Cuidados durante a viagem: você não precisa daquela foto arriscada

Pensei em fazer esse post depois que uma aluna minha (de tango) me ligou pra contar que estava fazendo uma trilha na Croácia e, querendo mais uma foto em outro ângulo, caiu de um penhasco de 5m dentro de um rio com pedras e correnteza! Pois é, acredite se quiser, mas ela só quebrou uma perna e o joelho, e como é uma pessoa super ativa, que sempre dançou e com corpo forte, conseguiu ainda alguns movimentos pra segurar em uma pedra e se salvar. Detalhe: ela está na casa dos 60!!

Ela teve MUITA sorte mesmo. Aconteceu pouca coisa e ela está inteirona pra contar a história, mas isso me fez lembrar de tantas matérias e casos de gente que, infelizmente, não teve a mesma sorte.

É até curioso como a gente acaba relaxando em viagens. Sei lá, parece que automaticamente a gente liga um botãozinho de “relax total” e muitas vezes nem pensa nas consequências que isso pode causar. Engraçado como a gente se acha invencível em viagem, como a gente acredita que em países de 1º mundo estamos sempre a salvo e que o azar nunca vai nos alcançar.

Com base em alguns acidentes de viagem que já li/ouvi por aí, montei esse post. Cuidados durante a viagem que são super básicos e merecem atenção.

1. VOCÊ NÃO PRECISA DE TANTAS FOTOS

Com as redes sociais aí e com essa onda absurda de novos fotógrafos, todo mundo faz de tudo por uma foto diferente e de um ângulo mais ousado em troca de likes. Mas a verdade é que a gente não precisa tirar tantas e tantas fotos. A gente não precisa se arriscar pra ter mais curtidas.

imagens-perigosas-6

Quantos casos já não vimos de pessoas que caíram de penhascos, de prédios e afins por causa de uma foto? Não vale o risco!

burning

2. SE ESTÁ ESCRITO “PERIGO”, NÃO VÁ

Esse item está totalmente ligado ao item acima, das fotos. A coisa é simples, se a área está delimitada por “perigo”, “área de segurança”, “limite”… é por um único motivo: sua segurança.

Ninguém se daria o trabalho de colocar placas desse tipo pra nada. Tem um caso recente de um casal que queria uma foto, ultrapassou a área de limite, e caíram lá de cima na frente dos filhos. Essa história aconteceu em Portugal. Tem também a menina que morreu em 2013 atacada por tubarão em Recife. Estive lá alguns dias antes e sim, tem muitas placas.

Eu mesma já vi muita gente ultrapassando as áreas. Lá na Califórnia, a estrada cênica do Big Sur fica em um penhasco, e no caminho tem diversas paradas pra fotos. Em uma dessas, tinha uma cerca de limite, óbvio. Eu cheguei ali perto e quando olhei pra baixo, tinha um grupinho de amigos na metade do penhasco, se divertindo e tirando fotos. Pra quê gente? Pra-quê?

3. SE VOCÊ NÃO É RADICAL, NÃO COMECE A SER EM UMA VIAGEM

Olha aí o botãozinho da segurança desligado de novo. Parece que a gente consegue fazer tudo quando está de férias, inclusive esportes muito loucos e aventuras inacreditáveis sem nunca ter passado por um treinamento adequado antes.

Descer aquela cachoeira de rapel, mergulho muito fundo, rafting em rios muito agitados, descer a maior montanha de neve… Talvez seja melhor não fazer coisas tão pesadas na sua primeira vez. Não é que eu ache que você não pode esquiar na sua viagem para os Alpes, ou que não pode fazer um rafting no Rio Tibagi, só começa de leves!

Não precisa descer da montanha mais alta e difícil da estação de esqui. Tá tudo bem ficar na descida das crianças. Não é fácil esquiar, é um exercício pesadíssimo e se embolar lá em cima da montanha (que geralmente não são cheias) pode ser um problemão! Lembram de um certo corredor que sofreu acidente nas montanhas? Então.

segal_chris_powski2

Dependendo da atividade que você for fazer, que seja algo mediano como por exemplo, a Trilha do Rio do Boi aqui nos canions de SC, olha, na boa, pague pelo profissional mais adequado te acompanhar. Essa não é a hora de querer economizar. Certifique-se que os equipamentos estão em bom estado, que o guia sabe o que está falando e que tenha o físico que x atividade exige. Assim, o mínimo dos mínimos antes de tentar algo novo.

Aliás, tem uma sééérie de filmes que contam histórias de acidentes em trilhas, esqui e esportes radicais. A maioria deles é baseada em histórias reais.

4. VOCÊ NÃO PRECISA DIRIGIR NAQUELA ESTRADA PERIGOSA

Muita gente (inclusive nós) gosta de dirigir em lugares diferentes, ver as paisagens e provar daquilo que é novo. E o fato é que tem muitas estradas bem perigosas no mundo, como a Estrada da Morte na Bolívia (com muitos acidentes), a Estrada do Túnel, na China ou a Estrada Trollstigen, na Noruega.

estrada do tunelEstrada do túnel, na China

São todas muito peculiares, com vistas espetaculares… mas com estatísticas de acidentes também absurdas. Ir acompanhado já é perigoso, sozinho então… melhor repensar.

Também é bom pensar 2x antes de dirigir em estradas cobertas de neve, pois é totalmente diferente e o cuidado tem que ser muito maior. Evite!

6fev2015-carros-e-caminhoes-se-envolvem-em-um-engavetamento-na-rodovia-interestadual-em-sandy-cree-nova-york-eua-1423257118488_956x500

5. NÃO BRINQUE COM ANIMAIS QUE VOCÊ NÃO CONHECE

Título já diz tudo: não brinque com animais que você não conhece, nunca viu, não sabe sabe nada sobre e principalmente que pode estar preso e perto do movimento frenético de turistas.

Começa que se é uma atração que prende animais, já melhor nem ir, mas digamos que seja parte de um projeto que resgata animais e tal, e você quer conhecer. Legal, mas não vai passar a mão em bicho que você não conhece!

leao-africa

6. NÃO DESCUIDE DA BOLSA E DOCUMENTOS

Que mania a gente tem de achar que só tem assalto/roubo no Brasil né? Eita vício feio! Tá aqui a Mari pra contar da amiga que teve a bolsa roubada em Londres, e estou aqui eu pra contar que a mãe de uma amiga teve todos os documentos roubados da bolsa dentro de um metrô em Milão. Era Londres, era Milão, não era São Paulo ou Rio.

Se correr atrás de documentos na nossa cidade já é um saco, imagine fora do país e durante seu período tão precioso de férias. Melhor cuidar da bolsa e de seus pertences SEMPRE.

consumidores-dao-mole-aos-ladroes

Se mesmo assim você quiser fazer tudo que tem direito no quesito aventura, quiser aprontar 1001 confusões, pelo menos faz um seguro viagem, tá? É super importante e a gente ainda facilita sua vida e dá 30% de desconto pros leitores do blog.

E outra coisa bem importante, sempre que for fazer uma viagem fora do país, é necessário ter um seguro viagem. Aqui você pode consultar diversas seguradoras e escolher a melhor opção para sua viagem. E quer melhorar? Utilize o cupom BLOGFINESTRINO5 e ainda ganhe 5% de desconto. 

Comentários

comments

Leave a Reply