Hotel no Aeroporto…

… de Guarulhos (por Mariana)

Quando eu voltei de Nova Iorque, meu voo chegou em Guarulhos 21h e pouco e como eu comprei separado o trecho São Paulo-Curitiba e o último voo para Curitiba saía 22h e pouco, eu decidi voltar para Curitiba apenas no dia seguinte. Fiquei muito na dúvida se eu dormiria no aeroporto mesmo ou se iria até qualquer hotel nas proximidades, mas acabei optando por dormir no FastSleep do aeroporto. Apesar de ser mais caro que os hotéis das proximidades, eu achei que valeria a pena porque eu tinha muitas malas e não precisaria passar por aquele transtorno de ficar levando mala de um lado para o outro, descarregando e pegando táxi. O FastSleep não é exatamente um hotel, na verdade é um espaço para dormir e você paga por hora. Infelizmente eu não conhecia o conceito e só descobri na hora que o atendente falou “cabine nº6”.

Pensei “cabine?” e fui. Quando abri a porta, me deparei com um corredor com um beliche. O espaço do lado da cama era exatamente da largura da minha mala (!) e com 3 malas + bagagem de mão, o espaço ao lado do beliche já estava preenchido até a metade, restando apenas cerca de 25% do espaço para eu ficar em pé e trocar de roupa e aquela coisa toda. Não, não tem banheiro. Talvez existam opções com banheiro, mas esse que era o mais barato não tinha. E o mais barato era caro. Não lembro exatamente o valor que paguei, mas sei que foi algo bem próximo dos R$200,00 por um período de 6 horas. SEIS horas a duração do pernoite. Se passasse do tempo, teria que pagar mais.

Eu sei que o conceito é diferente e que a ideia é só para as pessoas terem um espaço pra descansar um pouco entre uma viagem e outra e tudo mais, mas se eu precisasse passar mais uma noite no aeroporto algum dia, certamente escolheria pegar um táxi e ir até o hotel mais próximo, mesmo com o transtorno das malas, mas é uma questão de gosto mesmo. Apesar de apertado, o FastSleep é confortável, muito limpo e bonito. Possui televisão e acesso a internet nas cabines.

Essa foto eu peguei do site deles porque eu não fotografei a cabine, mas é assim mesmo.

Não sei informar preços, pois no site deles não tem os valores e eles não responderam as minhas solicitações de cotação por e-mail. Não sei se vocês concordam comigo, mas eu acho que os sites de todos os hotéis deviam ter os valores disponíveis no site. Acho muito chato ter que solicitar cotação, mas mais chato ainda é quando a empresa não responde. É como se eles não precisassem dos hóspedes. É como se eles tivessem fazendo um grande favor em nos disponibilizar um hotel.

… Galeão (por Anna)

“Nunca na minha vida eu pensei em ficar no hotel dentro do aeroporto, principalmente porque são caros, mas quando voltávamos dos EUA, o voo atrasou e perdemos a conexão. Depois de um voo de 1h30 e outro de 9h, teríamos que esperar mais 12h para então pegar mais um voo de 1h30 até chegar em casa.

Obviamente não íamos pagar por este serviço, mas como foi um erro da Delta, a atendente – que foi a pessoa mais legal do planeta, diga-se de passagem – descolou as passagens, a alimentação e pra fechar com chave de ouro, o hotel!

Acreditem, veio muito a calhar, já que estávamos mortos de cansados.

O Hotel, chamado “Luxor Hotel” fica perto do salão de embarque e para chegar lá temos que passar por um corredor por trás (como se fosse pro lado da rua). Mais precisamente, ele fica no 3º andar do Terminal 1.

Não é enorme, mas fiquei surpresa que depois de passar pelo hall de entrada ainda tinham corredores lá para trás com vários quartos.

O hotel é muito bom. Quarto pequeno, mas suficiente, melhor do que muito hotel que já fiquei por aí. Banheiro e chuveiro ótimos também. Com toalhas, sabonetes, secador… tudo digno de um hotel mesmo. O que achei mais engraçado foi que não tem janela, então o quarto fica meio escuro. Até tem uma cortina pra ornar e fazer de conta, mas quando você abre com tudo e super feliz, dá de cara com uma parede!

O restaurante deles é muito bom também. É buffet e tem bastante opção, incluindo sobremesa. Comemos super bem lá, além do bom atendimento.

Infelizmente não é tão barato assim. Olha só:

Pernoite: single – R$ 340,00, duplo – R$ 378,00 e triplo – R$ 473,00

Dia de Uso (das 8h às 20h): single – R$ 265,00 duplo – R$ 265,00 e triplo – R$ 332,00

Valeu a pena essa estadia. Agora já repenso sobre pegar hotel no aeroporto, porque nossa, imagina ficar mais 12h esperando na sala de embarque?”

Já que a Anna não tinha fotos do hotel, eu peguei no site deles para mostrar pra vocês. E olha, parece um quarto normal de hotel mesmo:

E vocês? Já dormiram em hotel de aeroporto? O que acharam?

Comentários

comments

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.