Look do dia: Peru

Peru… como eu queria conhecer o Peru! Faz muito tempo que quero ir pra lá, mas por falta de tempo ($$$) e companhia, acaba ficando pra trás. A bem da verdade é que quando eu posso ir pra lá, é época de chuvas, então acabo deixando pra depois.

Faz tempo que não fazemos um look do dia aqui, e quando vi essa foto aí de cima não tive dúvidas de que o próximo tema seria esse: Peru.

O país tem uma tradição folclórica muito forte e muito única deles. Tenho certeza que todo mundo já viu ao menos UM casaco peruano na vida, aqueles bem quentinhos com desenhos de lhamas ou ainda uma blusa toda colorida com bordados manuais. Quando falamos de trajes típicos peruanos, o assunto é abrangente, pois praticamente cada região tem sua própria cultura, identidade e festividades particulares… e isso implica em roupas e mais roupas diferentes e especiais.

A cultura peruana é uma mistura entre a cultura espanhola imigrante e dos índios que ali viviam. Quando os espanhóis chegaram, impuseram o uso de chapéus, blusas e saias. Quando isso chegou na cultura indígena, eles adicionaram as cores, uma coisa um pouco colombiana até, criando seu próprio estilo às roupas européias.

As mulheres colocaram mantos maiores na parte das saias, evitando exposição para os homens e ainda assim mostrando as formas de uma mulher. De qualquer forma, elas deixaram as saias mais volumosas mas diminuíram os comprimentos (uma pequena contradição de puritanismo ai, não é?). Na verdade isso foi com o intuito de facilitar o trabalho doméstico. Ahhhh, tá explicado então!

Muitas mulheres ainda usam uma saia preta chamada anacu, e ela tem essa coloração porque é um “luto aos antepassados incas.” Essas saias são de algodão e também tem vários bordados, e tem inclusive alguns fios de prata e ouro.

Continuando sobre os bordados, não preciso dizer que são muito incríveis né? Os indígenas fazem isso a cerca de 3 mil anos, então é claro que possuem uma técnica super aperfeiçoada. Normalmente é tudo feito manualmente, com lã de ovelha ou alpaca. Para chegar nas cores, eles usam tingimento natural, utilizando plantas, sementes, etc. Quando estive no México, fui em uma cidadezinha que produzia tapetes bordados no mesmo estilo. Lá mostraram como faziam tudo, desde o processo de fazer a lã virar fio, até tingimento e bordados. É muito interessante como conseguem as cores. O vermelho vem de sangue de alguns insetos!

E sabia que o bordado peruano é um dos melhores do mundo, merece respeito hein!?

Comentários

comments

Leave a Reply