Vídeo de sábado: do Brasil à Angola com Marcelo D2

Desde que me entendo por gente, sou apaixonada pelo trabalho do Marcelo D2. Acho ele um artista bem completo, mas infelizmente algumas pessoas ainda preferem continuar apenas achando que ele é um maconheiro que canta música de maloqueiro. Se você quiser deixar esse rótulo de lado, te convido para assistir dois clipes muito ricos culturalmente.

O primeiro, e meu favorito, o “Está Chegando a Hora (Abre Alas)” é uma homenagem a linda cultura brasileira. A diretora pode explicar sobre o clipe melhor do que eu: Retratamos um outro Brasil, um outro carnaval (não aquele que é exportado pro exterior), com personagens que estão presentes na cultura mas nem sempre sob os holofotes. Temos o maracatu (filmamos no grande evento do domingo de carnaval na casa do Mestre Salustiano), os bate-bolas (Clovis), o J. Borges (mestre da literatura de cordel), o Galo da Madrugada (com Alceu Valença, Luis Melodia e Dominguinhos), o bloco na Av. Rio Branco do Cacique de Ramos. Transitamos por esses mundos que tanto nos inspiraram para captar a essência da nossa folia”.

O outro clipe que queria mostrar, “Você Diz Que O Amor Não Dói”, foi filmado em Angola e também vou usar as palavras da diretora para descrevê-lo: “Filmar o clipe em Angola foi uma daquelas ideias que dão início a uma jornada épica. Estávamos procurando um grupo de crianças pra cantar o refrão, e no ‘flow’ da viagem, encontramos elas lá. Nossa viagem de 3 dias rendeu muito mais do que imaginávamos e a filmagem seguiu a ideologia do jazz, prestando atenção na beleza que nos rodeava e na espontaneidade do momento. Como disse o grande pianista e compositor Bill Evans:
‘[No jazz] você foca toda sua energia no momento, evocando sua intelectualidade, energia física e sensibilidade estética e mistura tudo naquele exato momento’.
Angola foi tudo isso.”

 

Espero que tenham gostado e tenham visto a mesma beleza que eu vi ;)

Comentários

comments

Leave a Reply