Uma parada em Barco de Ávila, na Espanha

Sabem que no ano novo eu fui esquiar né? Comentei aqui sobre isso. Então que a estação de esqui era bem pequenininha, bem desconhecida e nada como os badalados Alpes Suíços, ou Bariloche ou Colorado. Mãs hoje não vou falar sobre esquiar, vou falar da micro mini cidade que você pode se hospedar para ir até esta pista.

Ficamos na cidade que dá nome ao título, Barco de Ávila… quer dizer… ficamos em um hotel meio afastadinho, sei lá, uns 10 minutos do “centro” talvez. Ok, 10 minutos é coisa pouca, mas é que 5 minutos bastam para você sair do perímetro da cidade em si, haha.

Como já falei, ela é mini micro, a 60km de Bejár, que é um pouco maior e mais conhecida do que Barco. Mas não é porque é pequena que é sem graça, lembrando sempre que estamos na Europa, no caso, Espanha.

Olha que bonita a Igreja da cidade:

Por dentro era meio macabra, confesso. Só tinha um senhor meio duvidoso e eu e outra amiga entramos e saímos rapidinho!

A cidade tem até um castelo, além de uma vista super bonita da ponte que te leva até a estrada.

Barco de Ávila tem apenas 2588 habitantes, e já tenho um amigo lá, esse senhorzinho que aparece na foto. Ele veio me perguntar da onde eu era e se tinha achado a cidade bonita. Aproveitei meu belo espanhol e bati um papo com o cidadão.

A cidade é tão pequena que quando chegamos foi um parto achar um lugar para comer. Veja bem, era dia 30 de Dezembro, 21h. Não é tãããão bizarro assim né? Sabe o que é não ter posto aberto, bar aberto, mercado aberto? Bom, eu sei. Por uma sorte achamos um restaurante/bar funcionando em uma praça aleatória e fomos lá mesmo. Não tirei nem foto deste momento singular de leve desespero.

A comida era meio gordurosa, mas estava bem gostosa e o vinho ajudou a esquentar. Estávamos meio tristinhos porque a cidade era meio fantasma e tal, mas quando chegamos no hotel… bem, veja bem…

Um dos hotéis mais luxuosos que eu já fiquei - eu viajo mas sou simples, ok. O quarto não era lindo? E essa vista com neve no fundo? E eu não tirei foto, mas tinha spa + piscina + ofurô (com o detalhe que era 14 euros por pessoa pra ter acesso a isso, durante 2h. E ah, tinha que agendar antes, porque o limite era de 25 hóspedes por período.).

O hotel era o Izan Puerta de Gredos e pasmem, a diária nem foi tão absurda assim não, eram 98 euros o quarto duplo. Se você for esquiar ali, vale a pena pegar este hotel. Tem uns menores e mais baratinhos por perto, inclusive mais próximos da pista, mas sério… esse hotel é tudo de bom! Preferi pagar 49 euros por dia pra ficar aí do que pagar 25 pra ficar em hostel espelunca, ainda mais no Ano Novo né? Poxa, férias!!

* Só queria comentar que esse céu completamente branco que aparece nas fotos é natural e não photoshop! Ficaram bonitas né?

Comentários

comments

1Pingbacks & Trackbacks on Uma parada em Barco de Ávila, na Espanha

Leave a Reply