High Line NY

A primeira vez que eu ouvi falar do High Line foi em uma reportagem no jornal e eu decidi que esse seria um dos lugares que eu mais queria visitar em Nova Iorque, não só por ser o point do momento, mas principalmente por admirar a ideia da revitalização de uma linha férrea desativada. Ainda, o projeto foi bastante discutido nas minhas aulas de paisagismo, o que despertou ainda mais interesse no local.

Quando estive lá (2010) infelizmente apenas um trecho do parque estava aberto ao público (entre as ruas Gansevoort e 20). O segundo trecho abriu em junho de 2011 e o terceiro e último trecho está previsto para ser finalizado apenas em 2014.

O parque linear é convidativo a um passeio relaxante. Não é o tipo de lugar onde as pessoas vão correr, por exemplo. As pessoas vão caminhar, fotografar, admirar o entorno, a arquitetura dos edifícios, o design minimalista e detalhes que fazem desse parque um lugar tão especial.

Também pode-se de dizer que o High Line funciona com uma galeria a céu aberto. Uma das coisas que me chamou a atenção foi uma fila de pessoas esperando para olhar dentro dessa caixinha.

Trata-se de uma obra de Richard Galpin, que trabalha através de recortes em formas geométricas em uma tela de metal, ocultando alguns pontos de visão e, com isso, criando uma nova perspectiva a ser vista. Não sei explicar direito, mas aqui tem um vídeo dele falando sobre sua obra no High Line.

Richard Galpin, Viewing Station, The High Line, New York from Richard Galpin on Vimeo.

Outras coisas que me chamaram a atenção foram os bancos que surgem como continuidade do chão, esse quadro com galhos e um espaço com uma arquibancada como se fosse um cinema e a “tela” é um vidro com vista para a rua. Muito legal. É o tipo de lugar que as pessoas passam horas apenas olhando e curtindo.

Espero que eu possa voltar a Nova Iorque após a conclusão do parque todo. Certamente visitarei novamente.

O parque funciona diariamente das 7h às 23h e a entrada é gratuita.

Comentários

comments

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.