O que você queria saber sobre Lima

Essa viagem surgiu na minha vida muito loucamente. Pra falar a verdade eu tive basicamente 5 dias pra me organizar toda, meio que pesquisar um pouco e descobrir coisas sobre Lima! Quem me conhece sabe como sou organizada e que essas coisas assim DE SOPETÃO me deixam louca, hehe.

A viagem aconteceu porque uma amiga da minha mãe me convidou para ir à Peru Moda com ela, em Maio (pois é, demorei pra escrever aqui, mas é que estava com postagens do Acre e Porto Alegre ainda na sequência), um convite do Governo do Peru para vários brasileiros que trabalham com algum tipo de produção de moda/artesanato aqui no Brasil. A viagem foi toda paga por eles, e convenhamos, era bem imperdível, né?

Lima  perumoda

Aí foi aquela correria pra me organizar no escritório, reorganizar minhas aulas e tentar pesquisar e saber um mínimo sobre Lima em 5 dias. Minha pesquisa foi bem superficial, eu queria mais é saber onde estaria e basicamente o que poderia ver nos 4 dias de estadia por lá. A minha grandíssima sorte foi que lá eu encontrei com a Bia do Cup Of Things, e além de ela me tirar algumas dúvidas, foi uma querida e me levou pra passear e me contar um pouco sobre a vida lá.

Bem, eu fiquei 4 dias na cidade, vou postar tudo de lá ainda, e nesse post vou contar da minha impressão geral sobre Lima, o que pude perceber, o que gostei e o que não gostei basicamente.

1. Uma surpresa!

Lima foi uma surpresa total. Achei a cidade bem moderna e muito limpinha. Ok, eu fiquei em um bairro bem bacanudo, o Miraflores, e é tudo muito lindo por lá. Tudo novo, moderno, tem um shopping lin-do na encosta, uma vista maravilhosa pro mar. No centro é aquela coisa de centro, um pouco mais sujo, mais cheio e antigo, porém toda a parte histórica é fantástica, de babar. Gostei bastante de tudo o que vi, e talvez por nem ter pesquisado muito, não tinha criado nenhum tipo de expectativa, o que foi bom porque foi tudo inesperado.

lima

2. O trânsito não é legal

Uma coisa que me incomodou e bastante, foi o trânsito. Que caos!! Muito carro, engarrafamento em tudo e pra tudo, toda hora e péssimos motoristas. Eu fiz vários videozinhos disso porque eu vi coisas bem inacreditáveis por lá!

O que me chocou bastante não foi só o congestionamento constante, mas a forma como eles dirigem. Porque o trânsito a gente lida, mas com barbeiragem, eu não consigo. Cada 2m é um susto/medo. Os carros são todos batidos, eles buzinam e se xingam o tempo todo… gente, aprende a dirigir que daí é ok. Regras de trânsito? Não tem. Eu fiquei realmente chocada com isso.

Se você tiver horários a cumprir lá, pode sair bem antes, porque vai demorar. Pro aeroporto tem um trecho de uns 3km que levamos mais de 1h pra fazer. Bem tenso. Organize-se com isso.

3. A comida é maravilhosa

O trânsito é ruim mas a comida é demais! Lima tem muitos dos melhores restaurantes do mundo, os mais badalados e com reservas para daqui 2 meses. Eu não consegui ir nos melhores e conhecidos por conta disso. Não tive tempo de ver certinho e reservar nada assim, mas preciso dizer que só comi em lugar bom por lá.

lima comida

Qualquer hambúrguer já foi mais especial. Vou fazer um post só sobre os restaurantes, mas pode ir sem medo nessa parte. Lima tem de tudo, todos os preços, todos os gostos e tudo bem feitinho e lindo. Não tem como passar fome, e muito menos voltar mais magro.

4. Segurança

No geral, eu achei muito tranquilo andar por lá. Ok que gente da América do Sul já é cagona naturalmente e cuida muito da bolsa e por onde anda, e eu cuidei bem das minhas coisas… mas pra falar a verdade, em nenhum momento fiquei com receio de andar por lá, nem no centro e muito menos em Miraflores.

Também achei tranquilo andar de táxi. Os preços são bem bons e como tem muito trânsito em tudo, preferi nem me arriscar com ônibus pra andar pra lá e pra cá. Dá pra rodar bastante de táxi com R$ 20. Tipo, bastante mesmo. Todos os taxistas me trataram super bem também, nenhum tentou passar a perna e foram bem gentis. Nada a reclamar por aqui.

lima

5. Quanto tempo ficar

Eu fiquei 4 dias completos em Lima, mas te digo que com 2 dias dá pra ver tudo. Falando da parte turística, claramente. Toda cidade tem muito o que ver e experimentar e pra isso precisa-se de mais tempo, mas se você quer dar uma conferida geral, 2 dias bastam. Depois que for a Machu Picchu, fique pra conhecer um pouquinho da cidade.

Ah, vale lembrar que Machu e Lima ficam bem afastadas, não rola fazer bate-volta tá?

6. Artesanato

Lhamas, muita coisa colorida, bordados indígenas… tem por tudo! Pode relaxar, que Lima está apinhada disso também. Se faltou comprar algo em Machu, se quiser fazer de conta que foi a Machu, se quiser uma lhama de qualquer tamanho e cor, tem na capital também.

lima Não dá pra comprar uma llama de verdade né, só ilustrativo, hehe.

Tem vários mercados incas, barraquinhas e lojinhas forradas de artesanato peruano. E os preços são bem bons, dá pra trazer bastante coisa mesmo, e também dá pra negociar, o que é sempre muito interessante.

7. Dinheiro e preços

Nem lá, nem cá. Achei os valores dos passeios e da comida bem ok. Na conversão pro Real, o Sole (moeda peruana) é de 1 pra 1 basicamente. Bem fácil de converter. A coisa chata é que quase nenhuma casa de câmbio aqui no Brasil tem os Soles pra venda, a gente tem que comprar dólar e trocar lá.

Pelo menos o dólar é aceito normalmente em Lima. Você pode pagar as coisas com dólar mesmo, sem ter que fazer o câmbio pra Sole. Porém uma dica interessante é de perguntar pro taxista (o valor é dado antes da corrida) se o valor é em sole ou em dólar, porque alguns se aproveitam nessa hora. Eles falam 20, e você pensa em 20 soles, preço ok. No final, são 20 dólares e aí fú!

Todos os passeios turísticos podem ser pagos em dólares e vários restaurantes também. Troque só um pouco quando chegar no aeroporto e depois não se preocupe mais, é só ir manejando sole-dólar.

Ah, você também pode levar Real e trocar no aeroporto, não tem problema. Percebi que meio que tudo é possível lá, o importante é pagar de alguma forma, hehe.

8. As pessoas

Olha, eu tô meio um mix de sensações sobre isso. Não fui mau tratada lá nem nada, mas os peruanos ficaram no mínimo do mínimo. Não dá pra dizer que foram MUITO legais e queridos, porque não foram. Curtos e diretos, ninguém puxou nenhum tipo de papo (que muitas vezes acontece em lugares de passeios turísticos e tal), era tipo “ok, comprou, tchau”. Os taxistas foram mais simpatiquinhos e teve uma guia em um museu que foi muito legal também. E só.

A Bia me contou que eles são meio grosseiros lá, e tratam estrangeiro bem mal e de qualquer jeito. Que o serviço de forma geral é muito ruim em Lima. Eu fiquei só 4 dias, não consegui formar uma opinião tão certa sobre isso e nem precisei tanto assim de serviços além de restaurante. Mas com meu parecer acho que já dá pra você não se assustar caso não te tratem muito bem.

lima

De forma geral, eu gostei de Lima. Achei a cidade bonita e muito melhor do que eu imaginava. Menos ficando pouco tempo no Peru, deu pra ver bastante coisa legal e com mais tempo em Lima, deu pra conhecer com calma e sem aquele desespero de ter que usar cada segundo do dia. Foi uma viagem bem tranquila e recomendo uma paradinha lá sim. Ah, no blog das meninas, o Cup of Things, tem tudo de info que você precisar! Muita dica de onde comer e onde comprar (que não é meu forte). Vale revirar o blog delas pra montar sua viagem. Ele é todo em português, fica susse. =D

Comentários

comments

2 Comments on O que você queria saber sobre Lima

  1. adri
    13 de agosto de 2015 at 23:28 (3 anos ago)

    adorei o post sobre Lima Anna, veio em boa hora. Quero muito fazer uma viagem pra Lima, é pertinho aqui do Acre então dá pra incluir varias cidades no roteiro (fazendo a viagem de carro).

    Responder
    • Anna
      Anna
      14 de agosto de 2015 at 7:57 (3 anos ago)

      Sim Adri! Dá mesmo.
      A minha tia já foi várias vezes pro Peru.
      Acho que vale a pena considerar essa viagem. =D

      Responder

Leave a Reply