Música: tango

No primeiro post que fiz sobre músicas que conheci em viagens, comentei de alguns tangos, a maioria eletrônico e moderninho, que é o que todo mundo normal conhece. Só que há algum tempo entrei no mundo da dança, especificamente o tango, e não posso deixar de compartilhar aqui essas músicas maravilhosas que acabei conhecendo.

Orquestras são muitas, cantores são muitos, versões diferentes das mesmas músicas então… nem se fala! Hoje em dia, músicos que poucas pessoas já ouviram falar, estão sempre na minha lista de mais ouvidos e nunca tiro do mp3. Juan D’Arienzo, Osvaldo Pugliese, Edgardo Donato e Fresedo são alguns deles. Querem conhecer um pouco?

Juan D’Arienzo

O D’Arienzo toca um tango mais animado, mais divertido, super marcado. Pra quem acha que tango é só tristeza e sofrimento, a música dele taí pra mostrar que o tango não é só isso. Ok, as letras são sempre meio sofridas, mas como a gente acaba não entendendo direito, é fácil se deixar levar pela música.

Gosto de quase todas as músicas dele, mas vou deixar duas aqui. A primeira é “Humillación”, que como o nome já diz, conta a história de um cara humilhado por amor e aquele drama todo (só que numa batida bem mais alegre):

A outra que deixo aqui, é a “Este és el rey”, atualmente uma das minhas preferidas, acho muito diferente. (na real estou amando muito essa ultimamente):

Osvaldo Pugliese

Ahhhhh o drama… esse sim é o cara. Música sofredora mesmo, melodias carregadíssimas de sentimento. Tenho certeza que vai achar este músico com mais cara de tango clássico. Pugliese é um pianista nascido em 1905 que brilhou muito na década de 40. Muitas das músicas mais famosas são dele: Negracha, La Yumba, Adiós Bardi, Malandraca.

Selecionei duas para colocar aqui também. A primeira é “A Evaristo Carriego”, uma música em homenagem ao poeta argentino de mesmo nome, morto em 1912. A música é mais do que dramática, mas é linda demais e tem que ser ouvida!

Outra que a-do-ro, é “La Bordona”. Reparem que essa também é super dramática.

Edgardo Donato

O Ed é o que tem uma das minhas músicas preferidas, a “Que hacés, que hacés”, logo abaixo.

Uma curiosidade do Donato, ele é filho de italianos e a família se mudou para Montevidéu quando ele ainda era pequeno, e começou a estudar música aos 10 anos.

Foi ele quem escreveu um dos tangos mais conhecidos, o “A Media Luz”, de 1924 (vídeo abaixo). Tá bom pra você? Outro tango super conhecido e de sua autoria, é o “Chique”, reinterpretado por muitos outros músicos do meio.

Selecionei a música “Que hacés, que hacés” pra deixar aqui também. Vai dizer, nem parece tango não é? (só achei video com casal dançando, e esse não tá dos melhores, mas a música é demais)

Fresedo

Esse é um músico que me passa uma sensação de seriedade e classe que vocês não imaginam. Sabe aquela coisa de o cheiro tem o gosto? É meio isso que sinto quando escuto o Fre, sei que estou diante de um senhor músico.

Convenhamos, dos que eu falei até agora, ele é o vovô de todos, nato em 1897 em Buenos Aires. Ele foi O músico dos anos 20, essencial para o tango, com músicas conhecidíssimas e dançadas até hoje. Uma delas é “Vida Mia”, um dos tangos melódicos mais célebres, “El Once”, uma das preferidas nos bailes de salão (e uma delicinha de dançar mesmo) e “Los Mareados”, um clássico que certeza você já ouviu.

As três músicas são muito boas e importantes, deixo o trio aqui pra vocês:

El Once: Não encontrei a versão original, muito antiga.

Los Mareados: Só achei a versão com casal também, e esses são dois dos melhores dançarinos.

Vida Mia: Essa dá pra sentir toda a pompa do Fre.

Bom, acho bom eu terminar o post por aqui, senão não paro nunca mais. Além do tango ser uma cultura riquíssima, cheia de bons músicos e compositores, sou suspeita pra falar desse tema. Tango ♥.

Se alguém quiser conhecer um pouco mais, cito outros artistas aqui: Carlos Di Sarli, Francisco Canaro, Alfredo De Angelis, Angel D’Agostino, Rodolfo Biagi, Ricardo Tanturi, Anibal Troilo, Color Tango e Sexteto Milonguero (estas 2 últimas são atuais e fazem ótimas versões dos clássicos).

Comentários

comments

8 Comments on Música: tango

  1. André Almeida
    24 de outubro de 2012 at 11:38 (5 anos ago)

    Que post lindo!
    Aprendi muitas coisas legais.. Obrigado!
    beijos

    Responder
    • Anna
      Anna
      24 de outubro de 2012 at 11:41 (5 anos ago)

      ahuahuahuuha mentiroso! Já sabia tudo!

      Responder
  2. André Almeida
    24 de outubro de 2012 at 14:07 (5 anos ago)

    Nada.. vários detalhezinhos inéditos. Merece um share!

    Responder
  3. Aparecida
    27 de maio de 2013 at 14:26 (4 anos ago)

    Adorei todas as músicas, aliás conheço os passos básicos do tango, adoro mas as músicas! Você está de parabéns!

    Responder
    • Anna
      Anna
      29 de maio de 2013 at 12:58 (4 anos ago)

      Tango é tudo não é?
      Eu adoro, e adoro dançar!

      Besos!!

      Responder
  4. Clarissa
    22 de janeiro de 2014 at 14:32 (4 anos ago)

    Gosto muito de D’Arienzo porque sua marcação rítmica é forte, potente e faz você dançar. Meus tangos preferidos são Loca, Mandria e El Huracán.
    Agora, Pugliese, é triste, é dramático, é difícil. Se você não conhece a música, pode ficar absolutamente perdida. Minha favorita, de longe é Pasional.
    Meu MP3 está atulhado de tantos tangos! Ouço no trabalho, em casa (principalmente quando cozinho!), em todo lugar. Sempre gostei, antes mesmo de aprender a dançar. Acho que é por causa de sua riqueza: posso ouvir cem vezes o mesmo tango, e sei que cada vez vou ter uma surpresa ao descobrir algo novo na música.

    Responder
    • Anna
      Anna
      22 de janeiro de 2014 at 14:34 (4 anos ago)

      Eu AMO Mandria também.
      Estou numa fase Que Falta que me haces agora. Só escuto ela. Direto. =D

      Responder
  5. Cissa
    22 de agosto de 2014 at 15:56 (3 anos ago)

    Nossa que post maravilhoso! Gracias !!!!!! Me gusta Di Sarli e Canaro tango é vida!

    Responder

Leave a Reply