Estrada da Graciosa

E quem disse que o Brasil não tem história pra contar? Aqui no Paraná tem várias cidades históricas e para completar, tem também uma estrada cheia de coisa pra contar (e sem pedágio pra pagar, aleluia irmãos!).

estrada da graciosa

A Estrada da Graciosa é a antiga rota dos tropeiros que desciam em direção ao litoral. A estrada ligava Quatro Barras às cidades de Antonina e Morretes. Ela atravessa a parte de Mata Atlântica mais preservada do país, e conta com dois parques: o Parque Estadual da Graciosa e o Parque Estadual Roberto Ribas Lange. (vergonha, porque pelo que lembre não conheço nenhum dos dois).

estrada da graciosa

A Graciosa começou no início do século XVIII e foi concluída em 1873. Até metade do século XX, era a única estrada pavimentada do nosso Estado e era o trecho para transporte de café, erva-mate e madeira até o porto de Paranaguá.

Nessa estrada dá para chegar até as praias sem pagar pedágio, mas sim, o caminho é mais complicado. Ela é bem estreita, é de mão dupla e em alguns trechos é beeem apertadinho. Como é super antiga, uma boa parte do trajeto é de paralelepípedos, então tem que diminuir mais ainda a velocidade.

Como ela é super bonita (no verão né, porque com chuva e neblina é perigosa), a gente nem percebe que demora um pouco mais pra chegar. Tem vários pontos que são mirantes e com barraquinhas de comida e cana. Vale a pena parar em alguns para tirar fotos.

estrada da graciosa

Só uma coisa que ainda não achei: porquê esse nome. Bom, ela é linda e cheia de graça, vai ver é isso. =D

caldo de cana estrada da graciosa

*Viu que legal nosso Estado? Dá pra ir para as praias de 3 formas: estrada normal, trem ou estrada histórica. E por favor, se liga né? Nada de sujar nossa estrada bonita!

estrada da graciosa

Comentários

comments

2 Comments on Estrada da Graciosa

  1. Tati
    26 de outubro de 2013 at 18:42 (4 anos ago)

    Oi Anna, essa estrada é linda mesmo, mas eu sempre fico enjoada quando ando nela… :(
    Quanto ao nome, a estada chama-se da Graciosa porque fica na Serra da Graciosa e, o que contam em Paranaguá (onde nasci), este nome deve-se ao fato de a serra, olhando do litoral para o sentido de Curitiba (pelo retão da 277, onde tem a entrada para Morretes dá pra ver bem, ao lado esquerdo) tem o formato de uma mulher deitada, a Graciosa, que seria uma india. Eu sei que ela tem uma lenda, mas eu não lembro, hehehe, preciso perguntar para a minha vó… Vou mandar uma foto no seu email para você ‘vê-la’

    Responder
    • Anna
      Anna
      27 de outubro de 2013 at 19:23 (4 anos ago)

      Adoreeeiiii essa explicação! E pela foto que me mandou dá pra ver sim. Só a mão em cima da perna que não vi muito hahaha, mas o rosto sim!!

      Obrigada Tati!

      Responder

Leave a Reply