Entrevista com a Estopinha: viagem com cachorro

Oi pessoal, quem me conhece um pouco mais já deve ter notado que eu amo cachorro. E uma das coisas que eu mais sinto falta quando eu viajo é de brincar com os meus amiguinhos. Infelizmente não tem como eu viajar com eles, já que eu tenho oito, então quando eu viajo eu peço para alguém cuidar deles ou deixo alguns no hotel.

Em algumas viagens eu já vi alguns cachorros sendo despachados e confesso que fiquei um pouco preocupada, pois não entendia muito bem como funcionavam essas coisas. Também já vi cachorros viajando dentro do avião com os passageiros e sempre vejo cachorros viajando de carro por aí. Pensando em quem gosta e pode viajar com seus amiguinhos, juntei aqui algumas dicas para tornar mais segura e confortável uma viagem com cachorro. Vale lembrar que antes de qualquer viagem, é necessário que leve o pet ao veterinário para verificar seu estado de saúde e possíveis particularidades do animal, pois nem todos vão reagir a uma viagem da mesma forma. Vou abordar nesse post apenas os aspectos técnicos de uma viagem com cachorro.

Viajando de carro

Acho que essa é a viagem mais comum para a maioria dos cachorros. De maneira geral, viajar de carro é a maneira mais simples de viajar com os nossos amigos. Embora não exista uma legislação específica sobre o transporte de animais dentro do carro, é aconselhável o uso de caixas de transporte ou cadeirinha para cães para a segurança do animal e também para evitar acidentes, pois se o cachorro resolve pular no motorista, pode ser bastante perigoso.

Viajando de ônibus

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) permite o transporte de animais em ônibus, desde que o animal esteja em boas condições de saúde, seja transportado em caixa e respeite os limites de peso e tamanho. Para isso, é necessário retirar a GTA (guia de trânsito animal) na Delegacia Federal de Agricultura. É lá que eles verificam a caderneta de vacinação e liberam o cachorro para viajar. Essa guia deve ser emitida, no máximo, 15 dias antes da data da viagem. Fui corrigida nos comentários e me informaram que não é mais necessário retirar a GTA. Basta apenas que o cachorro esteja com a vacinação em dia e com o atestado emitido pelo veterinário. Antes de embarcar, verifique se não existem particularidades da companhia escolhida. Algumas exigem que você pague uma passagem extra para o cachorro.

Viajando de avião

Viajar de avião com cachorros é o modo que necessita uma preparação com mais antecedência. Em alguns casos, é necessário começar a organizar as coisas com 3 meses de antecedência. De maneira geral, os documentos básicos para embarque são:

– atestado de saúde fornecido pelo veterinário (no máximo 3 dias antes da viagem);

– certificado de vacinação antirrábica (a vacina deve ter sido feita há, pelo menos, 30 dias antes do embarque);

– atestado zoo sanitário internacional emitido pelo Ministério da Agricultura (para viagens internacionais).

Ainda, alguns destinos apresentam algumas particularidades, tais como: visto do animal, período de quarentena no aeroporto, exame sorológico para comprovação de vacinação antirrábica e implantação de microchip.

Aconselhamos entrar em contato com o consulado para verificar todas as exigências do seu destino. Também é necessário verificar as particularidades de cada companhia aérea e isso você pode consultar pelo site mesmo, pois a maioria das companhias expõem suas regras para o transporte dos animais.

Aqui nesse link você encontra uma guia bem completo sobre viagem com cachorro. Aconselho a leitura 🙂

Para finalizar, resolvi entrar em contato com a cachorrinha mais linda e mais querida desse Brasil, a Estopinha, e ela topou nos dar uma entrevista contando um pouco da sua experiência com viagens. Eu sou super fã dela e estou sempre de olho nas suas andanças por aí.

entrevista estopinha viagem cachorro

Mari: Oi Estopinha, é uma honra poder entrevistar você, especialmente para falar sobre o nosso assunto preferido: viagens! Eu tenho 8 cachorrinhos e sempre que eu viajo, sinto a maior saudade deles. Sabe, não é só o cachorro que fica triste longe do dono, não. A gente também fica triste longe dos nossos amiguinhos, mas você é maior sortuda porque tá sempre passeando por aí com o seu papi. Você gosta de viajar?

Estopinha: Eu amo viajar, estar em lugares novos com pessoas e cheiros diferentes. Também adoro quando tem aventura e natureza. Mas sempre com papis e mamis!

entrevista estopinha viagem cachorro
entrevista estopinha viagem cachorro

Mari: Quando teu papi prepara a tua malinha para viajar você sempre dá uma conferida para ver se ele não está esquecendo nada? O que você acha que não pode faltar de jeito nenhum na mala?

Estopinha: Tapetinho pra fazer xixi, guia, uma guia longa (essa é legal porque dá pra correr pra todo lado!), brinquedinhos e o mais importante: comida e petiscos! Se for fazer frio, roupinhas e cachecol. Ainda não entendi porque todo mundo parece gostar mais de mim quando eu uso o cachecol, mas eu ganho bastante carinho, então tá legal. Como a mamis é um pouco exagerada, eu nem preciso conferir a mala! rsrs

entrevista estopinha viagem cachorro

entrevista estopinha viagem cachorro

Mari: Esses dias vi foto sua fazendo check-in para viajar de avião e fiquei super preocupada. Fico com coração apertado quando vejo um amiguinho sendo despachado no avião. Como você se prepara antes da viagem? E na hora de embarcar, você tem medo? Fica preocupada? Costuma tomar algum remedinho para controlar a ansiedade?

Estopinha: A primeira coisa que os humanos pensam é que a caixinha de transporte é um lugar ruim e assustador. Eu não vejo porque a caixinha seria um lugar ruim se o papis sempre me mostrou que é legal ficar lá dentro, pois lá é meu cantinho. Sempre fui acostumada a ficar e sempre tem um paninho com o cheirinho dele (tem que ser um paninho seguro, que não dê pra gente se enroscar sem querer!). Tem bichinhos que podem ficar mais exaltados e aí os seus papis podem achar melhor pedir remedinho pro veterinário.

O segundo engano é pensar que os bichinhos viajam junto com as malas, no frio, escuro. Não! É um lugar preparado pra gente ficar bem tranquilos e seguros.

Seria mais legal viajar com papis e mamis, mas eu sei que é só por um tempinho e depois posso curtir a viagem!

entrevista estopinha viagem cachorro

Mari: Você sabe que a maioria dos cachorrinhos não são tão inteligentes e treinados quanto você. Ainda assim você aconselha eles a viajarem com seus papis também ou acha melhor pedirem para um tio cuidar enquanto estiverem longe?

Estopinha: Poxa, viajar é muito legal. Eu acho que os papis precisam entender os seus bichinhos e deixar essa parte da viagem bem tranquila pra eles. Que animal não gosta de explorar tantas novidades?

Mari: Nós do Finestrino gostamos muito de viajar porque acreditamos que viajar é sempre um aprendizado. Conhecer um lugar novo e culturas diferentes é muito legal. Você também aprende coisas novas quando viaja? Conta pra gente qual foi a coisa mais legal que você já viu ou fez em uma viagem.

Estopinha: As coisas mais legais que eu sempre me lembro são de aventura! Andar de buggy, de barco, na tirolesa… Como sempre curti esportes radicais, não tenho medo de nenhuma novidade. rs. Eu aprendo muita coisa, mas o que sempre me surpreende é o carinho das pessoas comigo. Receber isso é muito gostoso.

entrevista estopinha viagem cachorro

entrevista estopinha viagem cachorro

Mari: Por último, gostaríamos de saber quando você vem para Curitiba. Seria um prazer conhecer você pessoalmente 🙂

Estopinha: Que pena que não nos encontramos no começo do ano, quando estive aí. Como a agenda é sempre corrida e com pequenas mudanças, vocês podem ficar de olho na minha página no Facebook. Lá a gente vai falando das próximas viagens. Obrigada tia, adorei a entrevista! Lambidas pra você e para todos os leitores!

entrevista estopinha viagem cachorro

Agradecemos ao Cão Cidadão que viabilizou a entrevista com essa linda e também à Estopinha por ter topado nos contar suas experiências.

As páginas da Estopinha são as minhas favoritas nas redes sociais e se você gosta de cachorro, recomento muito:

Facebook

Instagram

Update: o blog Turismo 4 Patas está recheado de informações sobre viagem com cachorro. Vale o clique 😉

Comentários

comments

44 Comments on Entrevista com a Estopinha: viagem com cachorro

  1. Avatar
    ´Jackie
    23 de setembro de 2013 at 10:28 (6 anos ago)

    hahaha morri de rir com a entrevista da Estopinha! Que fofura. Olha, é muito triste não poder lev-los sempre ne? Nós temos dois buldogues franceses e eles, por serem braquicefálicos, não devem ir como carga viva. Algumas empresas nem levam, pois já teve muitos casos de morte e outras levam, mas nós, que os amamos muito, decidimos que não vamos levá-los como carga viva sem necessidade, só pra viajar, pois jamais nos arriscaríamos a perdê-los (são nossos filhos!). Mas nós viajamos muito de carro por aqui e agora tirei carteira e vou poder viajar mais ainda com eles =)
    adorei o post, beijao.

    Responder
    • Mariana
      Mariana
      23 de setembro de 2013 at 10:37 (6 anos ago)

      Ah, a Estopinha sempre deixa nosso dia mais alegre, né?! Ela é muito simpática. Hahaha
      Para falar a verdade, eu também morreria de medo de transportar meus amigos assim. De carro acho mais tranquilo mesmo e até já levei alguns dos meus dogs para a praia, mas a maioria deles enjoa demais e sempre acaba vomitando. Hehehe.

      Obrigada pela visita!
      Beijos

      Responder
      • Avatar
        Beatriz
        24 de setembro de 2013 at 22:04 (6 anos ago)

        Mariana,
        Tenho 2 dogs, sendo que o Max é mais sensível para viajar. Moyra encara numa boa. De qualquer modo, a veterinária deles orientou tirar comida e água depois das 22h do dia anterior à viagem e só alimentá-los quando chegar ao destino, assim nãp passam mal. Meia hora antes de subir no carro, dou Dramin B para eles. Desde então, viajamos numa boa, quando eles podem nos acompanhar. Mas, pergunte antes ao veterinário de seus dogs, se pode proceder assim com eles, pois cada caso é um caso. Boa noite!

        Responder
        • Avatar
          Beatriz
          24 de setembro de 2013 at 22:06 (6 anos ago)

          Ah, viajo com eles somente de carro. Me dói imaginá-los como carga viva num avião e pior ainda em um ônibus.

          Responder
          • Mariana
            Mariana
            25 de setembro de 2013 at 7:46 (6 anos ago)

            Cortar a comida horas antes de viajar é uma boa opção para evitar que vomitem, mas fico com peninha. Hahaha

            Responder
          • Anna
            Anna
            25 de setembro de 2013 at 14:35 (6 anos ago)

            Eu também sempre penso nisso. Tadinhos lá embaixo né!?!?!

            Responder
  2. Avatar
    Nah - Pra Ver em Londres
    23 de setembro de 2013 at 10:57 (6 anos ago)

    ai, gente, que fofuuuuura de post. Amei master.
    Aqui em casa já estamos os dois com o coração apertado pela saudade que iremos ficar do nosso Piva (o gatinho) e dos dois dogs (Lennon e Eto’o). Mas tenho certeza que ainda faremos muitas viagens todos juntos.

    Parabéns pela ideia do post, Mari. Ficou excelente.

    Beijobeijo

    Responder
    • Mariana
      Mariana
      23 de setembro de 2013 at 11:02 (6 anos ago)

      É, ainda mais que vocês vão ficar bastante tempo fora, daí dá mais saudades ainda.
      Mas vai ter gente de confiança cuidando deles, né?!

      Beijos e obrigada pelo elogio 🙂

      Responder
  3. Avatar
    Polliana Ribeiro
    23 de setembro de 2013 at 11:11 (6 anos ago)

    Morri com a fofura desse texto e das fotos. Amei!!!

    Responder
    • Mariana
      Mariana
      23 de setembro de 2013 at 11:14 (6 anos ago)

      Não tem como não morrer de fofura com a Estopinha, né?!

      Responder
  4. Avatar
    Daniela Santos
    23 de setembro de 2013 at 12:10 (6 anos ago)

    Tenho um Shi Tzu e como os da Jackie as empresas não gostam de tê-los como carga. O meu fez uma única viagem, londrina-curitiba, foi rápida mas o trauma foi gigante. Ok que não fizemos o precesso dele amar a caixinha, mas ele abriu o berreiro quando começou a andar na esteira, e como em Londrina o aeroporto é pequeno, deu pra ouvir que ele não parava de latir e grunir até a hora de colocarem no bagageiro. É bem triste porque isso limita muito meus pais a sairem pra viajar ou não. Mas de carro ele vai de boa, meio dramim e voilá! Beijos girls!!

    Responder
    • Mariana
      Mariana
      23 de setembro de 2013 at 12:33 (6 anos ago)

      Pois é, uma vez eu também vi no aeroporto um dog chorando demais na esteira, mas ele só não tava chorando mais do que a dona olhando ele ir embora.
      Até eu quase chorei junto. hahaha
      Mas sabe, eu até entendo o fato da companhia às vezes não querer despachar os cachorros. É meio difícil saber como cada cachorro pode reagir. Acho que deve ser um problema bem grande pra eles se o cachorro chegar a morrer :/
      Eu também acho que os cachorros limitam muito na hora de sair para viajar. Agora eu e minha mãe vamos nos revezar para viajar, porque é complicado deixá-los sozinhos. Por mais que tenha alguém para cuidar, às vezes eles fazem greve de fome.

      Obrigada pela visita 🙂
      Beijos

      Responder
    • Avatar
      telma
      24 de setembro de 2013 at 18:49 (6 anos ago)

      Oie Daniela
      Eu tenho uma shitzu com 3kilos, e qdo o peso nao passa de 5kilos, vai em cima, com a casinha
      embaixo do banco da frente.
      A minha ja fez varias vezes cwb/rio e se estressou mais qdo fez ms/rio com uma escala.
      De carro é sempre tranquila, por isso ando evitando de viajar com ela de avião. Mas o duro mesmo e fiar sem eles na viagem não é?
      abcs
      Telma

      Responder
  5. Avatar
    Lais
    24 de setembro de 2013 at 18:12 (6 anos ago)

    eu amooo a Estopinha…tenho 2 peludinhas e me divirto bastante vendo as aventuras da Estopinha.
    Muito interessante a matéria e bastante esclarecedora.
    Parabéns

    Responder
    • Mariana
      Mariana
      24 de setembro de 2013 at 19:38 (6 anos ago)

      Que bom que gostou, Lais.
      Espero que seja útil para quando você precisar viajar com suas 2 peludinhas 😀

      Responder
  6. Avatar
    Thátila
    24 de setembro de 2013 at 18:15 (6 anos ago)

    Impossivel não amar a estopinha , coisa mais linda e amada sigo ela no instagran e facebook acompanho tudo que ela posta , é um amorzinho <3

    Responder
    • Mariana
      Mariana
      24 de setembro de 2013 at 19:32 (6 anos ago)

      Exatamente! É impossível não amar<3
      Eu também sou super fã e acompanho TUDO o que ela posta. Hehehe

      Responder
  7. Avatar
    jamile
    24 de setembro de 2013 at 18:17 (6 anos ago)

    Que praia será que é essa que a estopinha aparece na foto? Queria tanto levar a minha numa praia um dia, mas quase nenhuma aceita dogs :/

    Responder
    • Mariana
      Mariana
      24 de setembro de 2013 at 19:32 (6 anos ago)

      Infelizmente não sei qual é a praia. Eu peguei a foto da fanpage, mas agora não lembro se lá dizia qual praia era.
      Dá uma olhadinha lá e quem sabe você encontra essa informação 🙂

      Responder
  8. Avatar
    Bruna
    24 de setembro de 2013 at 18:31 (6 anos ago)

    Já rodei muito trecho com o meu lhasa-apso de 7 anos. Já viajamos muito de carro e de ônibus. Bem, só levei ele no ônibus por que sabia que ele dorme o tempo todo e por que ele late pouquíssimo. Nunca comprei passagem extra pois a caixa dele cabe direitinho entre o meu banco e o banco da frente. Sempre levo a carteira de vacinação e o atestado de saúde emitido pelo veterinário e nunca, NUNCA, fiz o GTA (guia de trânsito animal) na Delegacia Federal de Agricultura. Na verdade, as empresas de ônibus desconhecem as regras de transporte de animais. Toda vez eu ligo para a empresa antes de comprar a minha passagem e peço que me enviem por e-mail as regras da cia. Em 80% dos casos os motoristas criam uma situaçãããããão ,enrolam, procrastinam o meu embarque com o cachorro e, geralmente, falam que ele SÓ vai, se for no bagageiro. É óbvio que o bagageiro não é adequado para transportar um animal!!! Já fui até ameaçada de ser largada no meio da rodovia, caso meu cachorro latisse dentro do ônibus. O importante é se informar e ter as regras, leis e as diretrizes da empresa na ponta-da-língua e impressos para não perder a viagem (tu-dum).

    Responder
    • Mariana
      Mariana
      24 de setembro de 2013 at 19:30 (6 anos ago)

      Oi Bruna,
      Acabaram de me corrigir aqui nos comentários e realmente o GTA não é mais necessário, mas eu imagino mesmo que os motoristas devem ficam enrolando muito para liberar tudo.
      É preciso ter muita paciência mesmo.
      Mas imagine, não tem como levar no bagageiro, coitadinhos. Diferente do avião, o bagageiro de ônibus não é preparado para isso.
      Obrigada por contar sua experiência. Tenho certeza que vai ser bastante útil para quem pretende viajar levando o melhor amigo junto 🙂

      Responder
    • Mariana
      Mariana
      24 de setembro de 2013 at 19:39 (6 anos ago)

      Ninguém resiste ao charme da Estopinha, né ♥

      Responder
  9. Avatar
    Marina
    24 de setembro de 2013 at 19:15 (6 anos ago)

    Adorei a entrevista da estopinha mas eu só gostaria de corrigir um item: cães e gatos não precisam de GTA para serem transportados, basta apenas que estejam com as vacinas e a carteirinha de vacinaçao em dia e tenham um atestado clinico emitido por um medico veterinario dizendo que o animal se encontra em boas condiçōes de saude ( trabalho no orgão onde se emite as GTAs no estado de SP, chamado Defesa Agtopecuária). Qdo a viagem ocorrer para fora do pais as exigencias variam de acordo com a legislação do país de destino. 🙂

    Responder
    • Mariana
      Mariana
      24 de setembro de 2013 at 19:26 (6 anos ago)

      Oi Marina,
      Obrigada pela correção. Eu tinha lido que em SP não precisava mais, mas achei que era algo específico do estado. Vou atualizar essa informação no post 🙂
      Beijos

      Responder
  10. Avatar
    Angela
    24 de setembro de 2013 at 19:25 (6 anos ago)

    Quando acho que já vi de tudo da Estopinha, ela vem e me surpreende….Muito boa essa entrevista com ela. A Estopinha é tudo de bom, alegra meus dias.

    Responder
    • Mariana
      Mariana
      24 de setembro de 2013 at 19:43 (6 anos ago)

      A Estopinha também alegra meus dias.
      Acompanho e curto TUDO o que ela posta. Hahaha

      Responder
  11. Avatar
    Dalva Aquino
    24 de setembro de 2013 at 20:23 (6 anos ago)

    mais vc tá podendo hein morzinho,que linda entrevista.Sempre que vc dá entrevistas eu leio,mas quando vc aparece na tv,não consigo te ver rsrsrsrs,morzinho vc já sabe o que vou escrever né! EU TE AMO UM TANTÂO sua fofa,linda

    Responder
    • Mariana
      Mariana
      24 de setembro de 2013 at 20:30 (6 anos ago)

      Ahhh, tenho certeza que ela também ama todos nós ♥♥♥♥♥♥

      Responder
  12. Avatar
    Walkyria
    24 de setembro de 2013 at 21:08 (6 anos ago)

    Amei a entrevista…. ótimas dicas… e claro a Estopinha é 10…… mil!!!! :))

    Responder
    • Mariana
      Mariana
      24 de setembro de 2013 at 21:27 (6 anos ago)

      Que bom que gostou da entrevista Walkyria 🙂

      Responder
  13. Avatar
    debora fonseca
    24 de setembro de 2013 at 21:33 (6 anos ago)

    ola parabéns pela entrevista a estopinha é maravilhosa amo ela, também tenho uma fêmea em casa e amo viajar com ela levo ela sempre comigo quando posso, fiquei com um duvida, aqueles cintos que encaixa no encaixe do cinto de segurança do carro pode utilizar?obrigado

    Responder
    • Mariana
      Mariana
      25 de setembro de 2013 at 7:50 (6 anos ago)

      Pelo que sei pode utilizar sim, Debora.
      Porque eles ficam bem presos e seguros, mas tem que prender esse cinto naquelas coleiras peitorais, porque se prender naquela que vai só no pescoço, um impacto pode arremessar o cachorro e enforcá-lo.

      Responder
  14. Avatar
    France Keule Odermatt
    25 de setembro de 2013 at 17:01 (6 anos ago)

    Adorei a entrevista da Estopinha ela é maravilhosa e inteligente.Tenho um Yorkshire de 6 aninhos e viajo com ele sempre de avião ao Brasil,ele precisa tomar remedinho para ficar tranquilo,recomendado pelo veterinário claro!mas fico feliz em poder tê-lo em baixo de meu assento seguro perto de mim e de meu esposo.Eu assim como os pais da Estopinha o amamos muito e jamais largariamos ele em um Hotel ou com alguém.Férias só com nosso bebê,bjs a todos e parabéns pela ótima entrevista.

    Responder
    • Mariana
      Mariana
      26 de setembro de 2013 at 5:15 (6 anos ago)

      É triste viajar sem os cachorros mesmo, sorte sua que pode levar o seu junto sempre.

      Que bom que gostou da entrevista e obrigada pela visita 🙂

      Responder
  15. Avatar
    Cláudia
    25 de setembro de 2013 at 17:27 (6 anos ago)

    Amei a entrevista!!! Amo a Estopinha!! Como sempre nos dando ótimas dicas.
    Sempre viajamos com nossa Zuzi, não conseguimos deixá-la pra trás. Nossa viagem para a praia foi ótima, ela é uma amiga e tanto. Antes de viajar fomos a uma consulta com o Veterinário, que indicou passar protetor solar na Zuzi, pois ela é branca demais e colírio para os olhos . Fizemos o protetor para ela feito na Drogavet e não precisou de remédios, porque ela já passeia conosco desde baby então já está acostumada, levamos uma mala só para ela, cheia de coisas… acho até que exagerei.kkk Tinha de comida a brinquedos e roupas. Demoramos mais para chegar a praia porque paramos mais vezes para Zuzi tomar água, fazer pips, e descansar seu corpinho. Mas foi maravilhosa nossa viagem em família. Já estamos programando a próxima. Nosso único problema é o tamanho da Zuzi, é difícil conseguir hotel que aceite cães de grande porte, mas sempre mando uma foto antes, para não termos problemas na chegada.

    Responder
    • Mariana
      Mariana
      26 de setembro de 2013 at 5:20 (6 anos ago)

      Que legal Claudia. Confesso que eu nem sabia que existia necessidade de alguns cachorros usarem protetor solar! Hehe
      Com relação a um hotel que aceite cães, imagino que seja algo meio complicado mesmo, pois nem todos tem estrutura para receber nossos amigos. Tá certa você em mandar também a foto do cachorro, assim evita imprevistos na chegada.
      Obrigada pela visita!

      Responder
  16. Avatar
    Paula
    26 de setembro de 2013 at 21:50 (6 anos ago)

    Gente, que lindeza!!!! Amei pra sempre!! Infelizmente minha cachorrinha nos deixou há pouco mais de 2 meses e sinto uma falta imensa! Nunca tivemos coragem de viajar com ela de avião, principalmente depois que foi diagnosticado o problema de coração que ela tinha, aí não tinha nem jeito… Ela era tão tranquila, que não entrava na casinha nem pra ir pro PetShop, o motorista a colocava no banco da frente, onde gostava de andar. Então colocá-la na casinha provavelmente seria um problema… Sei de cachorros que só de entrar no carro já começam a vomitar, mas esse não era o caso dela, ela, aliás, adorava passear de carro! O problema era também achar hotel onde ela pudesse ir, e meu pai não aceitava de jeito nenhuma que a deixássemos em hotelzinho. Isso tudo limitou muito nossas viagens enquanto ela esteve com a gente. Acontecia quase um revesamento: meus pais viajavam e eu ficava com ela, ou o contrário. Minha ex-cunhada precisa ir a cada 6 meses pros EUA e ela tem um Shi-tzu. Ela descobriu um hotelzinho super legal, onde os cachorrinhos ficam soltos, numa área grande, cheia de brinquedos e lugares pra explorar, passam por atendimento médico e psicológico antes de se hospedarem e são agrupados de acordo com a personalidade. Aì vale a pena. Por que deixar em gaiolinha também não dá!

    Responder
    • Mariana
      Mariana
      29 de setembro de 2013 at 20:57 (6 anos ago)

      Pois é, quando é preciso deixar o cachorro em algum hotel, é bom verificar bem o local antes, porque também acho uma tristeza deixá-los presos na jaula.
      O ideal é levar o cachorro para passar pelo menos uma noite antes da viagem, para ele ir se acostumando com a hospedagem no hotel.
      E é verdade mesmo o que você disse, ter cachorro acaba nos limitando bastante. Agora vou começar a revezar com a minha mãe também, porque eles ficam muito depressivos quando nós viajamos :/

      Obrigada pela visita, Paula 🙂

      Responder
  17. Avatar
    Carolina
    17 de novembro de 2013 at 20:14 (6 anos ago)

    A entrevista junto com alguns comentarios me ajudou bastante em relação com algumas duvidas.. Vou viajar e passar 2 meses fora e nem pensar em deixar meu pequeno. As companias aereas dificultam bastante o transporte dos nossos bebês, fora os ônibus que não aceitam (no caso da minha cidade). Mesmo meu nenis não ficando na mesma casa que eu, melhor que deixa-lo. Pelo menos vai estar na mesma cidade e eu podendo ir visitar sempre que quiser

    Responder
  18. Avatar
    alessandra
    15 de fevereiro de 2014 at 19:21 (6 anos ago)

    adorei as fotos estopinha. Eu queria saber se pode mesmo levar cachorro no praia?

    Responder
    • Mariana
      Mariana
      16 de fevereiro de 2014 at 9:18 (6 anos ago)

      Oi Alessandra,

      Algumas praias permitem cachorros. É bom se informar antes de ir para ver se o teu destino também aceita.

      Responder
  19. Avatar
    Rafael Leick
    1 de outubro de 2015 at 21:24 (4 anos ago)

    Mari, adorei a entrevista. Estopinha é uma fofa.
    Espero que o Lupin fique tão esperto quanto ela 🙂
    Bêjo

    Responder
  20. Avatar
    Débora
    29 de dezembro de 2015 at 12:20 (4 anos ago)

    Meninas,

    Eu tenho 6 filhos peludos! Como eu e meu marido amamos viajar sempre é um sofrimento. E como as viagens são na grande maioria de moto ou quando de avião para fora do país é impossível levá-los. Sempre temos que contar com a ajuda das nossas mães , irmãos e cunhados, a família toda fica de babá. risos.

    Pensando nisso meu marido montou uma empresa, a Pet´s Friend. A empresa é de Pet Sitter e Dog Walker. Assim as pessoas poderão viajar tranquilas que nós cuidaremos dos seus peludos com todo amor, carinho e segurança. Ele tem cursos e certificação para cuidar dos nossos bichinhos, manda fotos e videos diariamente. Vai até a sua casa, deixa tudo limpinho, passeia, brinca, dá ração e água fresquinha.

    Quando precisarem é só falar conosco.

    Conheçam a nossa página no facebook? facebook.com/petsfriendcwb
    Email: alves2607@gmail.com

    Responder

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.