#Fail: despachando roupas para o Brasil

Não sei como ainda não postei esse fail aqui! Esqueci totalmente e ele é um alerta pra quem quer despachar coisas para o Brasil. Bom… antes tarde do que nunca.

Já comentei aqui muitas vezes que morei um tempo fora, em Milão entre 2007/08. Aí que eu levei muita coisa e trouxe muito mais quando voltei, porque convenhamos, comprar na Europa é mais fácil, tem bem mais coisa e para completar pude participar de vários eventos de design por lá. E quem é designer sabe que isso significa acumular muito material e livros.

Como eu não sou uma pessoa tão desapegada assim, quis trazer quase tudo, afinal eram memórias! Como disse, acumulei muita coisa e tive que dar um jeito de trazer tudo pra cá. Algumas táticas:

1. mãe foi visitar, voltou com uma mala cheia de coisas minhas;

2. amigo foi visitar, voltou com uma ou outra coisinha.

Assim já fui diminuindo as coisas, mas mesmo assim o que sobrou não caberia nas malas. Aí tive a brilhante ideia de despachar uma caixa para o Brasil. A ideia é ótima, muito válida e super simples. Para fazer isso basta ir aos Correios e pedir uma caixa para montar suas coisas. Não teve segredo nenhum, a caixa é igual às nossas aqui do Sedex, amarelas e monta-se igual.

Tem vários tamanhos de caixa, e você pode escolher mandar de avião ou de navio. De avião é muito mais rápido e seguro, porém infinitamente mais caro. Não lembro na época a diferença de preço, mas se não era o dobro, era mais ainda.

Como eu ia aproveitar para mandar algumas roupas de inverno e só voltaria para o Brasil dali 3 ou 4 meses, escolhi o envio por navio. O preço influenciou bastante (na época paguei 70 euro para uma caixa de 20kg – o máximo permitido), e como não tinha pressa para que chegasse, estava tudo certo.

Demorou mas chegou (antes que eu chegasse de volta inclusive) depois de uns 2 meses.

Até aí tudo certo né? Não teve #fail nenhum e vocês não estão entendendo qual o problema com tudo isso. Tudo certo mais ou menos… aparentemente a caixa veio fora do navio, de tão molhada que chegou. Sorte que eu não estava aqui para ver, senão teria surtado e xingado meio mundo!

Segundo minha mãe, a caixa veio pingando. Minhas coisas dentro pingavam como se tivessem saído da máquina de lavar roupa. Pior, tinham roupas coloridas e roupas claras. Molhou tudo junto, ou seja, algumas peças mancharam e perdi mesmo. Meus livros… coitados dos livros. Páginas grudadas, tudo perdido. Conseguimos salvar, minha mãe deixou os livros no sol e ia virando páginas quando elas iam secando. Até hoje tenho o livro, dá pra ler na boa, mas ficou todo torto e enrugado.

Resumo da estória: vale a pena despachar pra não voltar tão carregado e pagar muito mais de excesso de bagagem? Vale. Porém com a ressalva de que se for mandar de navio, separe tudo com plásticos e feche bem para evitar perder coisas caso sua caixa resolva dar um mergulho no oceano.

Só pra constar, mesmo mandando um monte de coisas antes, eu voltei com 70kg de mala. Hihihi

Comentários

comments

7 Comments on #Fail: despachando roupas para o Brasil

  1. Avatar
    Gili
    17 de dezembro de 2012 at 12:23 (7 anos ago)

    Minha cunhada mandou mil coisas novinhas que ela comprou nos EUA de navio pra cá. A empresa do navio faliu e nunca mais tivemos notícias da caixa. É triste.

    Responder
  2. Mariana
    Mariana
    3 de abril de 2013 at 10:46 (6 anos ago)

    O título desse post me lembrou de uma música!

    Tive
    tive
    detetive…
    Hahahahahahaha

    Responder
  3. Avatar
    laiza
    31 de maio de 2014 at 15:59 (5 anos ago)

    Obrigada pelo post. Quero mandar coisas para minha familia

    Responder
  4. Avatar
    Clarissa
    22 de julho de 2016 at 19:14 (3 anos ago)

    Você mandou por qual empresa? Pelos Correios ?

    Responder
    • Anna
      Anna
      25 de julho de 2016 at 8:39 (3 anos ago)

      Eu mandei por navio.

      Responder
      • Avatar
        Maria eliya
        3 de outubro de 2017 at 6:38 (2 anos ago)

        Ana, otima dica, eu vivo na alemanha e so chegar no correio e pedir opcao de envia por navio ou preciso ir em algum Porto? vc tem algum contato que possa me passa por email? elizarainha@hotmail.com

        Responder
        • Anna
          Anna
          9 de outubro de 2017 at 10:59 (2 anos ago)

          É só ir ao correio Maria.

          Não tenho contato, pois só fiz o trâmite no correio mesmo.
          E na Itália. Então de qualquer forma, você precisa dar uma procurada aí!

          Beijos.

          Responder

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.