Hotel em Santiago: Ibis Providencia, o meu preferido!

Antes de qualquer coisa, queria deixar bem claro que esse post NÃO É UM POST PATROCINADO. A paixão por esse hotel é verdadeira, então quem pretende visitar Santiago, pega essa dica: Ibis Providencia é o lugar. E você já vai entender o motivo.

Hotel Santiago Ibis Providencia

Depois de passar por 13 países e mais de 80 cidades, já me hospedei desde albergue de 5€ a hotel 5 estrelas, mas foi justamente no meu querido Chile que conheci o meu hotel preferido. Quando comecei a pesquisar hotéis em Santiago, a primeira informação que obtive foi que deveria ficar hospedada no bairro Providencia, mas não me animei muito com os valores dos hotéis. Como boa seguidora do Melhores Destinos, pude aproveitar uma promoção de Carnaval e garanti nossa estadia de Carnaval no Ibis por CLP197.064,00 para 2 quartos, ou seja, a diária ficou cerca de R$130 já com impostos (o preço normal com impostos é cerca de R$210), mas não foi o preço baixo que fez da minha estadia nesse hotel a melhor de todas.

Eu já conhecia a rede e não esperava nada além de uma boa localização, um quarto amplo, uma cama confortável, tudo limpinho e um atendimento padrão. PORÉM, o diferencial desse hotel são as pessoas.

O check-in foi perfeito, não precisei nem pedir para cadastrar os pontos no fidelidade, antes de pagar fui orientada pelo atendente que se eu pagasse em dólar eu não precisava pagar os impostos, eles perguntaram se foi tudo bem com a minha viagem e me desejaram boa noite. A princípio pareceu procedimento padrão, até o primeiro cafezinho no bar, onde minha mãe e minha tia já fizeram amizade com o atendente.

Hotel Santiago Ibis Providencia

Agora acompanhem meu raciocínio: quando você fica hospedado em um hotel Ibis, você espera apenas ser bem atendido, mas o que aconteceu nesse hotel é que eles fizeram com que nós nos sentíssemos as últimas bolachinhas do pacote. Se eu ia até a recepção para perguntar qualquer coisa, eles davam todas as informações possíveis, pesquisavam na internet, desenhavam mapa no papel, davam opiniões, chamavam outras pessoas para opinar também, mostravam-se preocupados quando eu falava que queria dirigir na montanha sem experiência e no dia seguinte perguntavam se tudo tinha ocorrido bem. Talvez os chilenos sejam as pessoas mais legais do universo por natureza. Talvez o tratamento em todos os hotéis do Chile seja assim, mas fato é que nem quando eu estava hospedada em hotel 5 estrelas e era recepcionada com drinques no lobby eu me senti tão bem tratada quanto me senti no Ibis Providencia.

No dia do corte de água jantamos no hotel e na minha salada de frutas tinham várias frutas que eu não sabia o que eram, então chamei o garçom e perguntei. Ele respondeu educadamente e foi atender outra mesa, pois estava uma correria, já que como todos os restaurantes estavam fechados, jantar no hotel era a única opção para todos os hóspedes. Quando estava saindo do restaurante o garçom veio atrás de mim e pediu desculpas por não ter me dado atenção sobre as frutas. Olha que fofura, gente. Se eu pudesse, trazia todos eles para distribuir amor pelo Brasil. Todo mundo fala que os brasileiros são simpáticos e amorosos, mas quem diz isso certamente não conhece os chilenos. Os seguranças, os recepcionistas, garçons, camareiras… todos nos tratavam absurdamente bem. Achei incrível.

Sabe quando você vai embora e fica triste por saber que possivelmente não vai mais ver aquelas pessoas de novo? Quando fizemos o check-out nos despedimos dando abraço em quem estava por ali. Em que hotel no mundo você já fez isso antes? Um casal de amigos está indo pra Santiago no final do mês e consegui convencê-los a ficar no Ibis e vou aproveitar para mandar presentinhos brasileiros. Não tenho dúvidas que se eu tiver a oportunidade de ir a Santiago novamente, irei me hospedar lá de novo. Para eles, nós fomos apenas mais um cliente que certamente eles nem lembram, mas acho justo reconhecer quando você é bem tratado em um lugar simplesmente porque as pessoas são gentis e não porque você está pagando por isso.

Mas se você nunca se hospedou em um hotel da rede e não está convencido que a melhor equipe do mundo é suficiente para que você se hospede lá, vou falar um pouco das vantagens do hotel: quarto amplo, como já disse anteriomente, cofre, espaço para colocar as roupas, mesa de escritório, wi-fi no quarto, computador com acesso a internet no lobby, TV com 263728 canais, sala para passar roupa (muito importante, já que muitas roupas amassam na mala), estacionamento grátis, restaurante, bar, boa localização (uma quadra do metrô), tem uma Domino’s Pizza na esquina, foi inaugurado há pouco mais de 1 ano, então tá todo bonito ainda, é um dos hotéis mais baratos na região e ainda faz parte do Le Club Accor, ou seja, você pode pagar a sua estadia TODA usando apenas os pontos do cartão de crédito, do KM de vantagens, da rede Multiplus… (já disse que eu sou louca pelos programas de fidelidade, né?)

Hotel Santiago Ibis Providencia

Hotel Santiago Ibis Providencia

Só para não dizer que tudo é perfeito, tenho duas críticas sobre o hotel: não tem frigobar no quarto (alguns hotéis de rede oferecem frigobar no quarto e eu acho isso essencial para viagens econômicas) e o jantar no hotel é muito caro. Nós jantamos lá porque não tínhamos outra opção por causa do corte de água, mas vale mais a pena se aventurar em algum restaurante com comidas típicas 😉

Mais alguém já se hospedou nesse Ibis? O que achou?
E se alguém quiser seguir minha dica, pode ir sem medo que eu garanto!

_______________________

Quer se hospedar no Ibis ou em algum outro hotel em Santiago? Se você fizer a reserva pelo booking, está ajudando blog a ganhar uma comissão e não paga nada a mais por isso. Então se esse post for útil para a sua viagem e você puder retribuir fazendo a reserva por aqui, ficamos gratas pela ajuda : )

Mais sobre o Chile:

– Roteiro Chile: 17 dias de carro 

– Quanto custa viajar de carro pelo Chile

– Dirigir no Chile: tudo o que você precisa saber

– Vantagens e desvantagens de fazer uma viagem de carro pelo Chile

– O que fazer em Santiago

– Aluguel de carro no Chile

– Vinícolas no Chile: Viña Miguel Torres

– Vinícolas no Chile: Viña San Pedro 

– Vinícolas no Chile: a clássica Concha y Toro

– Museu de Colchagua em Santa Cruz, o maior museu privado do Chile

– Onde se hospedar no Valle del Colchagua e o que fazer

– Parque Nacional 7 Tazas e onde se hospedar

– Chillán no verão!

– O que fazer em Pucón, Villarica e região

– Onde se hospedar em Pucón: Glamping Pucón, único acampamento de luxo do Chile

– Onde se hospedar em Pucón: Hotel Boutique Casa Establo

– Artesanato chileno: o que comprar de legal

– O que fazer em Puerto Varas e região

– Onde se hospedar em Puerto Varas

– Como chegar e o que fazer na Ilha de Chiloé

– Uma parada em Valdivia

– O que fazer na região de Malalcahuello e onde se hospedar

– Termas de Malleco e Parque Tolhuaca

– Saltos del Laja, um passeio gratuito no meio do Chile

– Valle Nevado no verão

– Dirigindo na montanha: Valle Nevado

– Quanto custa viajar para Santiago?

– Pega turista: restaurante giratório

– Cajon del Maipo

– San Jose del Maipo: a mini cidade entre montanhas

– Viajando com Muprhy: Santiago

– Hotel em Santiago: Ibis Providencia, o meu preferido

– Restaurante em Cajon del Maipo: Sabor Nativo

Comentários

comments

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.