Top 3: Edifícios

Fazia tempo que eu queria fazer um Top3 de edifícios. Foi bastante difícil fazer essa seleção e talvez o mais adequado fosse separá-los por estilos de arquitetura, mas resolvi pensar de uma maneira mais ampla e aceitar o desafio vendo pelo lado artístico da coisa. Quem sabe depois eu possar fazer um novo Top 3 de edifícios esquecendo um pouco o lado artístico e considerando os desafios da engenharia. Vale lembrar que o Top 3 envolve apenas edifícios de lugares que eu conheço, então as opções são limitadas e eu sei que podem existir edifícios mais interessantes que esses espalhados por aí. É sempre uma desculpa para continuar viajando…

Agora chega de explicações e vamos ver a minha seleção:

Viena e sua arquitetura: quem resiste? Os museus de História Natural (02) e de História da Arte (03) estão localizados frente a frente na praça Maria-Theresien, entre o Museums Quartier (01) e o complexo Hofburg (04).

Essa região é a minha preferida da cidade e acredito que seja também a preferida da maioria das pessoas que gosta de Viena, pois não há como não se impressionar com tanta imponência. Os detalhes da arquitetura e a beleza dos jardins são de encher os olhos.

Já gastei algumas horas passeando em círculos nessa região. Eu sou extremamente apaixonada e espero muito que quem for visitar Viena possa sentir o mesmo, pois aqui não pesa só a pomposidade dos museus, mas também as sensações que o lugar proporciona.

Como toda fã do Oscar Niemeyer, sou suspeita para falar qualquer coisa a respeito das obras dele e essa escolha é muito mais suspeita ainda por se tratar de um museu com uma vista espetacular para a minha cidade preferida.

O Museu de Arte Contemporânea de Niterói é a própria arte contemporânea. Tem que ver para crer. Já falei desse museu aqui. Vale o clique ;)

Quando eu parei na frente da prefeitura de Munique foi uma daquelas típicas cenas de erguer o pescoço até terminar de boca aberta olhando para o alto da torre principal com os seus 85 metros de altura.

Por estar localizada na Marienplatz, a praça central principal de Munique, é uma região bastante movimentada e fica mais movimentada ainda às 11h, 12h e 17h, horários nos quais o famoso Glockenspiel começa a tocar e atrair turistas de todos os cantos para ver os bonecos encenando batalhas e danças sobre a história de Munique.

(Imagem: http://www.destination-munich.com)

Na Marienplatz tem uma central de informações turísticas, lojinhas de souvenir, restaurantes, arte de rua e lojas de roupas típicas alemãs. Enfim, tem bastante entretenimento nas redondezas e de quase todos os lugares por ali é possível sempre ver a Rathaus. Uma das coisas que deu um charme especial ao conjunto da obra foram as floreiras, que geralmente não vemos na arquitetura neogótica.

Para ter aquela vista da Rathaus da primeira foto tem que subir mais de 300 degraus da Peterskirche, mas vale muito a pena, principalmente para poder ver Munique do alto.

Gostaram da minha seleção? Esse Top3 pode estar em constante mudança, pois acredito que a medida que eu vá conhecendo novos lugares esses possam ir perdendo espaço. E o Top3 de vocês, qual é? Conta pra gente!

Comentários

comments

1Pingbacks & Trackbacks on Top 3: Edifícios

Leave a Reply