Festas: dança Barong (balinesa)

Quando resolvi ir pra Ásia, falei pra todo que ia junto que eu queria porque queria ver danças típicas e malucas. Galera não se animou muito, mas por sorte minha e azar deles, em um dos dias do tour de Bali, tinha incluído logo cedo uma parada em um teatro com apresentação de dança. Ebaaaa! \o/

Não me pergunte onde era o local, porque o motorista nos buscou no hotel e nos levou pra dentro de Bali de uma forma impossível de dizer nem pra qual lado fica, nem se é perto ou se é longe e se é fácil ou não de chegar. Mas não se preocupe, esses shows tem em todos os lugares, inclusive no centro de Ubud. Talvez o preço seja um pouco mais caro, mas não vai ser uma diferença absurda. Esse que fomos custou cerca de R$ 15, e o show dura quase 2h.

Chegamos cedo e pegamos na primeira fileira do teatro. Aliás, teatro com as laterais todas abertas, bem fresquinho, bem relax e o palco era de pedra, tudo bem simples mesmo.

A história é bem confusa, ainda mais escrita no belo inglês deles, nem entendi muito bem o que aconteceu, só sei que Rangda é o mal e Barong é o bem, o Deus que protege a ilha. Tem uns humanos, uma oferenda, umas magias, eles brigam e ninguém vence porque os dois, Rangda e Barong, precisam existir juntos.

Já no começo vem o Barong (mas prefiro chamar de cachorro/dragão), fazendo uma dança maluca. Essa roupa é muito linda e gigantesca. Devia estar um calor absurdo lá dentro.

Depois vem toda a história que não entendi nadinha na hora, pois eles falam balinês (dã) e nenhum turista fala, mas ok. A parte mais legal de todas é a dança das duas meninas, com roupa típica. É muito incrível mesmo, elas fazem igualzinho e mexem da pontinha do dedo até os olhos. Fiz vários videos desse momento, e no final até meu pai achou super legal.

A música é bem legal nos primeiros dois minutos, depois de 2h ela fica completamente irritante. Esse barulhinho fino, essa batida sempre igual… juro que começou a me irritar demais.

Antes da peça você pode tirar foto com essas mocinhas simpáticas e temáticas, e depois da peça pode subir no palco e tirar foto com todos os atores e com a fantasia de dragão/cachorro. Achei a segunda parte muito tiete e também não tinha ninguém subindo (fiquei com vergonha).

Se puder ir, vá ao show, é bem diferente e interessante. Além do que, agora você já “sabe” a história e vai conseguir entender um pouco melhor tudo na hora. Finestrino facilitando sua vida, ahn?

Leave a Reply