Trilha do Rio do Boi

Quando chegamos no Pedra Afiada, fomos ver os passeios sugeridos. Lá eles já te dizem o que é leve, o que é pesado e se dá pra você fazer ou não. A Trilha do Rio do Boi é pesada, bem pesada… e está entre as 10 mais difíceis do Brasil segundo eles (não achei o ranking, então não sei dizer mais sobre isso). Ok, obviamente gelamos e ficamos com medo de fazer. E se não aguentássemos?

Bom, depois de fazer a trilha do Itaimbezinho, nosso guia – que seria o mesmo pra do Rio do Boi – disse que a gente TINHA que fazer essa trilha, que nós conseguiríamos. Meio receosos, aceitamos o desafio e fomos!

trilha rio do boi

A trilha do Rio do Boi passa no meio do canion de Itaimbé, pelo rio Pavão. Explico: o nome do rio é Pavão, mas como o pessoal sempre encontrava restos de bois no caminho, foi apelidada de Rio do Boi. E sim, os boizinhos pastavam em cima do canion e sem noção do perigo, chegavam bem perto da bairada. Pimba! Caíam. Taí o nome.

Antes de mais nada, escolha bem com quem você vai fazer a trilha. Ela é perigosa, é no meio de pedras, tem rio e todo cuidado é necessário. O pessoal do Pedra Afiada é o único que obriga a utilização de capacete. Como eles dizem “se você quebrar a perna ok, sobrevive, mas se bater a cabeça…”. Além disso eles dão uma proteção para as pernas, para evitar picada de bicho e também arranhões.

trilha rio do boi

Mas voltando à trilha, ela de fato é super pesada. Começa com 1h de caminhada pesada no meio da mata. É muito quente, tem bicho, tem subida, tem descida, tem rio, tem barro. Fiz um videozinho de uma parte dela:

Não sei porque esse vídeo ficou meio pixelado. Tentei de tudo que é jeito e não melhorou.

aranha trilha rio do boi

Aí ó, a aranha gigante e assassina!

Depois dessa parte é que realmente começa a trilha no rio. Tem gente que já fica por ali de boa, pois não aguenta mais, e o pior trecho só começa agora. São mais 2h de caminhada intensa em pedras – não pedrinha, PEDRAS enormes – e com passagens atravessando o rio.

trilha do rio do boi

É difícil fotografar e filmar esse passeio pois usamos as mãos o tempo todo para nos apoiarmos nas pedras. Além disso, várias vezes atravessamos o rio, todos de mãos dadas pois é perigoso, tem correnteza e pedras embaixo, claro.

O passeio é incrível, algo único, vista maravilhosa de dentro dos canions, cachoeiras… e vale cada minuto de esforço. Tem apenas uma parada para o almoço e depois já voltamos. Não dá pra se enrolar muito lá dentro, se o rio subir a coisa pega.

A parada final é essa aqui ó, uma cachoeira:

Eu nunca fiz trilha nem ecoturismo forte assim, mas adorei demais o passeio. Não precisa ter treino específico de trilha pra fazer, mas tem que ter o mínimo de preparo físico. No fim são 6h de caminhada pesada e se você é sedentário, provavelmente não conseguirá fazer o passeio completo. Não por nada, é apenas um fato. Os guias também não liberam sua ida pro segundo trecho se não mantiver um bom ritmo no começo. Lá dentro não tem como ninguém carregar ninguém mesmo.

O que achei legal é que o instinto bomba nessa hora, e seu corpo não sente o cansaço, nem tanta sede, nem frio, nem calor, nem vontade de fazer xixi (pelo menos eu não senti nada!), só quando chega na reta final que o corpo responde e você sente o trabalho físico.

A trilha do Rio do Boi acontece o ano todo, mas eu não recomendo fazer no inverno. Veja bem, lá faz bastante frio e tem várias passagens no meio do rio com água até a cintura. Já deu pra imaginar né? Andar com o corpo molhado no frio é mais difícil. No verão ela é ótima, porque vai refrescando e seca bem rapidinho. Fica a dica aí, se você é friorento, escolha fazer no verão.

trilha rio do boi

Nosso guia!

Comentários

comments

10 Comments on Trilha do Rio do Boi

  1. Anna
    Anna
    15 de janeiro de 2014 at 10:45 (4 anos ago)

    OI

    Responder
    • Mariana
      Mariana
      15 de janeiro de 2014 at 11:06 (4 anos ago)

      dãr

      Responder
  2. Jonathan
    15 de janeiro de 2014 at 11:12 (4 anos ago)

    Véi, que que é aquela aranha ali? Tasqueopariu!

    Gostei demais do post Anna, trilha incluida na minha lista “to do”

    beijo,
    Jonathan Padua

    Responder
    • Anna
      Anna
      15 de janeiro de 2014 at 11:14 (4 anos ago)

      Cara e tá ligado que só eu vi essa aranha?
      Tinham passado e ninguém viu.
      É meu instinto de MEDO DE ARANHA. hahahah

      E você vai AMAR a trilha. Super recomendo. =*

      Responder
  3. Erick Stengrat (@mydest_anywhere)
    15 de janeiro de 2014 at 11:16 (4 anos ago)

    Eu curto bastante fazer trilha e agora esta estará na minha bucket list. O negócio do capacete faz sentido, mas não deve ser muito legal quebrar a perna no final da trilha e ainda ter que voltar tudo…

    Beijos,
    Erick Stengrat

    Responder
    • Anna
      Anna
      15 de janeiro de 2014 at 11:18 (4 anos ago)

      HHAHAHAHA não é legal quebrar a perna em lugar nenhum né!?

      Responder
  4. jr
    15 de janeiro de 2014 at 11:26 (4 anos ago)

    Animal!!!

    Quero muito fazer esta trilha… mandou bem!!!

    Responder
  5. Giovanni
    14 de abril de 2014 at 17:17 (4 anos ago)

    olá, gostei do seu artigo, estarei indo pra Cambará agora na páscoa e irei fazer a Trilha do rio do Boi. e gostaria de saber qual o valores que os guias cobram para fazer o passeio….

    Responder
    • Anna
      Anna
      15 de abril de 2014 at 8:41 (4 anos ago)

      Oi Giovanni.

      Os valores variam de acordo com as pousadas, com o número de pessoas, se vai de carro próprio ou não. Para saber melhor, é indicado falar com a pousada que você ficará.
      Mas em geral custa em torno de R$ 80 por pessoa.

      Até mais e boa trilha!! (espero que não esteja muito frio!)

      Responder

Leave a Reply