Sobre viajar sozinha

A maioria das viagens que eu fiz, eu fiz sozinha e o post de hoje é para encorajar os desprovidos de companhia a viajarem. Porque é melhor viajar sozinho do que não viajar. Eu já viajei sozinha no Brasil, na Europa e nos EUA. Já fiz viagens longas de carro dirigindo sozinha, já peguei trem noturno no leste europeu, já visitei lugares onde ninguém falava inglês. Tudo sozinha. E posso afirmar que viajar sozinha pode ser sim MUITO BOM!

Lógico que existem prós e contras, da mesma forma que viajar em grupo, com o namorado, com os pais, com os filhos. Nada nunca vai ser 100%, mas vou focar mais em dar dicas e falar dos prós, pois meu objetivo é incentivar vocês.

1. É preciso ter coragem

Se você é daquelas pessoas que tem medo de andar a noite da rua, que acha que está sendo perseguido, que tem medo de se perder, que tem medo do idioma e de se comunicar com as pessoas, provavelmente vai ter muita dificuldade em viajar sozinho no começo, mas não desista, porque depois do primeiro dia, da primeira mímica e do primeiro metrô no sentido errado, esses receios vão todos embora, você vai perceber que sobreviveu e vai se sentir o verdadeiro desbravador do mundo. Acredite!

2. É preciso estar acostumado com a solidão

A frase pode ter soado meio depressiva, mas não é. Algumas pessoas são mais acostumadas com a solidão e outras não. Tem gente que não consegue fazer nada sozinho e tem gente que não deixa de fazer algo por falta de companhia. Eu sou filha única, então desde pequena eu sempre fui acostumada a ficar mais sozinha mesmo, inclusive nas viagens de família, pois eu estava sempre “sozinha” dentro da minha faixa etária.

O grande diferencial é como você vai lidar com isso na sua viagem. É meio chato não ter com quem comentar as coisas que estão acontecendo, mas, por outro lado, a liberdade que você tem para fazer o que você quer, na hora que você quer, é espetacular. Você pode mudar o roteiro, dormir até mais tarde, acordar mais cedo, ficar horas sentado em algum lugar observando as pessoas ou passar correndo por aquele museu chato. Essas coisas nem sempre são possíveis de fazer quando você está com outras pessoas. Também é bom para refletir sobre a sua vida. Às vezes você cai em um universo paralelo e acaba descobrindo coisas de você que você nem imaginava.

Veja bem, não estou desprezando companhias para viagens, só quero deixar bem claro que viajar sozinho não é o fim do mundo.

3. Escolha bem o destino

Como eu já falei no nosso último Top 3, meu sonho desde criança sempre foi conhecer o Egito, então na minha primeira oportunidade de viajar para fora do país eu escolhi de cara o Egito, mas quando comecei a pesquisar mais a fundo sobre o país, acabei notando que uma mulher viajando sozinha em um país árabe não é bem vista e eu poderia passar por alguns perrengues e eu não queria isso na minha viagem.

A escolha do destino pode ser a glória ou a ruína da sua viagem. Todo mundo quer passear de gôndola em Veneza com o namorado/marido, todo mundo quer ir para Ibiza e Las Vegas solteiro, mas não necessariamente sozinho, e quase ninguém quer ir à praia sem companhia. O importante é que o destino tenha entretenimento o suficiente para não deixar você sem ter o que fazer (porque já não basta ficar sem conversar), que não te deixe deprimido (tipo sozinho na gôndola) e que não te deixe com a sensação de “se eu tivesse amigos teria aproveitado melhor” (tipo Ibiza).

4. Hospede-se em hostel

Reserva em hostel é pré-requisito para uma viagem desacompanhado. No hostel você vai conhecer várias pessoas que também estão viajando sozinhas. É lá que você vai poder conversar, trocar dicas, arranjar companhia para algum passeio, para encher a cara em um bar, para pegar uma balada. Para isso você precisa ser uma pessoa comunicativa, lógico. Para mim não deu muito certo para arranjar companhias devido as barreiras de idioma, mas é sempre válido para trocar dicas e conhecer pessoas do mundo todo. Muito melhor do que ficar sozinha num quarto de hotel.

5. Leve um tripé

Dificilmente você vai usar, mas leve. Quando eu viajo, eu gosto de tirar fotos minhas no lugar também e o problema é que essas fotos ficam todas iguais. Braço esticado, rosto em primeiro plano, sorriso amarelo e paisagem ao fundo. O problema é que até você acertar a posição correta, você perde tempo e às vezes até a paciência. E, em algumas vezes, desiste e vai embora cheia de fotos feias assim.

viajar sozinha

Lógico que existem outras formas de driblar a falta de um amigo fotógrafo, como, por exemplo, colocar a máquina apoiada em algum lugar, ligar o timer, sair correndo e torcer para ninguém passar na frente na hora do click.

foto viajar sozinha

Ah, você ainda tem a opção de pedir para alguém tirar a foto. O problema é que as pessoas quase nunca estão dispostas a se empenhar para tirar uma foto legal e nem sempre entendem o que você quer exatamente, tipo essa aqui eu eu pedi para tirar uma foto minha na frente do edifício da BMW e o cara simplesmente deu um zoom em mim. E o edifício? Cadê?

foto sozinha

E tem vezes que a pessoa se empenha e até tira uma foto do jeito que você gostaria, mas daí você sai feio e quer outra, mas fica com vergonha de pedir. Então o tripé acaba salvando a sua vida. Você vai se irritar carregando, vai querer abandonar no caminho e quase nunca vai usar, mas se você não levar você vai se arrepender!

6. Use mapas!

Essa dica é válida para qualquer viagem, sozinho ou acompanhado, mas não custa lembrar! Principalmente porque se você se perder você não vai nem poder culpar alguém por isso. Hehehe.

7. Não tenha vergonha

Se não sabe, pergunte.

Se não entendeu, peça para repetir.

Se não sabe falar, faça mímica.

Sempre vai ter alguém disposto a ajudar, explicar, riscar seu mapa, responder com mímica também. Não se deixe intimidar pelos carrancudos. Todos que sentem orgulho do lugar onde moram terão imenso prazer em ajudar.

8. Sorria

Afinal, a viagem é SUA e você tem mais é que aproveitar.

Update: evitem o uso de fones de ouvido na viagem! Você tem que sentir o lugar, ouvir o lugar, os carros passando, as pessoas falando outro idioma… Tudo isso faz parte da sua viagem e não deve ser ignorado em troca de ouvir uma música que você pode ouvir a qualquer hora, em qualquer lugar. Guarde o fone de ouvido apenas para trens noturnos e para dormir no hostel.

Comentários

comments

28 Comments on Sobre viajar sozinha

  1. Amanda
    2 de setembro de 2011 at 9:28 (6 anos ago)

    adorei as dicas, mas e o empenho de carregar um tripé??

    sobre companhia… nada como o bom e velho fone de ouvido nessas horas

    Responder
    • Mariana
      Mariana
      2 de setembro de 2011 at 9:31 (6 anos ago)

      NÃO!
      FONE DE OUVIDO NÃO!
      Vou até fazer um update no post.

      Responder
    • Mariana
      Mariana
      2 de setembro de 2011 at 10:39 (6 anos ago)

      hehehe
      queimando a cara com fotos feias para defender meus argumentos.

      Responder
      • Anna
        Anna
        2 de setembro de 2011 at 11:33 (6 anos ago)

        Eu não curto muito viajar sozinha… e quando estou sozinha também não gosto de ficar com o fone! Perde muita coisaaa!
        Ah não ser dentro de trem e etc.
        DAÍ PODE.

        Uma das coisas que eu mais detesto é o “almoçar sozinha”. Acho péssimo!!

        Responder
        • Mariana
          Mariana
          2 de setembro de 2011 at 12:08 (6 anos ago)

          Comer sozinha é meio deprimente no dia do almoço/jantar chique, que normalmente é num restaurante bonito e cheio de pessoas acompanhadas e tal.
          Nos mc donalds, bk, subway e pizza hut da vida tá tudo ok.

          Responder
  2. Bruna
    4 de setembro de 2011 at 18:57 (6 anos ago)

    eu tbm não deixo de viajar pq nao tenho amigos ou conhecidos aqui na escocia.
    Tbm comprei um tripe e dai tiro minhas proprias fotos.. minha primeira viagem foi pra oslo.. pedi pra uma menina bater uma foto minha na praça em frente ao parlamento e dai? Ela deu zoom e so saiu eu kkkk e a paisagem? A minha cara eu vejo td dia kkkk
    Mas é isso ai.. E foi nesse dia q percebi q precisava urgente de um tripe!

    =)

    Responder
    • Mariana
      Mariana
      5 de setembro de 2011 at 9:56 (6 anos ago)

      Vc mora na Escócia? Ai que invejinha! Nós aqui adoramos a Escócia!

      Sim, o tripé é essencial!! Muito triste voltar para casa e ver que as fotos não ficaram legais, né.

      Responder
  3. Bruna
    5 de setembro de 2011 at 19:19 (6 anos ago)

    sim, desde agosto do ano passado. to estudando ingles e dando umas voltinhas por ai tbm ne!

    é meio micao tirar fotos com o tripe td hra.. Mas fazer o q né, foi a univa soluçao pras viagens sozinhas.

    Nao conhecia o seu blog.. Qdo voltar das ferias vou dar uma lidinha!

    E a Escocia realmente é demais.. Eu adoro! Ja ate defendo os Escoceses nas provocações com os Ingleses kkk

    Responder
    • Mariana
      Mariana
      6 de setembro de 2011 at 15:59 (6 anos ago)

      Fazendo curso de inglês na Escócia… só assim mesmo pra entender bem o que eles falam. hahahahahaa

      Também já andei olhando os posts do teu blog. Li primeiro sobre a Islândia. Não sabia quase nada sobre lá.
      :)

      Responder
  4. Bruna
    6 de setembro de 2011 at 20:22 (6 anos ago)

    hehehehe
    realmente.. é pratucamente impossivel entender o sotaque escoces.. mas depois de um ano lá ja to bem treinada e ja to achando bem tranquilo.

    A Islandia foi um dos lugares que mais gostei.. Totalmente diferente de td q vemos no Brasil e no restante da Europa. Quando eu colocar as fotos vai da pra perceber melhor!

    =)

    Responder
  5. Dete
    16 de outubro de 2011 at 1:04 (6 anos ago)

    Achei lúcidas ,práticas e verdadeiras as tuas recomendções.
    Apesar do triplo da tua idade és uma expert para mim.
    Parabéns e obrigada
    Dete

    Responder
    • Mariana
      Mariana
      17 de outubro de 2011 at 8:09 (6 anos ago)

      Obrigada!
      Que bom que gostou das dicas!!
      :)

      Responder
  6. Fernanda Souza
    30 de agosto de 2012 at 11:12 (5 anos ago)

    Olha, fiz uma volta ao mundo sozinha e por sorte, já no primeiro país descobri qual era o segredo para conseguir fotos melhores que auto-foto. Amigos asiáticos. Eles amam tirar foto, tem paciência e tiram ótimas fotos. Sempre que possível fazia amizade com um. Agora sonho mesmo é no Japão, que você pede para uma pessoa qualquer na rua tirar uma foto sua e ela tira umas 5 opções sem você nem pedir. E todas ficam ótimas.

    Responder
  7. Jr Caimi
    1 de março de 2013 at 16:57 (4 anos ago)

    Não tenho problemas em viajar sozinho, a maioria das minhas viagem foram assim e algumas eu prefiro que seja sozinho mesmo. Mas confesso que tem lugares que é melhor ir com gente, de preferências bons amigos e que tenham um ritmo parecido com o seu.. valeu!

    Responder
    • Mariana
      Mariana
      1 de março de 2013 at 17:00 (4 anos ago)

      Sabe que eu também prefiro que algumas viagens sejam sozinha?!
      Estranho isso, né. Mas viajar sozinho é muito bom!!

      Responder
  8. Ana Paula
    27 de julho de 2013 at 11:41 (4 anos ago)

    Amei a postagem! Sou solteira e tenho apenas uma amiga de viagem, que nem sempre está disposta a ir para onde eu quero. No ano passado criei coragem e fui sozinha para Vitoria (ES), aproveitando milhas que iriam expirar.
    Foi legal, mas ainda esbarro muito na vergonha… Só tive coragem uma vez de pedir pra baterem foto. Prevaleceram as “self service” e algumas com o tripé – apesar de no Brasil isso ser muito arriscado pela ocorrência de furtos. De qualquer modo, procuro aproveitar bem o lugar ao invés de conhecê-los apenas depois, por fotos.

    Com estas dicas excelentes vou continuar treinando, obrigada!

    Obs.: aquelas fotos que normalmente a gente deleta vc guardou e teve uma ótima serventia, hein…..

    Responder
    • Mariana
      Mariana
      27 de julho de 2013 at 13:08 (4 anos ago)

      Isso! Continue treinando e a vergonha você também vai perder com o tempo. Eu sou bastante tímida e o bom de viajar sozinho é que nos obrigamos a perder um pouco da vergonha.
      Com relação às fotos, eu nunca deleto nenhuma foto! Eu sei que tem gente que olha e fala “fiquei feio nessa” ou “tá mal enquadrada” e deleta, mas eu nunca deleto nenhuma porque depois de algum tempo é bom rever e ajuda a lembrar “nossa, como sofri para tirar essa foto, acho que foram umas 37 tentativas. hahaha”
      Enfim, eu guardo tudo mesmo e essas fotos “descartáveis” me ajudaram muito a escrever esse post e a lembrar das dicas ;)

      Responder
  9. claudia
    8 de março de 2014 at 12:09 (3 anos ago)

    Eu também gosto porque sinto uma liberdade incrível, é maravilhoso descobrir os lugares e perceber que posso fazer isso por mim mesma e me sentir bem com isso.

    Responder
  10. Paty
    1 de fevereiro de 2015 at 13:37 (3 anos ago)

    Adorei teu blog, ótimas dicas!
    de alguns anos para cá me acostumei a viajar sozinha, pois se não fosse assim perderia estas chances. Tenho sorte pois sempre que chego a lugares bem turísticos acabo encontrando pessoas que também estão viajando sozinhas e acabamos fazendo os roteiros juntos.
    Meu kit básico é sempre o bom humor com as outras pessoas, o tripé, baterias extras e uma dose de criatividade.
    Ameis as tuas dicas e parabéns pelo blog!!!

    Responder
    • Mariana
      Mariana
      2 de fevereiro de 2015 at 7:58 (3 anos ago)

      Oi Paty,
      Que bom que gostou das dicas e do blog.
      E viajar sozinha é bem isso que você disse mesmo, o bom humor sempre tem que estar presente :)

      Responder
  11. Vera
    2 de abril de 2016 at 22:08 (1 ano ago)

    Gente, viajar sozinha tem um milhão de vantagens! Faço isso há anos! Meninas, não se aborreçam com isso.

    Responder

5Pingbacks & Trackbacks on Sobre viajar sozinha

Leave a reply to Amanda Cancel reply