Como se locomover em Veneza: Vaporetto

Veneza é uma cidade que, além de lindíssima, é cheia de particularidades.

Por ser formada basicamente de canais e rios, ao invés de ruas, a cidade sofre com enchentes com certa frequência. Até alguns anos atrás eles ainda usavam sirenes da época da segunda guerra para avisar a população de ameaças de enchente. A partir de 2007 o sistema foi atualizado e, além do alerta geral, ainda se é comunicado a intensidade da acqua alta. De um a quatro tons indicam o nível da água – quando mais agudos, mais alta a maré. Então se você ouvir uma sirene rolando solta por Veneza, melhor encurta o passeio!

Outra particularidade dos rios é o meio de transporte – os vaporettos (isso em plural em português, em italiano seria vaporetti). A circulação é bem simples, com os pontos de parada ao longo dos canais principais. Nesse site você consegue ter uma noção melhor das rotas e caminhos a serem feitos. Para quem está hospedado na ilha principal, as linhas mais úteis são a 1 e a 2. As linhas 41 e 42 circulam a ilha principal e vão até Murano, outra atração turística de Veneza.

A tarifa para um único bilhete é absurda, custa por volta de 6,5 euros, e você pode tomar mais de um vaporetto, na mesma direção, durante uma hora.

Para quem vai ficar um pouco mais na cidade, vale a pena comprar o Tourist Travel Card. Ele serve para todos os ônibus e vaporettos, em qualquer sentido. Ele é vendido na rodoviária e outros pontos turisticos/posto de auxilio ao turista, e você paga por tempo de uso:

  • 12 horas – 16,00 €
  • 24 horas – 18,00 €
  • 36 horas – 23,00 €
  • 48 horas – 28,00 €
  • 72 horas – 33,00 €
  • 7 dias – 50,00 €

Se você tem entre 14 e 29 anos, pode comprar o Three-day Young Person’s Travel Card, que é válido para (obvio) 3 dias e custa 18 €. MAS você tem que antes comprar o RollingVENICE Card, da Hello Venice, por 4 €. De qualquer forma sai bem mais em conta!

Eu imaginava barcos bem menores e mais simples do que eles são. É bom tomar cuidado ao entrar e sair, porque o piso é fica escorregadio. Sentar nem sempre é uma opção, já que eles costumam estar bem cheios e não são muitas as cadeiras, mas né, você está em Veneza! Aproveite a vista!

seguro viagem

Saiba mais sobre o seguro viagem aqui.

Comentários

comments

3Pingbacks & Trackbacks on Como se locomover em Veneza: Vaporetto

  1. Momento Nostalgia « Finestrino
    24 de novembro de 2010 at 9:35 (9 anos ago)

    […] como não se impressionar com a arquitetura, com os canais e os vaporettos, com a água tomando conta de tudo, com as máscaras, com a língua, com os objetos de Murano, com […]

    Responder
  2. Momento Nostalgia | FINESTRINO
    2 de junho de 2011 at 9:17 (8 anos ago)

    […] como não se impressionar com a arquitetura, com os canais e os vaporettos, com a água tomando conta de tudo, com as máscaras, com a língua, com os objetos de Murano, com […]

    Responder
  3. Conhecendo cidades em 3 dias | FINESTRINO
    30 de junho de 2011 at 16:16 (8 anos ago)

    […] Ahhh essa belezinha de cidade… três dias está ótimo de tamanho. Aliás, um final de semana já basta pra conhecer a ilha. Em dois dias você consegue se maravilhar com a Piazza San Marco, com a Igreja di San Marco, com o Campanário, com a Ponte Rialto, com a Ponte dos Suspiros, dar uma volta de gôndola e visitar algum museu. Sem contar as visitas às lojas de máscaras e se locomover usando os Vaporettos. […]

    Responder

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.