Onde se hospedar em Santiago: 4 opções testadas por nós (recomendadas… ou não!)

A gente tem mais de 30 posts do Chile aqui, e isso significa que a gente gosta muito de lá, não é mesmo? Os posts são relativos a 3 viagens que fizemos, eu e Mari, e como sempre a parada inicial é a capital, já temos algumas opções de onde se hospedar em Santiago pra indicar. Bora fazer um post compilando tudo, pra facilitar e também adicionar os 2 hotéis que fiquei na última viagem. Vem ver:

Alcala del Rio

O Alcala foi o 1º hotel que fiquei lá muitos anos atrás. Achei bacana porque ele ficava em uma área muito tranquila, nada de barulho e de fácil mobilidade pro resto da cidade, ali em Providência, umas das regiões mais indicadas mesmo para hospedagem. Lembro que na rua de trás tinham alguns lugares pra comer e mercadinho.

O quarto era bem espaçoso, o café era completo, tinha piscina e tudo. Achamos um bom preço e foi muito prático ficar ali. Eu contei mais detalhes dele neste post aqui.

Aqui o link direto para reservas e a localização do hotel no mapa:

*Ah, eu não tenho fotos desse hotel, porque ele é de uma época muito antes de eu sequer ter um blog e me preocupar com isso, hehe.

Ibis Providência

O Ibis é a opção barateza mais indicada e como o nome já diz, também nessa super região, Providência. O legal é que esse bairro é bem seguro, tranquilo, turístico e tem muitas opções e para todos os bolsos.

Hotel Santiago Ibis Providencia

O valor do Ibis é bem mais em conta do que os outros citados aqui, e convenhamos, se você é como a gente que viaja pra ficar o dia todo fora batendo perna, dá tranquilo pra pagar menos no hotel (contanto que ele seja limpinho e com uma boa caminha, ninguém é obrigado né?). Essa foi a opção preferida da Mari, e ela contou mais detalhes sobre o motivo neste post aqui.

Aqui o link direto para reserva e abaixo mapinha:

Hotel Tremo

Na última viagem no começo do ano, tivemos 2 momentos em Santiago e ficamos em 2 lugares diferentes. O primeiro, também no tal Providência (tô falando, é o melhor!), mas esse foi meio “enganação”.

hotel santiago

O Hotel Tremo é um hotel boutique, ou seja, ele é bem menor com quartos selecionados. Geralmente hotéis assim também tem um serviço diferenciado e mais vip, mas não achamos que foi o caso. Achamos o quarto HIPER pequeno, do tipo que ou cabiam as malas ou a gente andava no quarto, sem contar o café um pouco fraco. Veja, não é que dormimos mal ou que a rua era uma baderna e hotel sujo. Não foi isso. Apenas esperava mais.

onde se hospedar em santiago

Ele tinha um preço interessante, bem localizado, ainda que para estacionar em frente seja ruim e tivemos que parar mais longe, porém nem todo mundo está de carro em Santiago e isso não se faz exatamente um problema pra todos os viajantes, e serviu pra nossa estadia. Afinal, a gente fica o dia todo fora e o hotel tinha um banheiro limpo e uma cama confortável.

Sem contar que esse hotel fica a 1 quadra do Patio Bellavista (conto mais aqui), uma região excelente pra passear, pra escolher um bom restaurante, com opções para todos os bolsos, com lojinha… bem gostoso estar ali perto e poder fazer tudo a pé.

Aqui o link direto pra reservas, e o mapa de localização:

Sobre os 3 hotéis citados em Providêndia, olha como são todos muito perto um do outro, o que assina embaixo o que falei: ô região boa pra ficar e encontrar onde ficar!

Apart Hotel Ukun

Por último, uma opção diferente e que reservamos pelo Booking mesmo e não por sites como Airbnb: um apê todo nosso.

Precisávamos de um lugar para dormir na última noite da viagem de carro, antes de pegar o aéreo pro Brasil. A gente achou que podia ficar muito cansativo, e até perigoso de perder o voo, se não pegássemos essa noite. A viagem de carro retornava pra Santiago por volta de 17h, e os voos pra cá saíam a noite. Sabe prevenir é melhor que remediar? Então. vai que o roteiro atrasa e a gente não consegue chegar a tempo? Imprevistos de estrada né, pode acontecer.

Optamos então por chegar tranquilos em Santiago (e olha, a gente chegou por volta de 19h mesmo na cidade), dormir bem, descansar dos 17 dias viajando de carro, arrumar a mala com calma e sair a tarde passear um pouquinho antes de ir pro aeroporto.

No apê compramos comida e fizemos jantar + almoço do dia seguinte, algo que nos fez economizar MUITO, já que comida no Chile tá bem carinho. Nós também pudemos pagar em Reais pro dono, o que foi ótimo senão eu precisaria sair pra trocar dinheiro ainda! O dono foi super simpático, nos ajudou com as malas e nos recepcionou bem.

apartamento santiago

Por ser só uma noite, escolhemos algo pelo preço. Desta vez, ficamos na região mais central, pois nem sairíamos a pé por ali nem nada. Nós encontramos o Apart Hotel Ukun, e chegando lá descobri que váááários apês ali são para locação turística.

O apê é super confortável, tinha tudo: cozinha equipada, wifi, tv, cama, banheiro com toalhas e amenities. Ah, se você for de carro, tem opção de estacionamento por uma taxa extra, porém é bem irrisória e mais barata que qualquer outro estacionamento na cidade, haha. Ou seja, mesmo sendo um apartamento, ele tem facilidades de um hotel.

apart hotel santiago

Aqui está o link direto para este que ficamos e abaixo a localização no mapa. No link do booking tem várias formatações do apê, isso porque o dono tem vários apartamentos disponíveis no mesmo edifício.

Mais sobre o Chile:

– Roteiro Chile: 17 dias de carro 

– Quanto custa viajar de carro pelo Chile

– Dirigir no Chile: tudo o que você precisa saber

– O que fazer em Santiago

– Aluguel de carro no Chile

– Vinícolas no Chile: Viña Miguel Torres

– Vinícolas no Chile: Viña San Pedro 

– Vinícolas no Chile: Concha y Toro

– Museu de Colchagua em Santa Cruz, o maior museu privado do Chile 

– Onde de hospedar no Valle del Colchagua e o que fazer

– Parque Nacional 7 Tazas e onde se hospedar para visitá-lo

– Chillán no verão!

– O que fazer em Pucón, Villarica e região

– Onde se hospedar em Pucón: Glamping Pucón, único acampamento de luxo do Chile

– Onde se hospedar em Pucón: Hotel Boutique Casa Establo

– Artesanato chileno: o que comprar de legal

– O que fazer em Puerto Varas e região

– Onde se hospedar em Puerto Varas

– Como chegar e o que fazer na Ilha de Chiloé

– Uma parada em Valdivia

– O que fazer na região de Malalcahuello e onde se hospedar

– Termas de Malleco e Parque Tolhuaca

– Salto del Laja, passeio gratuito no meio do Chile

– Valle Nevado no verão

– Dirigindo na montanha: Valle Nevado

– Quanto custa viajar para Santiago?

– Pega turista: restaurante giratório

– Cajon del Maipo

– Viña del Mar e Valparaíso

Comentários

comments

Leave a Reply