Projeto Sabor em BH, por Thiago Khoury

A Anna pediu que eu falasse sobre Belo Horizonte, o lugar que independente da Copa será sempre minha cidade sede.

Bem, pensei muito sobre o que falar sobre BH, mas acabei concluindo que Belo Horizonte são muitas, não dá para ser pretencioso agora: escolhi falar sobre um lugar que conheço bem, a BH onde almoço de segunda a sexta, meu restaurante preferido em um bairro lindo chamado São Bento, onde nasci e moro.

Projeto Sabor

Quando o Projeto abriu ele era apenas uma quina com sucos, saladas e quatro mesas lado a lado. O Projeto Sabor foi crescendo para os lados e para cima, virou um dos almoços mais conhecidos da cidade e um dos restaurantes mais disputados no domingo.

O público é majoritariamente jovem, tem muita gente de escritórios e firmas próximas que desce para almoçar ali. É ponto de encontro para marombeiros durante a tarde e restaurante “charmosim” para casais e grupos de amigos em fim de noite.

fachada projeto sabor

Das 11:30 às 15:00 ele é self-service em uma casa panorâmica de dois andares de frente para a Consul Cadar, a principal avenida do São Bento, um bairro residencial na zona sul de Belo Horizonte.

Antes da segunda expansão, que trouxe o andar de cima, o restaurante já era famoso pelos grelhados, que tem o melhor custo benefício da cidade (e não sou só eu que penso assim): filé de boi, peixe e frango batem ponto de segunda a segunda, mas nos fins de semana e em alguns dias escolhidos você também encontra na grelha salmão e bife ancho.

Bem, o Projeto já não é mais uma casa de comida natural, é uma casa de comida saborosa: hoje vi que tinha feijoada, mas tinha também tilápia recheada com rúcula e tomate seco. Entendeu a pegada? É sempre uma mistura do que você comeria em casa com o que se pede nos restaurantes do Lourdes.

projeto sabor: balcão de buffet

Duas dicas que dou: não deixe de experimentar os sucos da casa e guarde espaço para a sobremesa. Na hora de pesar o prato você vai encontrar os três sucos de garrafinha do dia, que são sabores específicos por preços fixos e reduzidos.

projeto sabor: arroz branco, integral e com cogumelos

Todos os dias eles oferecem pelo menos três diferentes tipos de arroz. Na foto: branco, integral e risotto com cogumelos

Para pagar menos, torça para o “quatro sabores” e você terem escolhido o mesmo dia para estar ali: a mistura improvável, e doce, diga-se de passagem, de abacaxi, hortelã, guaraná e morango.

Nem sempre eles podem oferecer os mais de 20 sabores de suco durante o almoço porque a cozinha não comporta a demanda pelas misturas mais inusitadas, mas sei que tanto o “quatro sabores” quanto o refrescante limão com guaraná são servidos mesmo que não estejam entre os engarrafados do dia.

Ah, sim, dica número dois: as sobremesas são todas deliciosas, mas como gordo só faz gordice, fico sempre com a mais pesada, o bombom aberto de morango que geralmente termina muito antes das três da tarde.

projeto sabor sobremesas

Além das citadas no texto, tem bombom de avelã, mousse de limão com chocolate e mousse de maracujá, e também banana integral caramelizada e palha italiana

Projeto depois das três da tarde

Sai o self-service e entram os pratos, sucos e sanduíches a la carte da casa. Você monta um prato com grelhado ou sanduíche gourmet, seja frio ou seja quente, marcando as opções de recheio na comanda.

Como no almoço, os grelhados são todos deliciosos, mas se você quer a opinião do cliente marco zero de lá, vá de baguette de filé: além do pão e carne, acrescente mozarela, alface, cebola caramelizada e molho gorgonzola.

projeto sabor: comidas

Dica número três: os sanduíches “inteiros” servem duas pessoas, principalmente se o pão escolhido for baguette ou ciabatta.

Dica número quatro: eu sento sempre na última mesa, lá no fundo, do andar de cima, por volta do meio-dia. Senta comigo que a gente divide um suco juntos ;)

projeto sabor mezzanino

Projeto Sabor

Av. Consul Antonio Cadar, 197 | São Bento (31) 3342-1373 | De 11:30 às 23:00

Self-service de segunda a sexta, R$ 38,90/quilo. Sábado, domingos e feriados, R$ 50,90/quilo.

Para chegar no Projeto, entre no táxi e diga “São Bento, depois da Barragem. Na Av. Consul Cadar, em frente ao Pizzarela”, ou pegue o 8103 e diga ao trocador que você gostaria de descer na Consul Cadar.

Thiago Khoury é blogueiro, escreve sobre viagens internacionais no Rodei e é fã confesso de BH, sô!

Comentários

comments

3 Comments on Projeto Sabor em BH, por Thiago Khoury

  1. Paula
    27 de setembro de 2013 at 10:11 (4 anos ago)

    Pertinho de mim e nunca fui!

    Responder
  2. Fred
    30 de setembro de 2013 at 17:19 (4 anos ago)

    O Projeto Sabor é excelente! Os sanduíches são muito bem servidos e o preço é muito justo. Vou sempre.

    Responder
    • Anna
      Anna
      1 de outubro de 2013 at 8:03 (4 anos ago)

      Eu não conheço ainda, fiquei muito afim de conhecer depois do post do Thiago!!
      =D

      Responder

Leave a Reply