Quanto custa viajar de carro pelo Chile

Nesta categoria colocamos apenas uma base de preços, podendo estes variarem de acordo com o ano, tipo de viagem e preferências pessoais de cada viajante. Os dados contidos aqui são referentes à viagem feita por mim, com impressões e gastos pessoais. Lembre sempre que os valores sofrem variação também com o câmbio do dia.

————— x —————

VIAGEM CARRO

Ano da viagem: Dezembro 2017 a Janeiro 2018

Origem e destino: Curitiba – Santiago – Curitiba de avião. Santiago a Ilha de Chiloé e volta de carro.

Fomos de avião até Santiago porque não teríamos tempo de fazer tudinho de carro, como a viagem pra Argentina. Então pegamos aéreo daqui pra lá e lá locamos um carro por 17 dias.

Passagens: R$ 2.237,00 com taxas

Não foi a passagem pro Chile mais barata, e isso foi porque a gente se enrolou pra emitir. Dai babaus, acabou a tarifa mais econômica. E olha, o voo tava lotadaço mesmo, ida e volta!

quanto custa chile

Dias de estada: 17 dias

Chegamos no Chile dia 26 de Dezembro antes do almoço e saímos dia 12 às 00h. Deu pra aproveitar mesmo os 17 dias do roteiro, sem perder tempo nessa coisa de chegada e saída. Aqui tem post com o roteiro completíssimo!

 Tipo de viagem: moderada

O Chile está caro, isso é um fato. Está caro pra nós, está caro pra eles e está caro até para europeus que encontramos na viagem e disseram que concordam com os preços salgados. A gente tentou ser econômico E fazer a maioria dos passeios ainda. Foram poucos que deixamos de fazer pelo custo benefício, e algumas vezes optamos por cozinhar em casa quando dava ou lanche rápido tipo Mc e Subway, totalmente por conta do preço mesmo. Não foi uma viagem de luxos, mas também com poucas privações, realmente escolhidas.

Locação do carro: R$ 1.693,00

A gente conseguiu um desconto super bacana com o pessoal da Chilean Rent a Car. Como já tínhamos locado com eles em outra ocasião, gostamos do serviço e tínhamos contado aqui, eles ficaram super felizes da gente ter voltado a procurar a empresa, e por isso fizeram um preço especial. Eu vou deixar contabilizado na conta esse valor, mas o normal para o carro da categoria que pegamos (simples com ar condicionado), gira em torno de R$ 2.285.

chile roteiro viagem

Gasolina, pedágios e estacionamentos: R$ 1.467,00

Gasolina é um troço caro lá. O litro está na base dos R$ 5 e nós rodamos quase 3000km. Pegamos um Nissan Swift, que fazia 19km/L e isso foi essencial, vide este post.

Os pedágios são ok, não muito baratos, mas não tem muitos pelo menos. Não achei que isso tenha pesado no orçamento. Além disso, aqui estão contabilizados os estacionamentos, e lá isso foi uma surpresa. Para parar na rua por 2h, você acaba gastando na casa dos R$ 10-12!! Na rua! Nessa conta, R$ 87 foram só desses pagamentos de rua. Não pagamos nenhum estacionamento privado, só no hotel do último dia mesmo. Pesada essa parte do carro, fato.

Hospedagem: R$ 3.024,00 (quartos duplos)

Essa foi uma parte que não economizamos muito mesmo. Não estou mais no clima de hostel de galera e banheiro compartilhado, e também não tava afim de pegar cama ruim igual alguns hotéis que pegamos na viagem pela Argentina e Uruguai. Tentamos buscar lugares legais e bem diferentes para dormir legal, descansar e ter experiências novas.

Exemplo foi o único acampamento de luxo do Chile, que claramente não é tão barato; o hotel Boutique Casa Establo e o hotel domo, em Puerto Varas. Todas opções novas para nós e que renderam excelentes histórias.

chile quanto custa

Economizamos mais em Santiago, onde não fomos atrás das melhores opções mesmo e locamos apartamento, em Malalcahuello, Talca e Curicó também optamos por hotéis mais em conta. De qualquer forma, acho que esse valor é algo bem bom para você se basear. Se pegar tudo mais econômico, vai gastar um pouco menos do que isso.

Alimentação: R$ 1.512,00 (por pessoa)

Se pensar nessa base de gasto total, em 17 dias com 2 refeições por dia (almoço e jantar, sem contar na divisão algum lanche, sorvete, etc), dá na casa de R$ 44 por refeição. Caro? Sim, caro. Isso que nessa parte nós não chegamos nem perto dos melhores restaurantes! Era do básico pro lanche rápido e algumas refeições em casa.

Não abusamos de alcoólicos, pelo contrário. Era sempre ou refri ou suco, sendo que em apenas 3 refeições tomamos uma cerveja local. Vale lembrar que uma lata de refrigerante custa na casa de R$ 10 (pagamos R$ 9 e R$ 12 também nelas).

comida chile

Muitos lugares oferecem um valor fixo para entrada, prato principal, sobremesa e suco. Esses menus ficam mais ou menos por seus R$ 45 e sim, é bem servido. A coisa é que em muitos lugares esse menu vale mais a pena do que pedir um pratinho separado, mas ao mesmo tempo, nem sempre a gente tá afim de comer tanto. Achei uma coisa meio boa e ruim ao mesmo tempo sabe? Podia ter gastado menos algumas vezes se tivesse opções “soltas” e mais econômicas.

Lanche rápido estilo Subway e Mc Donalds custam por volta de R$ 12-15, que já fica bem mais em conta. Pena que não rola todo dia, né?

 Passeios: R$ 365,00 (por pessoa)

Praticamente todos os parques que visitamos, são pagos. Não vou afirmar que 100% foram pagos, porque teve Salto del Laja que era free. O resto é cuidado pela Conaf e as entradas variam entre 1.500 e 4.000 pesos por pessoa. Isso te dá acesso livre a eles e pode entrar e sair sem problema no mesmo dia.

Em Santiago, todos os museus que visitamos, eram gratuitos. Lá pagamos apenas para visitar o Cerro San Cristobal. Já o Museu de Colchagua, o Museu Alemão em Frutillar e o Museu de Valdivia, todos pagos. Nos respectivos posts tem os valores certinho.

chile quanto custa

Aí aquilo né, ir até lá visitar parques e não entrar… aí não dá. Nós ainda que pulamos as visitas às termas, que geralmente custam na casa dos R$ 100 e 2 parques na região de Malalcahuello por conta das trilhas pesadas.

Aqui não estão inclusas as visitas guiadas nas vinícolas, pois fomos convidados pelas mesmas. O valor de cada visita em vinícola custa entre R$ 50 e R$ 100, dependendo da vinícola e do estilo de passeio. E lá no Chile tem MUITA opção, então você pode escolher uma ou algumas… ou nenhuma, e ter uma base melhor aqui.

Compras: R$ 650,00

Essa parte é super relativa né? Varia bastante de pessoa pra pessoa. Eu gastei além do normal porque comprei uma coisinha mais cara pros meus pais e também trouxe 2 vinhos incríveis.

artesanato chile

Trouxe bastante coisinha de Pucón, alguns ímãs, chá diferentes, produtos de lã quentinha. Na verdade, não foi “nossa, quantas coisas”, é a questão do preço mesmo, que já falei nesse post que o peso chileno está sim salgadinho.

Total da viagem: R$ 7.856,00 (por pessoa)

Aqui dividi por 2 os custos de hotel e gastos do carro. Se for pensar, se estiverem em 4 pessoas, os custos do carro já fazem baixar pra R$ 7.000,00. Pensando em não comprar nada e pegar hostels, já dá pra baixar mais uns R$ 1.000 ou R$ 1.500, dependendo da categoria dos hotéis.

Relembrando que estes valores são aproximados e arredondados, com base no câmbio que pagamos (R$ 0,0059/peso) e com o desconto que conseguimos na locação do carro.

roteiro chile

  

Mais sobre o Chile:

– Roteiro Chile: 17 dias de carro 

– Quanto custa viajar de carro pelo Chile

– Dirigir no Chile: tudo o que você precisa saber

– Vantagens e desvantagens de fazer uma viagem de carro pelo Chile

– O que fazer em Santiago

– Aluguel de carro no Chile

– Vinícolas no Chile: Viña Miguel Torres

– Vinícolas no Chile: Viña San Pedro 

– Vinícolas no Chile: Concha y Toro

– Museu de Colchagua em Santa Cruz, o maior museu privado do Chile 

– Onde de hospedar no Valle del Colchagua e o que fazer

– Parque Nacional 7 Tazas e onde se hospedar para visitá-lo

– Chillán no verão!

– O que fazer em Pucón, Villarica e região

– Onde se hospedar em Pucón: Glamping Pucón, único acampamento de luxo do Chile

– Onde se hospedar em Pucón: Hotel Boutique Casa Establo

– Artesanato chileno: o que comprar de legal

– O que fazer em Puerto Varas e região

– Onde se hospedar em Puerto Varas

– Como chegar e o que fazer na Ilha de Chiloé

– Uma parada em Valdivia

– O que fazer na região de Malalcahuello e onde se hospedar

– Termas de Malleco e Parque Tolhuaca

– Salto del Laja, passeio gratuito no meio do Chile

– Valle Nevado no verão

– Dirigindo na montanha: Valle Nevado

– Quanto custa viajar para Santiago?

– Pega turista: restaurante giratório

– Cajon del Maipo – Viña del Mar e Valparaíso

– Ibis Providencia

– Hotel em Santiago: Hotel Alcala del Rio

Chile road trip

Comentários

comments

Leave a Reply