#Fail: furto em Londres

Foi em frente ao Buckingham Palace que eu conheci uma brasileira que pediu para eu tirar uma foto dela. Eu estava sozinha e ela também, então continuamos passeando por vários lugares da capital inglesa no decorrer do dia.

Londres (117)

Era a minha primeira viagem internacional, mas por mais que eu já tivesse lido muito sobre como a Europa é mais tranquila e sem criminalidade, eu sempre fiz todos os meus passeios seguindo as mesmas regras de segurança básica que eu utilizo no Brasil. Confesso que hoje em dia eu sou mais relaxada quando eu viajo, porque é sempre assim mesmo: a gente acaba ganhando confiança e adaptando as regrinhas de segurança nos novos destinos visitados.

Depois de visitar a London Bridge, paramos para fazer um lanche.

Londres (129)

Ela contou que estava estudando na Alemanha e que veio passar o final de semana na casa de uma amiga em Londres, mas essa amiga trabalhava o dia todo, então por esse motivo ela havia deixado a mochila no locker da estação de trem e estava passeando apenas com a bolsa com todos os documentos e o dinheiro. Ela comentou, inclusive, que não tinha deixado dinheiro nenhum no locker porque por mais que tudo lá fosse mais seguro e confiável, vai que alguém abre e sabe como é… o seguro morreu de velho. Em seguida continuamos a conversando sobre isso, sobre como ali era mais seguro, contamos os casos que já tínhamos vivido ou presenciado no Brasil e sobre as nossas experiências seguras fora do país. Eu estava em Londres há quase 3 semanas e já não tinha mais medo de pegar ônibus de madrugada e nem de passar nos subways às 5h para pegar aquele primeiro ônibus do dia para visitar alguma cidade vizinha. Finalizamos a conversa com aquela frase “mas mesmo assim é melhor não dar bobeira, né?!” e levantamos para continuar nosso passeio.

“Minha bolsa sumiu”, ela disse.

Eu dei risada e continuei andando.

“É sério! A bolsa estava aqui do meu lado e não está mais”.

Sim, furtaram a bolsa dela. Inacreditável! Parece até que quem fez isso estava ouvindo a nossa conversa cheia de confiança.

Fomos direto falar com um guarda que estava ali próximo e ele nos orientou a procurar nas lixeiras, pois nesses casos normalmente a pessoa pega o dinheiro e joga os documentos no lixo para acharem depois. Lá fomos nós virar os lixos londrinos e NADA.

Perguntamos para as pessoas que estavam nas proximidades e ninguém tinha visto nada. Decidimos ir até a polícia para registrar a ocorrência, mas eles não registram a ocorrência sem o passaporte! Além disso, fomos MUITO mal atendidas. Eles não se preocuparam nem um pouco em ajudar. A embaixada do Brasil já estava fechada, então teria que esperar até o dia seguinte. Ela precisava tirar a mochila do locker até um horário x, que não lembro qual era, só que para retirar a mochila ela precisava da chave e a chave estava na bolsa que foi furtada. Foram muitas emoções, então antes que ela pedisse qualquer favor, eu já me ofereci para emprestar dinheiro. Eu não sabia como ela ia me pagar isso de novo. Eu nem sabia SE ela ia me pagar, mas eu decidi ajudar porque eu pensei que se fosse a situação inversa, eu gostaria muito que alguém me ajudasse. Paguei as passagens dela e fomos até a estação para ver o que dava para fazer. £40 por ter perdido a chave. Cartões para fazer ligações, mais dinheiro de passagens, janta… Eu já não aguentava mais ficar na rua correndo atrás das coisas, mas eu também não podia abandoná-la, pois a amiga dela só chegava do serviço às 22h. Fomos para a minha casa e lá contamos a triste história para todo mundo. Houve quem falasse que ela poderia estar dando um golpe em mim e que eu não devia ter levado ela para lá, mas quando deu o horário só sei que ela foi embora levando os meus contatos, dizendo que ia na embaixada no dia seguinte e falando que assim que ela entrasse em contato com a família dela no Brasil, ia pedir para eles mandarem o dinheiro para mim.

Qual foi o desfecho da história com relação ao passaporte e ao visto dela eu realmente não lembro, mas deu tudo certo. Hoje em dia ela é casada com um alemão e, certamente, mais atenciosa com a sua bolsa.

Quanto ao dinheiro, a família dela transferiu certinho para mim e me agradeceu imensamente por ter ajudado.

No final das contas, foi um #Fail com final feliz.

Mas nunca esqueçam que é normalmente o excesso de confiança que faz a gente cometer os erros mais estúpidos que podem estragar nossas viagens.

Alguém mais já passou por alguma situação parecida em viagem?

Comentários

comments

4 Comments on #Fail: furto em Londres

  1. Avatar
    Alice
    15 de fevereiro de 2012 at 10:10 (8 anos ago)

    Roubaram minha carteira na Belgica, o numero do cartao de credito para emergencias internacionais nao era “aceito desta localidade”… enfim foi péssimo, ainda sim, adoro a Belgica

    Responder
    • Mariana
      Mariana
      15 de fevereiro de 2012 at 10:19 (8 anos ago)

      Nossa, mas como assim o número do cartão INTERNACIONAL não é aceito na Bélgica?
      Que absurdo isso, né.

      Responder
  2. Avatar
    Mariane
    21 de abril de 2012 at 21:43 (7 anos ago)

    Acabo de chegar da Europa e tive meu cartão de crédito, dinheiro e a máquina fotográfica furtados no penúltimo dia da viagem no centro de Londres. Abriram minha bolsa sem eu perceber e quando vi já era tarde. Fiz o B.O, bloqueei o cartão mas o que me entristeceu foi perder todas as fotos da melhor vigem que fiz ! Agora rezo por um milagre!

    Responder
  3. Avatar
    Jodrian Freitas
    5 de julho de 2012 at 10:21 (7 anos ago)

    Há mais de 10 anos, quando fui pela primeira vez a Londres, furtaram a bolsa de minha esposa de dentro do restaurante do hotel onde estávamos. Detalhe: a mesa nunca ficou sem ninguém. Acho que a grande diferença para o Brasil é que dificilmente haverá uma arma apontada prá você. Mas, se vacilar….

    Responder

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.