Blogs na Estrada: restaurantes de Floripa

Eu ainda não conheço bem Floripa, mas o pouco que conheço, adoro! Fui pra lá a 1x há muitos anos apenas para um show e nem pude passear muito pela cidade, na real, não vi nada além do show mesmo. Este ano voltei pra lá para gravar o Blogs na Estrada e hoje vamos falar dos restaurantes incríveis que fomos durante nossa visita. (pre-pa-ra que é um melhor que o outro)

Vou falar da minha opinião sobre cada um e o que gostei ou não, e logo na sequência o vídeo que mostra todos eles:

Pizzaria Artesano – Lagoa

Já de cara dá pra ver que pelo menos a experiência de ir lá será ótima, porque é tudo simplesmente lindo! Desde a casinha bem cuidada, ao jardim gostoso e a decoração com cara de casa.

O ambiente é a meia luz, que já dá um ar mais bacana e nós ainda conseguimos sentar na parte de cima em um espaço bem acolhedor pra quem está com vários amigos. Ali estávamos só nós, e parecia a casa de um amigo, cheio de sofás e almofadas estampadas. Nada de mesa com garfos e cadeiras e pratos e blábláblá. Só sofás e mesas baixas, ideal para comer a pizza com palito.

Pedimos 2 pizzas com 8 pedaços para 7 pessoas e foi de bom tamanho. Experimentamos as clássicas napolitana, margherita, 4 queijos e uma mais elaborada, a lombo canadense com cogumelos e azeitonas. O recheio é gordo e o queijo muito delicioso, tão derretido que estava difícil separar pedacinho de pedacinho (porque pedimos a pizza cortada em pequenos pedaços).

Achei a napolitana com muito alho, e como não sou fã de alho, não foi minha preferida. Gostei muito de todas as outras, e mais ainda do ambiente. Se voltar a Floripa, vou ter que voltar na Artesano para experimentar mais pizzas!

A Artesano fica na Serv. das Palmeiras Nativas, 123 e abre de terça a domingo a partir das 18h30.

Villas Café – Jurerê

O lugar já é uma delícia e tem um ambiente muito gostoso. No dia que fomos estavam servindo um buffet de massas muito bacana. Eram pratos diferentes e o prato tinha o melhor estilo “um polaco de cada colônia” porque tinha que experimentar um pouco de cada, óbvio.

Eles também tem menu a la carte, mas não conhecemos estas opções. No Destemperados tem um post do Diego Minotto mostrando melhor esses pratos.

O ambiente é uma delícia e super lindo como já falei, e se quiser dá para sentar nas mesas do lado de fora, isso se conseguir vaga, porque são as mais procuradas, é claro.

O Villa’s fica na Alameda César Nascimento, 322, Jurerê (não é Jurerê Internacional, ok? São áreas diferentes).

* Posso dizer que eu adorei o banheiro? Eu adorei, é muito lindinho! Se for lá no Villa’s, vá lavar a mão pra ver o charme do ambiente.

Chico’s – Lagoa

O Chico’s é um restô bastante conhecido, simples e incrível para conhecer. Fica de frente para a Lagoa e serve frutos do mar. A melhor opção – principalmente se estiver em mais pessoas – é pegar as “sequências”, a opção BBB.

São várias opções no cardápio, e nós pedimos uma que vinha camarão, peixe, salada, arroz, bolinho de siri, batata frita, pirão. Ah, o camarão vem de vários tipos! O prato é para todos os gostos mesmo. Nós estávamos em 7 pessoas, pedimos 2 sequências e todo mundo comeu muito! O preço? R$ 90 e segundo o cardápio serve d2 pessoas, quer dizer, muito bem servido e dá para dividir até 4 pessoas tranquilamente.

O Chico’s fica na Av. das Rendeiras, 1604.

Santa Figueira – Ribeirão

Antes de mais nada: que-restaurante-lindo-e-com-vista-linda! Dito isso, posso falar mais sobre ele pra vocês.

O restô fica na região do Ribeirão, uma área super tranquila e até um pouco longe de onde as pessoas sempre passeiam em Floripa. O chef, Beto, é um curitibano que não aguentou o frio e chuva daqui e foi pra lá pra não voltar mais. Super simpático, sugeriu um prato super especial, a tainha na folha de bananeira.

O prato é incrível, muito grande e serve de 2 a 3 pessoas, dependendo da fome. O prato ainda vem com farofa, arroz e banana. Delicioso! Esse prato custa cerca de R$ 100 e vale cada centavo, até porque o ideal é sentar lá fora no deck e comer com a vista linda que o restô tem para o mar de Ribeirão da Ilha.

O Santa Figueira fica na Rodovia Baldicero Filomeno, 6300 e lembre-se que todos os pratos são frescos e feitos na hora, então demora até 1h para ficar pronto.

Empório do Mar – Ribeirão

Este é outro restaurante ali na região do Ribeirão, é bem pertinho do Santa Figueira e quase do lado do Ostra Experience. O Empório é também de frutos do mar e a especialidade são as ostras.

Bom, eu não como ostras, simplesmente não consigo (vide vídeo do Ostra Experience), mas a Dona Rita – dona do restô – foi tão incrível e simpática, que não podia fazer uma desfeita dessas. Fui lá e provei a ostra gratinada.

Aí você pergunta: curtiu?! Ahn… não, não curti. Não desce aquilo, não consigo gostar, simplesmente não nasci para a ostra. =(

O pessoal se esbaldou, comeram ostra de todos os tipos e disseram que estavam divinas!

Para arrematar teve pãozinho com uma espécie de caviar caríssimo que eu tive que experimentar, até porque nunca tinha comido isso na vida. Mas adivinha, não gostei também. Achei super forte e salgado.

Definitivamente não nasci para frutos do mar, sou do churrasco, da massa italiana, do sorvete e principalmente dos chocolates. Não me julguem, mas não gosto de camarão, ostra, caviar, casquinha de siri, caranguejo…. sou simples, me dá o arroz com feijão que fico bem!

Querem ver mais de cada um desses lugares? Bora lá então:

Curtiram? Deu fome? Próxima ida a Floripa, já tem vários restaurantes para provar (só cuidado pra não sair rolando naquelas descidas depois!)

Cabô!

Comentários

comments

Leave a Reply