Uma rápida visita a Pomerode

Já ouviu falar de Pomerode?? Eu só descobri quando fui a Blumenau e meus pais resolveram visitar esta cidadezinha, que fica entre Blumenau e Joinville. Pomerode tem apenas 26 mil habitantes, e assim como Blume (porque eu sou íntima, tá?), foi colonizada por alemães e poloneses e, consequentemente, também tem toda a arquitetura e referências destes povos.

A cidade é bem pequena como já falei e muito simpática. As ruas são super calmas e limpas, e vale a pena conhecer. Fica apenas a 33km de Blume e 80km de Joinville. Dá pra ir de carro ou de ônibus.

Pome (intimidade também) não tem muuuitos pontos turísticos não, dá pra dar uma volta básica por lá e se quiser ser mais ousado, tem umas charretes que fazem tipo um “city tour” histórico. Dá pra fazer voo de parapente também, segundo o site são “voos panorâmicos sobre Pomerode, apartir do Morro Azul. Serviço de traslado e resgate.


Aqui abaixo você vê o Portal Jorge Lacerda, de “entrada” da cidade. Ali tem umas lojinhas de artesanato local e quitutes catarinenses.

Não tirei mega fotos quando estive por lá, por isso coloquei esta meramente ilustrativa do nosso amigo Google.

* Vale comentar também que Pome foi uma das cidades atingidas pelas chuvas em SC. Espero que já estejam se recuperando, a cidade é muito bonita pra ser destruída assim!!


As incríveis ruínas de Pompeia

Todo mundo ficou sabendo mês passado que o tráfego aéreo da Europa ficou maluco por causa da erupção do vulcão Eyjafjallajokull (!), na Islândia, né? Lembrei daquela época em que vulcões estavam na moda em Hollywood… Vulcano, Inferno de Dante, eu morria de medo de começar a sair lava dos esgotos de São Paulo, do nada. As cinzas expelidas se propagaram por milhares de quilômetros, cobriram parte do continente, um absurdo! Reparem no mini avião em meio as cinzas. TENSO.

cinzas gigantes e aviãozinhoREUTERS/Lucas Jackson

Não sei se rola visitas nas proximidades desse vulcão, mas um passeio vulcânico bacana e não muito caro (se você já estiver por lá, claro) é visitar o sítio arqueológico de Pompeia, na Itália. Só pra situar, em 79AC o Vesúvio entrou em erupção monstruosamente e soterrou duas cidades próximas, Pompeia e Herculano, em metros e metros de lava, cinzas e pedras. Triste pra quem morava lá, o máximo para os arqueólogos que acharam uma cidade romana conservada pelo tempo.

visão panorâmica de pompeia

Para chegar lá é preciso ir até Napolis, de trem ou avião, e de lá pegar mais um trem, na Stazione Centrale.

Pela companhia Circumvesuviana existe uma opção direta pra lá, a Napoli-Sorrento, com parada em Pompei Scavi – Villa dei Misteri. É possível ir com outras linhas, mas com essa você para bem perto das entradas do sítio, com outras é preciso trocar de meio de transporte. Os trens partem a cada dez, quinze minutinhos, bem tranquilo, e a tarifa é de uns 3 euros.

Agora a parte ruim… o sul da Italia é uma baderna sem fim, as estações são uma loucura e a de Napoli não é exceção. É um caos. Se você estiver com malas, mochilas, mais um problema… em boa parte da Europa é tranquilo e barato deixá-las nas estações, em maleiros organizadinhos. Ali, não. Você vai se assustar, então já fique preparado. São 4 euros por mala nas primeiras 5 horas, 60 centesimi/hora cada hora adicional até a 12° hora… Seja como for, deixe-as em Napoli. Em Pompeia é pior ainda para guardar bagagem.

Tirando isso, é um passeio barato. O ingresso para um centro de escavações custa uns 10 euros, válido por um dia, ou você pode comprar o pacotão para os cinco sítios da região, por 20 euros, válido para três dias. Mas olha, tem que gostar muito de arqueologia para ir em todos… eu fui só no de Pompeia e já é bem cansativo, o lugar é enooooorme.

Dica de amiga: se você for no verão, leve sombrinha, protetor solar e água, muita água. Lá é super quente, abafado e quase não tem sombras. E só tem lugar para comprar água e comida nas extremidades do parque, então até achar uma barraquinha com água você já está mais do que passando mal!

Tirando esse detalhizinho técnico, é bem legal! Quem gosta de história fica tonto de tanta informação. Um fato que sempre repetem quando falando dessa erupção do Vesúvio é que a lava moldou os corpos de algumas pessoas conservou-os na posição em que morreram e os arqueólogos conseguiram reproduzir estátuas a partir disso. É um pouco macabro, mas né, todo mundo procura essas estatuas. Mas elas ficam meio escondidas, em um dos jardins perto do anfiteatro das fotos acima, na parte de baixo do sitio arqueológico.

Mais informações no site oficial.

Ouro Preto

Sempre quis conhecer Ouro Preto e as outras cidades históricas mineiras, e depois de um longo período de espera, fui pra lá ano passado! Depois eu vou falar mais sobre as outras cidades e da viagem em si, porque foi um pacote diferente e tal.

Achei a cidade uma gracinha, como diria nossa amiga Hebe, os mineiros super simpáticos e as ladeiras infinitas! As muitas igrejas são indescritíveis, os trabalhos em madeira de cada uma delas, o ouro, as riquezas… incontáveis. Foi a primeira cidade brasileira a ser declarada pela UNESCO, Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade, em 1980.

Estivemos na Nossa Senhora do Carmo, na São Francisco de Paula, na Santa Efigênia e na Matriz Nossa Senhora do Pilar. Além dessas três, dá pra visitar mais 14 igrejas! Imagina, uma mini cidade com 68 mil habitantes. E todas são cheias de significados e muitas com peças especiais da história do Brasil.

Fomos ao Museu Escola de Minas, antigo palácio dos governadores, e hoje abriga vários museus dentro: mineralogia, ciência e técnica, metalurgia, historia natural e o museu astronômico. Cuidado com os horários pra visitação, a casa funciona apenas até as 17h!

Também fomos ao Museu da Inconfidência. Muito legal e conta toda a história do Estado e do Brasil. Tem vários documentos da época da Inconfidência e também obras de Aleijadinho. O bilhete custa em torno de R$ 6, e este museu funciona até as 18h. É o maior prédio da praça central, e o museu Escola de Minas que falei logo acima, fica posicionado logo em frente, no começo da praça.

Quem puder, vá até o Pico do Itacolomi. Leva 4h pra subir, mais ou menos, mas a vista é linda, dá pra ver Ouro Preto e Mariana!

Lá em Ouro Preto, tem bastante feirinha e lojinhas de artesanato. O que mais tem por lá são as pedras preciosas. O preço não é muito diferente do que aqui, mas até vale a pena comprar alguma coisinha lá só pra ter aquele ar de “lembrança de viagem”. Hahaha. Tem também bastante coisa em pedra sabão, tudo o que é tipo de coisa no material, dá pra encontrar por lá.

Eu comprei umas caixinhas entalhadas bonitééérrimas, mas vou falar sobre elas em outro post mais em breve. Aguardem.

* Quando for até a cidade, seja legal com você mesmo e coloque um sapato confortável e leve bastante água. O clima é muito quente e as ladeiras são colossais! Dá até um frio na barriga de ver (eu pelo menos, gelei):

Guimarães e Braga – Portugal

Você já ouviu falar nestas duas cidadezinhas? Aposto que não. São duas mini cidades portuguesas que eu só descobri que existiam quando cheguei em Porto. Tanto Guimarães quanto Braga ficam a mais ou menos 40 minutos de viagem de Porto, e o trem até elas além de ser todo moderninho, custa 3 euros! Três! A um dia para cada uma basta, ou seja, não dá pra deixar de ir, né?

Guimarães é considerada o berço da nacionalidade portuguesa e é também uma das Sete Maravilhas de Portugal. A cidade conta com um castelo super legal, aberto para visitação, e dá pra ter uma vista da cidade toda.

Além do castelo, todo o centro velho é um burgo e a gente se sente na época medieval. Nessa parte tem lojinhas e alguns restaurantes interessantes.

Braga é a mais antiga cidade portuguesa e uma das cidades cristãs mais antigas do mundo. E assim como a cidade vizinha Guimarães, ela toda é um ponto turístico. Quando estive lá, pegamos tanta chuva que não pudemos ver muito da cidade, mas posso citar alguns bons museus por lá.

O Museu Regional de Arqueologia D. Diogo de Sousa e o Museu Pio XII possuem coleções arqueológicas. Já os museus Museu Pio XII, Tesouro Museu da Sé Catedral e Museu do Mosteiro de Tibães são mistos. O Palácio dos Biscaínhos é bastante interessante também, conta com móveis da da nobreza setecentista.

Além de todas as várias igrejas medievais e o centro histórico, e alguns belos jardins como este acima. A cidade é cheia deles, que dão um colorido especial à visita!

A 1ª vez em Roma

Vou começar a falar um pouquinho sobre essa cidade maluca, algumas coisas básicas por enquanto, porque tem muuuito o que falar de Roma.

Uma das cidades mais turísticas da Itália, Roma é sim um pequeno caos. Nada se compara a Napoli, mas é um caos. O movimento é enorme, tanto de carro quanto de pessoas. Eles dirigem feito loucos e nas calçadas é preciso tomar cuidado com a quantidade absurda de turistas frenéticos.

Um amigo romano me contou que em Roma a brincadeira é “colocar o pé na rua e começar o jogo de vida ou morte”, pois diferente das outras cidades italianas, lá os motoristas não param pra você atravessar, não respeitam regras e não sei como não vi acidentes de carro.

Os pontos turísticos lá são inúmeros, e por isso hoje só vou falar do Vaticano e da minha praça favorita lá.

Para entrar no museu do Vaticano, esperamos cerca de 2h na fila, e ela estava pequena ainda por cima! É um pouco caro para entrar, o bilhete inteiro custa 14 euros, mas dá pra abstrair porque vale a pena. O lugar é absurdo de lindo, cheio de obras famosas, jardins enormes e afrescos inacreditáveis.

A Capela Sistina é uma das coisas mais bonitas que já vi, e infelizmente não dá para tirar fotos lá dentro. Eles fiscalizam bastante e a capela fica lotada de turistas.

Agora, sobre minha praça favorita… é a Piazza Navona. É uma das mais importantes da cidade, e é nela que está a Fontana dei Quattro Fiumi, de Bernini. Lá estãolocalizados o Palazzo Pamphilj, propriedade da República Federativa do Brasil, sede da Embaixada Brasileira e da Missão Diplomática do Brasil para a Itália.

Mas não é por isso que me encantei pela praça. Quando fui estava um dia lindo de sol, tinha uma feirinha bonitinha, um carrossel (tá, esse não vale, porque tem carrossel em todas as cidades da Itália, haha) e achei super legal estar lá, passou uma sensação ótima!!

As fotos não ficaram bonitas??

1 307 308 309 310 311 314