O que fazer em Puerto Varas e região

Caraaaa, nos lugares mais legais da viagem pro Chile, a gente pegou chuva, tempo nublado e frio. É mole? Pucón foi assim e essa região de Puerto Varas também, e por conta disso deixamos de ver/subir em alguns vulcões. Mas ok, tamo aí, vamo lá!

Nesse post listo algumas coisas pra fazer em Puerto Varas e região. Olha, tem coisa pra xuxu! Nós dormimos 3 noites na cidade, e olha, uma noite a mais seria ideal.

PUERTO OCTAY

Vindo de Pucón, o próximo ponto de parada para dormir era Puerto Varas, mas no caminho sempre tem uns lugares legais pra conhecer. Por muitas indicações na internet, 2 desses eram Puerto Octay e Frutillar, que todo mundo tirava um dia pra visitar ambas partindo de Puerto Varas. Bem, como a gente vinha de cima, era mais esquema parar ali antes de chegar em Varas.

Primeira parada pelo roteiro era Puerto Octay. Cidade pequena, casinhas de madeira e tal… mas ó, dispensaria. Não achei nada de tão necessário essa parada. Aliás, quando chegamos ali era hora do almoço (na verdade umas 14h) e foi bem difícil encontrar um lugar para comer. O primeiro ficamos sentados lá um tempo e ninguém veio atender. O 2º entramos mas estava fechado já e no 3º conseguimos um lanche. Não foi a melhor das experiências aqui, e não vi nada de mais na cidade. Pelo menos ela estava mesmo bem no trajeto então não foi de todo perdido.

o que fazer em puerto varas

FRUTILLAR

Na sequência, Frutillar. Essa sim valeu a pena, mesmo com a maior chuva que me atrapalhou demais!

chile frutillar

A cidade é toda estilo alemã, parece outro mundo realmente. É pequena, toda em madeira e tem dezenas de casas de chá com torta Kuchen, típica da região toda. Lá você tem esse deck da foto de cima que é muito point e todo mundo tira foto e é bem gracinha mesmo; tem o teatro que é hiper moderno e que é sede de um dos maiores festivais de música do mundo (tem visita guiada às 12h, cheguei depois e perdi =/); e também uma atração bem legal é a mini vila alemã do começo da cidade, uma espécie de parque/museu aberto como Carambeí, mas bem menor.

chile frutillar

A entrada à vila custa 2.500 pesos (R$ 15 mais ou menos) e você pode ficar o tempo que quiser. São várias casas da época e uma casa que é tipo um museu de máquinas antigas. Se o dia estiver bom, você pode ver alguns vulcões no fundo do lago, como o Calbuco e o Osorno. O local tem banheiro, mas não tem lanchonete e nem lojinha.

frutillar chile

PUERTO VARAS

Nós escolhemos Puerto Varas como ponto de ancoragem. Ali os hotéis também são um pouco mais caros do que em Puerto Montt, mas achamos opções bem interessantes ali que falo no próximo post certinho.

A cidade é uma graça, mas também não tem muitos atrativos, ela é bem uma cidade pra ancorar e visitar os arredores. Lá mesmo só tem o museu Pablo Fierro, todo esquisitão e uma volta pelo centrinho.

De lá você pode visitar outros pontos como subir o vulcão Osorno de carro (a gente foi, mas tava muito nublado e não deu pra ver nada lá de cima!) em uma estrada bem linda mesmo, e também pode visitar os saltos del Petrohué, o parque Petrohué com o Lago Todos los Santos, que dá para fazer navegação.

chile petrohue

Esse complexo todo de Petrohué vale HIPER a pena. Que lugar lindo, todo estruturado pra receber visitantes, é caminhada simples, água azul/verde, vista com vulcão ao fundo, saltos maravilhosos. Mesmo, vá! Mesmo se estiver chovendo, vá! A entrada custa 4.000 pesos (R$23,60), não é baratinha, mas vale pra toda essa área que você pode passar o dia todo. Ali tem restaurantes, chocolateria e lojas.

chile petrohue

Pra fechar, ali próximo a Puerto Varas, você pode ir até Peulla, que é fronteira com a Argentina. Nós não fomos, mas é um ponto que indicam de visitar na região também.

PUERTO MONTT

Entre Puerto Varas e Chiloé tem mais um ponto bom para hospedagem, e mais econômico. Infelizmente a gente não teve tempo de parar de dia lá para dar uma voltinha, só paramos a noite para jantar.

Bem, como também não pudemos ver o Osorno, eu acho que vou ter que ir pro Chile de novo um dia pra fechar esses lugares que ficaram em aberto, né? A verdade é que essa região toda tem cerca de 200 dias de chuva no ano. Tem que ter muita sorte pra acertar o dia da viagem por lá e pegar tudo aberto e visível.

Na minha pesquisa tinha reservado meio dia ali pelo menos para conhecer um pouco da história do lugar, também de colonização alemã, e passear pela orla.

ILHA DE CHILOÉ

A Ilha de Chiloé é um lugar completamente mágico, e que fica a mais ou menos 2h30 de Puerto Montt. A maioria das pessoas que a visita, fica hospedada em Puerto Montt ou Puerto Varas e vai pra lá passar o dia, como nós fizemos.

Porém, eu te diria: vá pra ficar 1 ou até 2 dias hospedado na ilha! Vale a pena sim, é super lindo e eu me arrependi de não ter ficado mais um dia lá. Como o lugar é muito incrível e é uma ilha BEM grande, eu vou fazer um post completo dedicado a ela, falando de algumas cidades que visitamos lá e a pinguinera.

isla de chiloéSó pra ilustrar o que to falando de lá. Se você for só fazer a pinguinera, não vai ver isso aÍ!

A gente saiu por volta das 8h de Puerto Varas, visitamos primeiro a pinguinera e depois seguimos para Castro e outras cidades. Assim, é longe. Depois na volta, saímos de Castro, ainda paramos em mais 2 pontos rapidamente e voltamos pro continente. Saímos por volta das 19h de lá e chegamos em Puerto Montt para jantar umas 22h45. É, não é fraco. E tem a travessia de ferry no meio. Não me arrependi, porque pudemos aproveitar muito lá em Chiloé, mas vá preparado para estrada.

Mais sobre o Chile:

– Roteiro Chile: 17 dias de carro 

– Quanto custa viajar de carro pelo Chile

– Dirigir no Chile: tudo o que você precisa saber

– Vantagens e desvantagens de fazer uma viagem de carro pelo Chile

– O que fazer em Santiago

– Aluguel de carro no Chile

– Vinícolas no Chile: Viña Miguel Torres

– Vinícolas no Chile: Viña San Pedro 

– Vinícolas no Chile: Concha y Toro

– Museu de Colchagua em Santa Cruz, o maior museu privado do Chile 

– Onde de hospedar no Valle del Colchagua e o que fazer

– Parque Nacional 7 Tazas e onde se hospedar para visitá-lo

– Chillán no verão!

– O que fazer em Pucón, Villarica e região

– Onde se hospedar em Pucón: Glamping Pucón, único acampamento de luxo do Chile

– Onde se hospedar em Pucón: Hotel Boutique Casa Establo

Artesanato chileno: o que comprar de legal

Onde se hospedar em Puerto Varas

– Como chegar e o que fazer na Ilha de Chiloé

– Uma parada em Valdivia

– O que fazer na região de Malalcahuello e onde se hospedar

– Termas de Malleco e Parque Tolhuaca

– Saltos del Laja, um passeio gratuito no meio do Chile

– Valle Nevado no verão

– Dirigindo na montanha: Valle Nevado

– Quanto custa viajar para Santiago?

– Pega turista: restaurante giratório

Chile road trip

Comentários

comments

Leave a Reply