Caminho do Vinho e Colônia Murici em São José dos Pinhais

Eu já tinha ouvido falar desse passeio e também já tinha passado meio perto, mas ainda não tinha conseguido fazer o Caminho do Vinho, em São José dos Pinhais. Pra quem não sabe, São José é uma cidade aqui coladinha à Curitiba, inclusive onde fica o nosso aeroporto. Então era vergonhoso eu ainda não ter feito né?

O passeio é relativamente novo, tem cerca de 15 anos, que foi quando todas as vinícolas, restaurantes e cafés coloniais começaram a realmente se organizar, se legalizar e criaram esse roteiro. Hoje o Caminho do Vinho conta com 9 vinícolas, 9 restaurantes e 4 cafés coloniais.

caminho do vinho ônibus

A região é cheia de italianos, que antigamente tinham suas vinícolas em casa e faziam seus vinhos para consumo próprio, vendendo 1 ou 2 garrafas… aquela coisa bem tranquila e sem intuito comercial mesmo. Até que um pessoal começou a se organizar e percebeu o potencial turístico da região e pimba! Montaram o roteiro. O nome “Caminho do Vinho” é registrado, é comprado e totalmente deles (isso tudo tem uma história, mas não vou falar aqui pra não dar spoiler do passeio, claramente).

O Caminho do Vinho é uma pequena região em São José – uma rua principal e algumas que cortam – cheeeeia de restaurantes, cafés, chácaras e vinícolas, tudo feito ali. Nós pegamos o tour com ônibus do local, que custa R$ 20 e leva por tudo, com uma guia super simpática e a caráter contando TUDO da história local. É bem bacana, bem completo e super interessante saber da história de parte da sua cidade. Tem muita coisa curiosa pra ouvir no passeio.

No dia que fizemos, estávamos apenas em 6 pessoas (tem dia que lota e vão de cara 2 ônibus!) e a guia fez um passeio diferente, tendo em vista a vontade do grupinho. Para nós isso foi incrível, porque logo ao lado do Caminho do Vinho, que é de italianos, tem a Colônia Murici, dos poloneses, e nós pudemos conhecer as duas! Nunca imaginei que tinham essas coisas ali, muito alienada!

Começamos o passeio em frente ao Portal do Caminho do Vinho, ouvimos muuuita da história local conhecemos o dog fofo que vive ali no jardim de entrada entre os 2 roteiros e então, por volta de 12h45 seguimos pela Colônia Murici.

caminho-do-vinho-portal

A primeira parada foi em uma casinha típica polonesa de quitutes e artesanato local. O bacana é que ali é turismo rural, então tem essas comidinhas de sítio assim, feita em casa pela vó, bolachinha e geleinhas. Eu AMEI essa parada, é a coisa mais linda do planeta, olha:

colônia murici

De lá seguimos para o almoço (pago a parte). Geralmente o almoço é no Caminho do Vinho mesmo, mas como mudamos o roteiro NA-LOKA, paramos na Colônia Murici, que é também mais vazia um pouco. Fomos no restaurante Ilha da Madeira, que tem comida portuguesa e uma grande variedade de pratos. Gente, que-delícia-esse-lugar!! Adoramos. Comida incrível, muito gostosa, buffet livre com sobremesa incluída, muitas opções de saladas, massas, carnes… preço? R$ 38. Achei muito válido. E o lugar é lindo, atendimento ótimo. Valeu demais a pena parar ali.

caminho-do-vinhoEu não tirei foto dentro do restaurante e das comidas porque estava movimentado e acho chato ficar atrapalhando os outros com a câmera. Quem segue a gente no snap (oi, blogfinestrino), viu tudinho porque eu filmei a casa inteira.

Saindo do comilança almoço, seguimos para a Casa da Cultura Polonesa, que tem entrada gratuita e abre apenas nas sextas e domingos. É um museu pequeno, mas tem bastante da cultura ali. Com certeza se tivéssemos ido por conta nesses passeios (porque sim, dá), não teríamos conhecido esses lugares, que não ficam assim “fácil acesso com muitas placas indicativas” não.

caminho-do-vinho

O que gostei bastante é que o local é todo muito tranquilo, tem umas casas lindas, é todo bem cuidado, parece outro mundo.

Dali partimos pro Caminho do Vinho e começamos com uma parada no café colonial mais famoso, o Casarão. Eram cerca de 15h e estava A-BAR-RO-TA-DO de gente. Eles abrem das 14h às 21h nos finais de semana, e antes das 14h já tem fila na frente. Com o tour, entramos e pudemos experimentar uma xícara do café especial deles (eu não, porque não tomo café, hihi). Ó, sem tour não tem essa mamata de furar fila pra experimentar!

Bastante opção de comida, tudo com aquela cara de “foi vovó quem fez”. O pessoal passa ali pra almoçar/lanchar, e segundo a guia, por volta das 18h começa a ficar normal a quantidade de gente ali. Na parte de trás tem uma floricultura e um jardim lindão. Vale o rolê, porque é bem lindinho (e igualmente cheio).

caminho-do-vinho

De lá partimos para 3 vinícolas, todas familiares, todas italianas, todas compactas. Na Vô Dide (que é da família da guia, by the way) experimentamos ainda 2 tipos de salames, queijo e 3 tipos de vinho. Dica: salame com azeitonas. Hhhhmmmm… Passamos na Irmãos Juliatto e na Dom Roberto. Todas bem parecidas, na bem da real.

caminho-do-vinho

Todo esse passeio você pode fazer por conta, afinal é uma rua com os estabelecimentos, porém é sim interessante fazer uma 1ª vez com o tour, aprender sobre o local e depois voltar para comer e experimentar mais coisas. A gente pretende ir de novo sim, até porque agora fiquei com vontade de comer no café colonial do Casarão.

caminho-do-vinho

Ali ainda tem lojinhas, tem passeio de helicóptero (R$ 90!!), tem chácara com pôneis e cavalos pra passear, tem locais que você pode comprar frutas e verduras frescas, tem restô com costela de chão a cada 15 dias… Tem muita coisa pra fazer. Achei super legal todo esse complexo. Uma ótima ideia para aproveitar o final de semana.

Pra quem quer fazer o tour, o ônibus sai da frente do Shopping São José, sábado às 13h30 e domingo às 11h15. O bilhete você paga no ônibus mesmo.

Serviço:

- Caminho do Vinho informações completas

- Restaurante Ilha da Madeira: R. Dr. Murici, 8075 – Colônia Murici | fone: 3635-1776

- Museu Casa da Cultura Polonesa: R. João Lipinski, 1001 – Colônia Murici | site

Café do Viajante Curitiba

Fato: quando viajamos sempre buscamos cafés fofos, aconchegantes, gostosos, bonitos, recomendados pra visitar. Não tem coisa mais gostosa do que poder conhecer um cantinho especial em uma nova cidade e analisar cada detalhe, cada cultura, as comidinhas diferentes, a decoração particular. Eu adoro!

Curitiba é cheíssima de lugares lindos sim, com coisas gostosas e cantinhos inspiradores, e essa semana ganhamos mais um espaço ABSOLUTO para amar, o Café do Viajante, que une tudo: comida boa, decoração incrível e aquilo que tanto amamos, viagens!

O LOCAL

Eu e a Mari já acompanhamos o Café do Viajante bem antes dele estar aberto ao público. Os donos, Robson e Diogo, são nossos amigos e blogueiros, que foram desde o início instigando nossa fome de viagem, hehe.

cafe-do-viajante-curitiba

Na verdade foi quase que uma tortura, porque eles iam mostrando só uns detalhes lindos (porque pensa numa dupla com bom gosto. é essa tá?) e aquele suspense todo. Uns dias antes de abrir a Mari já foi lá conhecer, mas eu só pude ir uns dias depois da abertura oficial.

Que-lugar! Gente, para tudo. Lindo, colorido, aconchegante, viajante, quentinho, querido, que te abraça. Sabe como né? Também queria dizer que nos apaixonamos pelo banheiro. Podia ter um sofazinho ali mesmo, porque é muito lindo. Aquela cuba… bom, talvez eu leve um dia na bolsa junto comigo!

cafe-do-viajante-curitibaSim, eu tirei foto no banheiro. Sim, minha roupa meio combinou com ele. Sim,  eu vou roubar essa cuba aí pra mim.

AS COMIDINHAS

O cardápio é incrível. Tem vários tipos de cafés (que são servidos cada um do seu jeitinho especial), tem várias opções de salgados, doces, tem cupcakes fofos, tem cookies maravilhosos, chocolate quente e boas opções de cerveja. Basicamente, agrada qualquer um fácil.

Dessa vez pedimos: uma empadinha de frango, que de inha não tem nada, ela é um almoço sim, senhor; eclair de chocolate; tortinha de limão; pudim de café e o cookie de laranja. Além de café gelado; café French Press (pra você fazer na mesa) e soda italiana (amo!).

cafe-do-viajante-curitiba

Sim, a gente comeu bastante. Valeu a pena cada pedacinho, não nos julguem pela comilança. E ficam 2 grandes dicas: o cookie de laranja e a eclair de chocolate. DICA DADA!

VIAGENS

Obviamente o tema do café é viagem, e tudo lá remete a isso. Começando com as fotos incríveis por todos os lados, todas do Robson. É de babar! Tem diversos quadros, e você pode comprar todos. Legal né?

Vários utensílios, como algumas cafeteiras e pratos vieram de viagens dos 2 por aí. É um mais bonito que o outro, tudo colorido, tudo misturado e que no fim, tudo se combina. A música lembra viagem, tem vídeos, tem nomes viajantes no menu… Definitivamente é o Café do Viajante.

ONDE FICA

O Café do Viajante fica na Comendador Fontana, 229, no Centro Cívico, bem próximo ao Mueller e à Prefeitura. Tem onde parar na frente, com Estar.

cafe-do-viajante-curitibaTeve até um brigadeiro mimo pros migos mais queridos = nós ♥

Projeto Eu Amo Viajar: Agosto/16 – Lar Sonho dos Avós

Mês passado nós ajudam um lar de idosos em Colombo doando cobertores com a arrecadação do dinheiro das vendas dos adesivos do nosso Projeto Eu Amo Viajar. Agosto foi o 5º mês da nossa ação, e como esse asilo está precisando bastante de ajuda, nós resolvemos ajudá-lo mais uma vez.

Eles precisam muito de fraldas, e este mês ajudamos com esse produto. Conseguimos comprar 140 fraldas geriátricas! Bastante! Essa semana elas irão diretamente pro asilo.

eu amo viajarDesculpem as fotos, mas meio não sabia como fazer uma foto elaborada e lindas de um pacote com 100 fraldas, haha.

O legal é que esse mês sem querer ajudamos 2 pessoas, pois encomendamos as fraldas de uma senhora que faz também para ajudar a família dela. Então foi uma doação 2 em 1. =D

Pra quem quiser contribuir com nosso projeto, os adesivos estão à venda aqui, e custam R$ 5 já com o envio. Todo o valor, exceto envio e taxas do Pag Seguro (cerca de R$ 2,00), é destinado a comprar produtos para doação em instituições de Curitiba. É uma forma simples que encontramos de ajudar quem precisa e dar um outro destino aos materiais que sobram aqui no escritório. =D

2015 novo

Acompanhe os resultados do projeto:

Entenda como surgiu o Projeto Eu Amo Viajar
Projeto Eu Amo Viajar: Abril/16 – Creche Mariinha
Projeto Eu Amo Viajar: Maio/16 – Projeto Ajudei
Projeto Eu Amo Viajar: Junho/16 – Voluntários da Sopa Veg
Projeto Eu Amo Viajar: Julho/16 – Lar Sonho dos Avós


Hospedagem em Florianópolis: Haute Haus

Sabe aquela casa dos sonhos assim? Leve, gostosa, aconchegante? O Haute Haus é assim. É aquela casa que a gente quer pra gente, aquela casa que parece que estamos na casa de um amigo.

Vai ver porque o Haute Haus não é aqueles hotéis de rede com 890 quartos todos iguais e atendimento padrão. O Haute era a antiga casa da família, e quando todos os filhos cresceram e todos se mudaram, ficou abandonada até 1 das filhas transformá-la em uma guest house super gostosa.

A casa é enorme, com uma divisão bacana, ampla e arejada. São apenas 7 quartos lá, alguns com banheiro privativo, outros com banheiro compartilhado e outros com uma varanda com vista para a piscina E para a Lagoa!

Esqueci de falar um detalhe: o Haute Haus fica de-frente pra Lagoa da Conceição, uma vista linda e longe de barulhos e agitos. Uma parte bem tranquila.

NOSSO QUARTO

Nós ficamos em uma das suítes e fiquei chocada com o tamanho e espaço dela. Não era só quarto-banheiro minúsculo. Era quarto + closet gigante (mesmo) + banheiro mais gigante ainda.

haute haus

Nosso quarto tinha sacadinha e vista pra piscina, uma cama confortável e bem quentinha (porque estava frio e chovendo em Floripa!), frigobar, toalhas, shampoo e condicionador no banheiro e um secador normal graças a Deus! Não sei vocês, mas eu simplesmente A-BO-MI-NO aqueles secadores de parede, que não dá pra gente se mexer e tem que ainda ficar segurando o botão pra funcionar. Não tem coisa que eu odeie mais em hotel, tanto que sempre carrego meu próprio secador. Pois bem, pro Haute Haus não precisa, tá?

haute haus 2Saca o tamanho do banheiro!

O CAFÉ DA MANHÃ

O café da manhã e a cozinha para os hóspedes fica na casa da piscina. Ok, já é de se imaginar que é um clima todo gostosinho, bem veraneio e eu acho que no verão, deve ser a coisa mais maravilhosa do mundo.

haute haus

O café é simples, porém completo. Torradas, pãozinho, pão de queijo, manteiga, mel, geléias, bolinho, café, suco, chá, ovos mexidos, frios, frutas. E você tem opção de mesas menores para 2 ou ainda sentar em uma mesona comunitária e fazer amizade com outros hóspedes, ou sentar com vários amigos que estejam junto com você na viagem.

haute haus

O ATENDIMENTO

O Haute Haus não tem portaria 24h, é bem cara de casa de amigo mesmo, hehe. Tem gente na recepção até as 22h apenas, porém todos os hóspedes recebem um cartão que abre o portão da frente e a porta de entrada da casa, bem como os quartos.

É super tranquilo. A gente chegou bem tarde em um dos dias lá, e foi super fácil. A Mariana e o Caio são super queridos e sempre estavam prontos pra ajudar. Teve gente pedindo pra reservar restaurante, gente pedindo comida, gente (nós) esquentando comida na cozinha e tudo perfeito. Até bombom a gente ganhou (em dia frio e chuvoso, isso é quase necessário né? hehe).

haute haus

hospedagemSaiba mais sobre a parceria clicando aqui.

Achei incrível ficar lá, um lugar diferente, mais íntimo, lindo e aconchegante, fácil acesso e perto de um monte de coisas. E os preços são bem amigáveis – melhor coisa! É o tipo de hotel pra indicar eternamente pra todo mundo mesmo.

Serviço:
Rua Vereador Osni Ortiga, 789 – Lagoa da Conceição – http://www.hautehaus.com.br

Outras sugestões de hospedagem em Floripa:

– Pousada Quinta da Bela Vista
Hotel Don Zepe

Frete grátis para São Paulo capital!

Pessoal, notícia fresquíssima e bem legal! Esse mês a lojinha está com frete grátis pra São Paulo (apenas capital)! Uma oportunidade muito boa pra economizar um pouco já que todo dias os Correios estão subindo os preços das entregas.

sao paulo free

Temos 3 regras pra isso:

- pedidos da coleção da loja (qualquer produto em estoque) até 03/10
- pedidos de tags personalizadas até 27/09
- retirada dias 08 e 09/10
 
NÃO aceitaremos pedidos sem o frete após estas datas, pois não há tempo para produção. A retirada será IMPRETERIVELMENTE nos dias 08 e 09 de Outubro em endereço que informaremos individualmente após as compras, ok? Caso os pedidos não sejam retirados nessas datas, os produtos ficarão disponíveis em outro local, porém já não nos responsabilizaremos pelos mesmos.
Pedidos através do e-mail: contato@finestrino.com.br.
Bora aproveitar esse jabá que em tempos de crise, frete grátis é rei. hahaha

1 2 3 301