Napoli e o caos: guia básico de sobrevivência

Pra quem não sabe Napoli é uma cidade no sul da Itália, na região de Campania, mais pra baixo de Roma. Pra quem também não sabe é dali que saem os principais barcos para a Ilha de Capri, e pra quem também não sabe, é ali que fica a maior parte da Camorra, bem dizendo, a máfia local.

Antes de mostrar os pontos turísticos de Napoli, me senti no dever de deixar bem claro aqui todas as precauções necessárias e avisos sobre o que tem por lá, por isso vou fazer este post antes de tudo.

Ok, é dali que saímos para Capri (tem barcos de outras cidades próximas, mas é que este é o mais rápido, direto e barato mesmo, a ilha fica bem em frente) e é dali, deste mesmo porto, que chegam a maioria das porcarias que estão circulando pela Europa.

O porto tem uma fiscalização nula, o que facilita contrabandos e os made in china. É um círculo vicioso, já que a máfia fica toda por ali né? O porto não tem fiscalização, então dá pra entrar drogas e tudo de ruim pra máfia “distribuir” por aí, e claro, a máfia fica bem ali porque o porto é liberadão.

E não, a máfia não é lenda. Você tem sim que tomar cuidado por onde anda na cidade, tanto porque existem muitas gangues por lá, tem ruas que são dominadas por algumas e entrar em uma delas meio perdido é bem perigoso, podem achar que você é de outra gangue. Ninguém quer isso.

Além deste fator, a cidade tem uma taxa de pobreza altíssima (32%) bem como a criminalidade (óbvio) e o desemprego.

Sem contar o lixo espalhado por tudo. Ok, eu sou se Curitiba e sim acho que a nossa cidade é uma das mais limpas que já vi na vida e até por isso é um pouco covardia comparar os outros lugares com Curi, mas Napoli é de-mais. Se você acha Salvador sujinha, não vá a Napoli. Eu só entendi o negócio quando cheguei lá, porque mesmo lendo em vários lugares que a cidade estava com esse problema do lixo, vendo é mil vezes pior e maior.

O lixo fica espalhado por tudo e não só em regiões mais pobres. Centro histórico, na frente de grandes lojas, na rua, na calçada, nos jardins, nos parques, praças… por tudo mesmo. Você tem que ir caminhando e desviando. Bem nojento… e é uma pena, porque Napoli é bem bonita.

Além do lixo, da máfia e da criminalidade, o trânsito é absolutamente caótico. Já tinha achado o de Roma nervoso, esse então… nem compara. O pessoal é maluco, dirigem com imprudência, não respeitam as normas e não estão nem aí para os pedestres… super diferente do norte italiano. Os ônibus são nojentos também, dá medo de entrar. Pessimamente cuidados, bem cheios, trajetos confusos. Na real até tivemos uma sorte no primeiro dia que usamos o transporte público, pois não sabíamos qual ponto descer e o cara do nosso lado era bem simpático e nos ajudou, senão teríamos ido parar sabe Deus onde, não dá pra se perder lá, não é nem um pouco aconselhável ok?

O metrô também não é nada europeu, é bem mal cuidado e largado, as estações bem podrinhas.

Outra conselho, se você fala italiano ou não, não faz muita diferença sabe? Porque o italiano deles é bem diferente e juro que nenhum de nós 4 entendíamos nada do que eles falavam. Dialeto puro, e mesmo já estando há quase 1 ano no país, sempre tínhamos que perguntar umas 5x.

E o pior de tudo é que a cidade em si é muito bonita, tem prédios antigos, pizza boa, ótimos museus, é um bom centro cultural, tem até um castelo e muuuito turista que vai pra Capri, que é lindíssima.

* Ah, quando eu fui, sabia um pouco do que acontecia por lá, mas quando cheguei vi coisas piores do que imaginei e pior ainda, quando voltei para o Brasil assisti um documentário sobre a Camorra e fiquei feliz de não ter visto isso antes de ir, porque senão jamais teria ido. Mas como sobrevivi pra contar a história, digo que dá pra ir visitar sim, mas com bastante atenção e precaução!

Mais do sul da Itália:

Uma parada em Bari, no sul da Itália

Gran Caffè Saicaf, confeitaria tradicional em Bari

Alberobello, uma cidade imperdível na Puglia

Um dia em Lecce, sul da Itália

Napoli: o guia turístico

Museu Arqueológico de Napoli

Amalfi, para passar a tarde na Costa Amalfitana

Grotta dello Smeraldo

Sorrento

Como são as ruínas de Pompéia

Minha visita à ilha de Capri

Comentários

comments

7 Comments on Napoli e o caos: guia básico de sobrevivência

  1. Luffi
    10 de julho de 2012 at 15:18 (6 anos ago)

    Nápoles realmente é como voce retratou linda e ao mesmo tempo nojenta. Ao fim de 3 anos de a ter visitado ainda não sei se gostei muito pouco ou nada =)

    Responder
  2. Sandra
    30 de outubro de 2012 at 18:45 (6 anos ago)

    Perfeita descrição do lugar, é péssimo e a sujeira não é só de papel como na fotografia, tem roupas jogadas no chãopor toda Napoles, e as scooter com a família inteira (4) sobre ela e sem capacete ou proteção nenhuma. A palavra para decrever lá é caótica.
    Não pretendo mais voltar lá e também não aconselho ningúem a ir, pricipalmente porque a Itália inteira é muito linda para perder tempo com esta cidade.

    Responder
  3. Paula
    26 de julho de 2013 at 17:14 (5 anos ago)

    Já leu Gomorra, o livro do Saviano que fala sobre a Máfia em Napoles? Bem chocante. Tem quem diga que pra nós brasileiros que temos tráfico de droga não é nada de mais, mas do mesmo jeito que um turista não pode achar que pode passear em qualquer canto de uma favela brasileira se achando imune por ser turista, nós não podemos passear por Nápoles como se nada acontecesse por ali. Quer dizer, imagino, nunca fui lá. Mais suja que Salvador? Credo. Sinceramente? A Itália tem tanta cidadezinha perdida interessante e linda pra visitar que quando eu estiver por lá, o último lugar que quero conhecer é Nápoles!

    Responder
    • Anna
      Anna
      26 de julho de 2013 at 17:16 (5 anos ago)

      Paula sou louca pra ler esse livro!!

      Sim é muito suja a cidade, mas ainda assim é bonita sabe? E de lá sai pra Capri, Pompéia e Costa Amalfitana, que são lugares bem mais legais.
      =D

      Responder
  4. Sandra
    4 de março de 2018 at 21:40 (8 meses ago)

    Estive em Nápoles esta semana e de fato tudo neste post é verdade! Ao sair da estação para visitar uma igreja uma pessoa tentou furtar minha mochila!

    Responder

2Pingbacks & Trackbacks on Napoli e o caos: guia básico de sobrevivência

  1. Comparando: trânsito « Finestrino
    4 de novembro de 2010 at 8:38 (8 anos ago)

    […] você estiver nela, porque se for um mero transeunte, tenha o seguro de vida em dia, ainda mais que já comentei aqui que tem lixo por toda a parte e caos […]

    Responder

Leave a Reply