Um passeio por Brera, em Milão

Grande parte das cidades italianas são pequenas, e Milão apesar de cheia de gente, de coisas acontecendo e de ser um dos grandes centros europeus, também é pequenininha. Pequena porque dá pra fazer tudo a pé por lá, dá pra dividir a cidade em regiões e conhecer com calma cada ruela.

Esses dias falei aqui sobre um tour por Zona Naviglio e Tortona, duas áreas cheias de design e bons restôs pro aperitivo típico. Do outro lado disso tudo, do outro lado do Duomo fica a região de Brera, também com design mas com muito mais foco em arte. O que eu acho legal em Milão é que as zonas são mais ou menos divididas por segmento, o que fica mais fácil de separar pra passear, escolher onde realmente quer conhecer e melhor ainda pra quem precisa comprar coisas específicas (isso mais pra quem vai morar na cidade).

A região de Brera é a mais artística, boêmia da cidade e isso não é a toa. É ali que fica a Pincoteca (que eu falei aqui), uma das melhores escolas de artes do país. Então é normal que ao redor apareçam várias lojas com artigos de pintura/escultura/etc e galerias de arte, lojas de decoração moderna…

É uma delícia passear por ali, acho uma das partes mais “italianas” da cidade, já que o bairro é tradicional e fica cheio de gente bacana, moderninha, transpirando arte. Outra coisa bacana é que é uma região para pedestres, apenas moradores entram de carro ali, ou seja, muita bici!

brera milão

Eles agora atualizaram o nome da região para Brera Design District, muito mais pomposo. Espalharam bandeirinhas por tudo e achei que deu uma cor legal:

brera district

A Pinacoteca fica na Via Brera e ali fica o maior agito da região. Sim tem um monte de estudantes por ali e sim, tem um monte de bares por perto. De noite aquilo ali bomba de uma forma, que fica difícil passar pelas ruas. É mamma mia pra cá, é ragazza pra lá, ragazzo acolá…

mapa brera district

Não deixe de:

1. tomar sorvete (Amorino é a dica aqui);

moschino brera*troco tudo por uma casquinha*

2. entrar na Pinacoteca para ver grandes obras em um dos museus mais tops da cidade e o prédio histórico (no fundo ainda tem o Orto Botanico que é bem bacana e gratuito);

3. visitar várias lojas e galerias para respirar toda aquela arte;

4. ficar para um aperitivo no meio da rua. Aqui a lista completa dos bares da região.

No nosso guia Milão você encontra mais um montão de dicas da cidade. Aproveita, é gratuito!

Comentários

comments

Leave a Reply