Como escolher couchsurfing

Uma vez eu falei aqui do sistema couchsurfing que eu uso bastante quando viajo. Pra quem ainda não sabe, o couchsurfing é um site que conecta viajantes e pessoas que tem um espaço em casa. Assim o viajante economiza na estadia, já que são hospedados gratuitamente por outros viajantes, e ainda conhecem a cidade com um habitante local. Eu já usei muitas vezes, mas ainda tem muita gente que pergunta se é seguro, se vale a pena, se as pessoas não roubaram meu rim etc.

A verdade é que esse receio todo é coisa de brasileiro traumatizado com o país maravilha em que vivemos. É claro que tem que tomar cuidado, mas na Europa as coisas são mais tranquilas. Bem, no outro post falei da experiência na Colômbia (país perigoso como aqui) e foi tudo perfeito. É preciso saber escolher onde ficar, não dá pra pegar qualquer um e ir sem o menor cuidado. Como já fiz essa opção 6x e todas foram ótimas experiências, fiz um tutorialzinho básico de como escolher o host, afinal, não é só quem recebe que escolhe, você também tem que escolher.

1) Referências

Essa é a coisa mais importante para analisar em um perfil. Quando você cria o perfil no site, pode adicionar amigos e quem ficou na sua casa, e junto a isso, as pessoas escrevem referências sobre a experiência. Se a pessoa tem UMA referência, eu já descarto. Busco sempre quem tem mais conhecidos e principalmente, conhecidos de couchsurfing. Não adianta só os amigos de infância escreverem lá, porque isso não garante nada.

Então fique atento a isso e busque saber quantos já se hospedaram com a pessoa, e o que disseram sobre ela.

2) Fotos

Outro ponto importante. Sei que não é bom julgar pela aparência, mas nesse caso, a gente meio que tem que fazer isso. Quem não tem foto, sinto muito, eu descarto. Só tem uma foto de perfil? Também descarto.

Sempre busco quem tem mais algumas fotos, fotos com outros couchsurfers junto e além disso, fotos da casa. Porque convenhamos, não é porque é de graça que quero dormir num chiqueiro. Não é todo mundo que põe foto da casa, e não é por isso que você irá descartar alguém, mas é bom ficar atento e se for possível escolher alguém que postou fotos de casa, melhor ainda.

3) Localização

Dê uma olhada no endereço ou ao menos bairro que a pessoa mora. Tem gente que mora em região metropolitana e põe como capital, e daí é um saco. Esse descuido aconteceu na minha primeira viagem assim. A menina que nos recebeu na Bélgica não morava em Bruxelas, e sim em Vilvoorde, uma cidadezinha do lado. Era perto e tal, uma graça o lugar, mas pra ir ao centro precisávamos pegar (e pagar mais) um trem e demorava bem mais.

Fique atento!

4) Perfil

Sempre leia atentamente o perfil da pessoa. Ali ela já escreve um pouco sobre como é e o que espera dos hóspedes. É ali que você encontra a informação se tem cachorro ou não, se aceita crianças, quantas pessoas ela pode receber, se pode fumar, se é baladeira etc.

É importante ver isso porque se você é tranquilo, não vai curtir ficar na casa de alguém baladeiro que recebe muitos amigos em casa. Se a pessoa pode receber 4 pessoas e você é apenas 1, quem sabe tenha mais gente fazendo couchsurfing lá (já aconteceu 2x comigo, de ter mais estrangeiros na casa), se tem alergia a animais de estimação, também é aí que fica o alerta. Leia com cuidado o perfil para descartar alguém ou não.

5) Preferências

Tenha suas preferências. Eu sempre busco casa de mulheres, que de preferência morem sozinhas ou com mais uma amiga, algo assim. Sou brasileira né, sou cagona com as pessoas e também, é bom ter cuidado mesmo. E o engraçado é que eu (que não posso aceitar gente em casa porque moro com meus pais) só recebo pedido e mensagens de homens viajando sozinhos. Sabe… eu acho meio estranho, fico meio com medo sim. Não aceitaria na minha casa, então sempre imagino que para as meninas é melhor e mais seguro receber outras meninas.

Se você é homem viajando sozinho, busque casa de outros homens ou casas mistas. É mais provável que aceitem seu pedido. Infelizmente mulher tem esse “problema”, então não insista ok? E mulheres, mínimo de cuidado, busquem casa de outras mulheres ou ao menos viajem acompanhadas (próximo item, inclusive).

6) Vá acompanhado

Detalhe de segurança básico: tem certas coisas que não dá pra fazer sozinho. Essa é uma delas. Pode ser exagero de brasileiro, mas eu nunca faço algo assim sozinha. Se acontecer alguma coisa, não tem ninguém pra ajudar, sem contar que pra mulher, nesse caso, é ainda mais problemático. Se possível opte por couchsurfing com mais alguém junto. Pode ser exagero, mas é sempre uma garantia a mais.

No site tem bastante gente “verificada”, ou seja, com um selo de que são confiáveis, e em geral, quem tá lá são viajantes como a gente que querem economizar um pouco e conhecer mais da cultura local… mas sempre bom ter cuidado.

Sabendo pesquisar, acho a experiência super válida. Além de economizar um pouco, é a oportunidade de conhecer melhor o povo local, conhecer lugares não turísticos e fazer amigos. A maioria dos hosts deixa a chave de casa com o visitante, assim não rolam problemas de chegar e não ter ninguém em casa, e tal. Eu aprovo e recomendo, mas tenha cuidado e procure direitinho. 😉

Comentários

comments

2 Comments on Como escolher couchsurfing

  1. Avatar
    Rafael Leick
    29 de setembro de 2014 at 12:59 (5 anos ago)

    Anna, lendo seu post fiquei com medo hehehehe
    Eu sempre recebo Couchsurfers, já fiz alguns posts no The Way Travel sobre o assunto e tal, mas não sabia desse medo tão grande das mulheres. Eu acho que se a pessoa tem muitas referências positivas, bons comentários e tal, não rola problema. =)
    Mas entendo a preocupação e acho que tem que ter mesmo.
    De qualquer forma, a experiência é incrível e muito rica.
    Também recomendo pra todo mundo!
    bjs

    Responder
    • Anna
      Anna
      29 de setembro de 2014 at 20:58 (5 anos ago)

      Eu adoro fazer, mas é diferente ser mulher nessa.
      E né, no Brasil, a gente tem medo de tudo. hahaha mas sempre faço, acho incrível!!

      Responder

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.