertinho da saída para as estradas das principais cachoeiras e tem fácil acesso pro centro, sem ficar no meio da muvuca dele. Eles tem estacionamento próprio e o atendimento é excelente!

elite palace prudentópolis

Nós tivemos muita sorte de conhecer esse hotel. Adoramos ficar lá desde o primeiro minuto, pois chegamos super cansados do trajeto que fizemos de Foz pra Prude. Choveu, demorou, foi muito cansativo mesmo, e quando chegamos já bem final da tarde, só queríamos uma comida gostosa e sem stress, sem precisar ir atrás de nada. E no Elite tinha tudo! Pedimos o jantar no quarto (tamanha nossa vontade de existir depois daquela estrada) e foi tudo perfeito sem cobrança a parte pelo serviço.

hotel elite prudentópolis

O café da manhã é ótimo, bem farto; os quartos são confortáveis; banheiros grandes; frigobar; ar condicionado e inclusive tinha uma sacadinha no nosso quarto que foi excelente pra poder deixar os tênis e roupas molhadas/sujas das trilhas ali secando de noite. Serio, pegue o quarto com sacada, porque sério, fiquei pensando depois que seria péssimo deixar as coisas sujas todas dentro do quarto. Ia ficar aquele cheiro de tecido molhado horrendo! Minha dica: pegue quartos com sacada (não sei se todos tem).

elite palace prudentópolis

Nós comemos lá outros dias além daquele primeiro, pois achamos muito prático já que tinha tudo ali e com preços ótimos. O hambúrguer é bom, a pizza, o prato completo com salada e bife é maravilhoso. E acreditem, um prato gigantesco completíssimo, R$ 17. Quem acompanha a gente no Instagram pôde ver no Stories que o prato era monstro!

Para nós foi um excelente local pra ficar. Três grandes vantagens:

  1. bem localizado e sem barulho externo atrapalhando
  2. tinha comida boa e com ótimo preço
  3. atendimento impecável

Aliás, teve um dia que chegamos realmente MUITO sujos da trilha. Tênis imundo mesmo, cheio de barro e só conseguimos passar uma água rápida antes de entrar lá. Mesmo com essa breve limpeza, sério, a situação dos nossos tênis era tenebrosa e ia sujar tudo lá dentro. Cheguei na porta e pedi uma sacola ou algo pra colocar e não sujar tudo. Eles simplesmente “imagina, pode entrar que a gente limpa e não é problema.” Eu fico pensando em alguns lugares em que me hospedei que os atendentes iam me trucidar com o olhar e/ou me cobrar a mais por ter sujado, haha.

prudentopolisApenas para ilustrar um dia que estávamos até que limpinhos

Realmente nos sentimos em casa no Elite Palace, foi sem dúvida alguma, a melhor escolha e ficar ali tão de boa e com tudo na mão foi um grande diferencial pra nossa estadia em Prudentópolis.

ONDE COMER

Além do Elite, nós comemos em outros lugares no centro da cidade e também em um dos pontos turísticos que visitamos, o Recanto Perehouski. Vou contar um pouquinho de cada um aqui, todas testados e aprovados:

1) Recanto Perehouski

Esse foi nosso primeiro almoço turístico em Prudentópolis. Fomos no primeiro dia depois de fazer um rapelzinho e tirolesa no Ninho do Corvo, e fiquei sabendo que o Recanto – que é tipo do lado do Ninho – tinha um almoço delicioso e caseiro. Dica dada por gente local é dica válida, né?

O Recanto é uma área privativa que também tem cachoeira e pequenas trilhas. Aliás, a trilha mais de boa da cidade, tá? Nós chegamos lá e fomos recebidos como se fossemos da família. Os donos muuuuito simpáticos e foi muito legal conversar com eles e saber mais sobre a cultura e toda a região.

Lá o almoço é bem caseiro mesmo, de fazenda assim. Arroz, feijão, saladinha, batata, frango. Nada chique, mas tudo de gostoso. O buffet é livre e custa R$ 30 apenas. Comida deliciosa, gente carinhosa e foi bom parar ali nesse dia de passeios.

recanto pererouski

2) Damas

Outro local que experimentamos foi o Damas, bem no centro da cidade, na rua do hotel Elite Palace, facílimo de chegar. Lá comemos hambúrguer aberto no prato, um crepe doce de sobremesa e refrigerante. Sabe, é muito melhor comida do interior e não gourmet. Não sei vocês, mas ando meio cansada de pagar absurdos pra comer pouco. Lá a gente gastou quase nada pra uma refeição completa. Gastamos em torno de R$ 54,00 para duas pessoas com tudo que citei acima.

damas prudentópolis

E ah, assim como o pratão que falei do Elite, aqui também os pratos eram enormes!

Serviço: Av. São João, 2343

3) Chapa Quente

O último local que experimentamos foi o Chapa Quente. Diferente do Damas, ele estava bem mais cheio!

Assim como todos os restaurantes de lá, o Chapa é bem simples e a comida é básica e farta. Nós pedimos um prato, algo como “mignon completo”, ou coisa do gênero, realmente não lembro o nome. Gen-te, que absurdo de comida, vocês não tem uma noção! Não cabia na mesa. Era uma chapa com mignon pra 2 pessoas, vinham muitos acompanhamentos como salada, arroz, batata, farofa… Preço? R$ 55,00 para duas pessoas com bebida.

Acabei não fotografando a mesa aqui porque a luz estava péssima. =(

Uma coisa é muito certa em Prudentópolis: você vai comer muito bem e gastando pouco!

Serviço: Av. São João, 348

4) Chalé Costenaro

Este restaurante fica na entrada/saída da cidade. Entrada pra quem vem de Curitiba via Ponta Grossa. Não tem nenhuma placa imensa sinalizando, mas o GPS acha fácil. Eles recém aumentaram o espaço, e agora cabe bem mais gente lá.

O almoço funciona assim: buffet livre + chapa com carnes, queijo e linguiça a vontade na mesa. Tudo isso, comida eterna com bebidas, gastamos R$ 43. Valeu super a pena, pois a comida é muito gostosa – caseira como o Perehouski, com o clássico – o atendimento foi muito bom e sempre vinham repor as carnes e perguntar o que precisávamos. Achei que foi um almoço excelente.

prudentópolis

Serviço: Rodovia BR 373, s/n – Rio dos Patos

5) Pizza Mr. Gordon

Não podia faltar uma pizzaria né, não? Então, fomos na Mr. Gordon, que me parece ser a maior (ou uma das) pizzaria de Prude, e fica bem próxima ao Elite, ou seja, dá pra ir a pé!

O local é enorme, e a pizza uma delícia. Tem bastante opção, incluindo opções doces. A salgadas estava excelente, bem recheada, massa fina e gostosa; já a doce achei que a massa estava um pouquinho queimada. Nós pedimos a doce de banana e a salgada foi margherita e palmito. Uma pizza grande e uma pequena doce foi mais do que suficiente para 4 pessoas comerem muito bem.

Ao todo, com bebidas, ficou R$ 19! Sim, dezenove-reais-tudo-incluindo-cerveja. Ah que saudades quando Curitiba um dia tinha esses preços…

Serviço: R. Domingos Luíz de Oliveira, 899-935

6) Italy Gelato

Siiiim, sorveteria pra adoçar a vida! Aliás, o que mais vi por lá foi sorveteria, do tipo uma na frente da outra e tal. Nós fomos em 2, mas uma delas achei meio sorvetão fundo de quintal, sei lá. Não curti muito, achei meio geladinho assim.

Depois conhecemos a Italy e gostamos muito mais. O local é super pequeno, mas é uma gracinha. Achei o lugar que mais se preocupou em deixar o ambiente cool, sabe? Mais gourmet, digamos.

Lá é buffet de sorvetes, e tem também alguns “pratos” como pão de queijo com Nutella, essas coisas assim. Não provei isso, só o sorvete comum mesmo, que estava bem gostoso. Aqui os preços são bem convidativos também, 2 bolinhas com alguns confeitos saiu R$ 4 mais ou menos.

Serviço: R. Conselheiro Rui Barbosa, 1140

Bom, agora você já sabe o básico pra programar a ida pra Prudentópolis. Onde ficar, onde comer e como ir. É ideal ficar 4 dias lá, pra poder ver tudo. É claro que se você só tem um final de semana, dá pra dividir os passeios em 2 idas. Ou se você ficar muito cansado também pode ir mais vezes.

prudentópolisCachoeira São Francisco, com 196m

Nós ficamos 3 dias completos, aproveitamos bem mas acho que faltou. Queria ter visto mais alguns pontos e não tem como mesmo. Não dá pra otimizar tanto assim porque as coisas são realmente longes, demoram, cansam e ainda depende do ritmo de cada um nas trilhas. Não ache que dá pra fazer tudo correndão pra aproveitar o tempo. Não dá. Vá com calma e aproveite bem todos esses lugares incríveis que tem lá!

      rodapé destinorodapé hotelrodapé seguro

OUTROS POSTS SOBRE PRUDENTÓPOLIS:

Roteiro em Prudentópolis: 3 dias completos

Como são as trilhas de Prudentópolis

- Quanto custa viajar para Prudentópolis

- Rapel e tirolesa em Prudentópolis: conheça o Ninho do Corvo

- Dicas para trilhas

barra

Comentários

comments

Leave a Reply