Recomendações para uma viagem aos Lençóis Maranhenses

Vocês acompanharam a minha viagem pros Lençóis Maranhenses aqui pelo blog e pelas redes sociais, e além de querer indicar pra todo mundo ir (porque vale a pena até a última gota), tem coisas que eu queria ter lido/sabido antes de me debandar pra lá e ninguém me disse.

Então montei um pequeno post com algumas recomendações do que levar e do que esperar. Sem querer, essas pequenas coisas podem mudar totalmente sua viagem e te deixam mais preparado pra aproveitar 100%.

Água

Antes de sair pra qualquer passeio, leve água. Não uma, nem duas, pode levar mais. O bom é que é bem baratinho, cheguei a pagar R$ 1,50 na garrafinha de 500ml. Elas vão te salvar, e naquele calor, é meio que obrigatório. Então já saiba que vai precisar de espaço na mochila para isso.

lençóis maranhenses

Coluna

Se você tem problema de coluna ou pescoço, é bem provável que sofra um pouco. Não estou dizendo que não dá pra ir, estou alertando que os trajetos são todos feitos em Toyotas adaptados com bancos atrás e é tudo por areia e dunas, ou seja, não é uma rua lisinha. É quase um rally, e não são 10 minutinhos, é 1h aqui, 1h ali…

Neste post aparece bem como é o sacolejo todo. Então já sabe, problema na coluna: talvez tenha que repensar esse destino.

Preparo Físico

É, cansa. Subir duna é pesado, a cada 2 passos você desce um e a panturrilha começa a queimar. É duna atrás de duna, não é terreno liso e nem firme, então é exercício pra caramba! Não precisa ser o rei da academia, mas é bom ter uma afinidade com atividade física pra aguentar o tranco e poder apreciar toda a vista.

São vários grupos que vão até os Lençóis e um monte de gente vai ficando pelo caminho. Não que seja necessariamente ruim ficar sentado na beira de uma lagoa tomando sol, se refrescando e coisa e tal, mas tem muitos outros pontos lindos mais pra frente.

Se você achar que não vai conseguir fazer 1 passeio desses por dia (porque é assim mesmo), pode estender a viagem e intercalar com outros passeios, ou relaxar dia sim dia não. É uma opção também, não precisa desistir da viagem.

Dorflex ou semelhante

Leve na mala pra de noite. Ele ajuda a melhorar o cansaço e a dor dos passeios do dia. Eu nem me toquei de levar, mas por sorte o Jr tinha na mala. Foi essencial, porque já no fim do 1º dia voltei pro carro/rally já com a certeza que não iria andar no dia seguinte. Por sorte, sobrevivi e subi mais dunas depois, hehe.

Dinheiro

Essa é uma viagem cara. Todo passeio custa no mínimo seus R$ 50, cada transfer também. As cidades tem transporte público precário e você vai acabar usando táxi e mais táxi. Nas pequenas praias não tem opção de comida variada, tem pouca coisa e os valores são altos pra quem quer economizar.

Além disso, é importante colocar aqui que você precisa levar dinheiro e não deixar tudo no cartão. As cidades são pequenas e afastadas, outras são vilas de pescadores e não tem sinal pra cartão. Às vezes tem, mas é aquela lerdeza pro sinal, tem que ficar com a máquina apontando pra um ponto específico e pode demorar mais do que você quer esperar. Melhor ter em mãos e pagar logo.

O que carregar

No começo falei que você vai carregar sempre 2 águas né? Então, junto a isso leve muito protetor solar, câmera fotográfica, celular (porque você vai querer postar tudo na hora que eu sei), um lanchinho é uma boa também porque é bastante exercício no caminho e só! É o básico do básico mesmo, porque não rola levar trilhões de coisas pra subir dunas. Se quiser diminuir mais ainda: água e câmera. Tá perfeito assim já!

Fotos

Pode levar muitos filmes pra sua máquina, hehe. Brincadeira a parte, leve um bom cartão de memória, leve 2 ou 3 inclusive. Leve mais de uma câmera e não esqueça o carregador, pois você vai precisar muito disso tudo. Cada grão de areia é uma foto, e lá tem muuuitos grãos de areia. Melhor garantir.

lençóis maranhenses

Outros posts sobre Maranhão:

– Um pouco sobre São Luís e o que fazer por lá

– Onde ficar em São Luís: Holiday Inn

– Mercado do Peixe: Um restaurante para experimentar em São Luís

– Barreirinhas: como é, onde ficar e onde comer

– Lençóis Maranhenses, a coisa mais linda que vi até hoje!

– Passeio pelo Rio Preguiças e pequenos povoados no Maranhão

Atins: o pequeno povoado para prestar atenção no Brasil

Comentários

comments

Leave a Reply