Dicas para economizar em viagem: use com moderação

Para quem gosta de viajar no modo econômico, as dicas para economizar em viagem são sempre bem vindas, mas às vezes eu me pego pensando “até que ponto vale a pena economizar em uma viagem?”. Teoricamente, é possível passar muito tempo na estrada gastando pouco ou quase nada. Você pode pegar uma passagem em super promoção, viajar de carona, se hospedar na casa de amigos, filar umas comidinhas nos mercados municipais, esperar que seu host ofereça uma refeição, beber às custas dos outros, visitar apenas as atrações gratuitas e no final das contas passar 6 meses na Europa gastando a mesma quantia que outras pessoas gastariam em apenas um mês, mas você está preparado para isso?

economizar em viagem

Quando eu comecei a me interessar por viagem, eu tinha uma ideia totalmente diferente e acreditava que o ideal era ativar o modo muquirana para garantir a oportunidade de conhecer mais destinos. Hoje em dia eu já prefiro o conforto de um quarto de hotel à um quarto compartilhado com 18 pessoas e ainda sonho com o dia que eu possa voar na classe executiva, embora isso ainda esteja bem distante da minha realidade. A Anna já abordou um pouco desse tema economia x conforto e acredito que muitas pessoas que gostam de viajar já passaram por isso também.

Na minha opinião, o grande segredo do sucesso de uma viagem é equilibrar as dicas para economizar, por isso digo para usar com moderação. É interessante sair da zona de conforto e fazer coisas diferentes e pode ser bem divertido contar para outras pessoas algumas manobras que você fez para economizar, mas é importante saber o teu limite para não arruinar a viagem apenas para garantir uns trocados a mais no bolso.

Fiz aqui uma lista com algumas dicas para economizar em viagem que eu uso ou que ainda pretendo usar um dia. Existem milhões de opções para economizar e essa minha lista é bem pessoal mesmo, mas com certeza vai ter alguma coisa que você também pode usar para economizar na sua próxima viagem.

1 – De olho nas promoções

Essa é a lei de maior importância para mim. Embora eu já tenha desperdiçado bastante dinheiro comprando promoções, ainda acho que as promoções são uma boa opção, principalmente por despertarem a vontade de conhecer um destino que você não tinha muito interesse, dando chance ao acaso.

Para acompanhar as promoções, fico sempre de olho no Melhores Destinos, mas também faço minhas buscas aleatórias de vez em quando.

(Imagem: Melhores Destinos)

2 – Aluguel de temporada

Já me hospedei muitas vezes em albergue e continuo achando que eles são a melhor opção para quem viaja sozinho, mas como ultimamente não tenho viajado sozinha e ainda acho que a hospedagem em hotel é algo que pesa muito no bolso em uma viagem de longa duração, tenho considerado o aluguel de temporada. Sempre fico de olho no Airbnb para aluguel no exterior, mas ainda não tive a oportunidade de testar.

economizar em viagem

3 – Alimentação “balanceada” financeiramente

Se eu pudesse citar um dos meus maiores arrependimentos em termos de viagem, eu diria que foi ter passado um mês em Londres comendo Subway, Mc Donald’s, Burger King e Pizza Hut. Ainda acho válido comer nesses lugares para economizar, mas não consigo mais abrir mão de sentar em um bom restaurante e comer uma comida mais elaborada, então sempre tento usar a seguinte fórmula: café da manhã reforçado, lanche no almoço ou prato do dia num restaurante simples e jantar num lugar bom. Porque a noite o corpo está mais cansado depois de um dia inteiro passeando, então acho que é a melhor hora para sentar e apreciar uma boa comida.

Outra dica aqui é petiscar coisas nos mercados municipais e também comprar coisas em supermercados. Particularmente, amo ir aos supermercados em outros países e ver coisas diferentes para comer.

4 – Voos/trens/ônibus noturnos

O uso de transportes noturnos faz você economizar na hospedagem, mas pode ser bem cansativo. Depois de eu ter feito um voo NY-SP diurno, achei que vale mais a pena, pois é menos cansativo, porém pretendo por um bom tempo continuar optando pelos noturnos porque ainda acho que a hospedagem pesa demais no bolso em qualquer viagem.

Usarei sempre as dicas que a Anna deixou nesse post divertidíssimo.

economizar em viagem

5 – Fora da temporada

Eu sei que a maioria das pessoas gostaria de passar o ano novo e o Carnaval no Rio de Janeiro ou esquiar em uma montanha em pleno inverno, mas isso pode custar caro demais. Há tempos abandonei o sonho do ano novo no Rio de Janeiro pelo simples fato de que não tenho dinheiro e, principalmente, coragem de pagar a fortuna que custa passar a virada por lá.

Além disso, viajar fora da temporada pode te proporcionar uma viagem mais tranquila, ou seja, menos trânsito, menos pessoas e atendimento mais eficiente nos lugares. Ano passado conheci o Valle Nevado em pleno verão e me apaixonei tanto quanto me apaixonaria caso tivesse ido no inverno.

economizar em viagem

6 – Compras: será que você precisa mesmo?

Escrevi um post esses tempos falando que não sou dessas que quando viajam querem comprar o mundo e acho que isso me ajuda bastante quando o assunto é “economizar”. Uma coisa ou outra a gente sempre acaba comprando, não tem jeito, mas dá pra levar isso sem ter um susto no final.

7 – Comprando pela internet

Entradas de atrações, ingressos para shows, aluguel de carro, enfim, a maioria das coisas que eu puder fazer pela internet, eu faço. Primeiro porque me poupa de ter que levar mais dinheiro na viagem, segundo porque, em alguns casos, comprar pela internet tem desconto!

Eu sei que tem gente que prefere ver as coisas na hora para barganhar ou ter até mais opções. Eu acho que dá para equilibrar isso também. Algumas coisas na hora, algumas coisas antecipadas. Acho que essa é a palavra-chave das minhas viagens: equilíbrio. Quando eu fui para o nordeste, por exemplo, comprei todos os passeios com a CVC e depois descobri que se eu comprasse na hora com os locais eu poderia ter economizado pelo menos uns 40%. Mas como saber o que é melhor comprar antes e o que é melhor comprar na hora? Lendo. Lendo blogs, fóruns, informações das agências nacionais, das agências locais. Informação é muito importante também para economizar.

8 – Anotando os gastos

É chato? É.

Gasta tempo? Gasta.

Vale a pena? Vale.

Por quê? Porque fica mais fácil de saber onde você tá gastando com bobeira e onde pode cortar gastos ainda nessa ou na próxima viagem.

economizar em viagem

A Anna sempre anota e eu aprendi com ela. Depois de um tempo vicia e você não consegue mais viver sem anotar. Serve também para escrever aqueles posts “Quanto custa?” que vocês tanto gostam 😉

9 – Programas de fidelidade

Por último, e não menos importante, meu maior vício: os programas de fidelidade. Aqueles que não pagam 100% da sua viagem, mas ajudam muito a economizar.

Bom, você também pode economizar no dia-a-dia para poder viajar mais. A Anna também já fez um post sobre isso que vale o clique, mas lembrem-se, façam o uso das dicas com moderação. Porque não é preciso ser muquirana e nem milionário para viajar bastante.

Queria fechar esse post citando a economia que não vale a pena: deixar de fazer seguro de viagem! Algumas pessoas acham que não precisam, que não vão usar, que nada vai acontecer e blá blá blá, mas é um risco que não vale a pena correr. Então aproveite e faça seu seguro de viagem com a seguradora… BRINCADEIRA, GALERA! Hahahaha. Não é propaganda nenhuma, viu. É porque com saúde não se brinca, ainda mais se estiver fora do Brasil.

Comentários

comments

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.